82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Palmeira: Mesários que foram convocados na fila e os que estão com dificuldades em receber devem comparecer ao Cartório Eleitoral

Foto: Google

O chefe do Cartório Eleitoral da 10ª zona, Carlos Henrique Costa de França, informou na manhã desta sexta (4) que os mesários que foram convocados na fila e os que estão enfrentando dificuldades em receber via carteira digital do Banco do Brasil, devem comparecer ao cartório eleitoral entre 09 a 14 de dezembro.

O horário de funcionamento é das 7h30m as 13h30min.

Veja a nota na integra:

 

NOTA OFICIAL 3

O Cartório Eleitoral da 10 Zona, que abrange a cidade de Palmeira dos Índios, INFORMA, os mesários e mesárias que foram convocados na fila e os que estão enfrentando dificuldades em receber via carteira digital do BB, que compareçam ao cartório eleitoral nos dias 09 a 14 de dezembro, das 07:30h as 13:30h.

Palmeira dos índios (AL), 04 de dezembro de 2020.

Carlos Henrique Costa de França
Chefe de Cartório


Câmara aprova Medida Provisória que destina R$ 1,9 bi para compra de vacina

Câmara aprova Medida Provisória que destina R$ 1,9 bi para compra de vacina

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (2) a Medida Provisória 994/20, que abre crédito extraordinário de R$ 1,995 bilhão para compra de tecnologia e a produção de uma vacina contra a covid-19. Os recursos serão destinados para custear contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca. A empresa desenvolve um imunizante em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

A matéria segue agora para análise do Senado, e precisa ser aprovada até esta quinta-feira (3) para não perder a validade.

O projeto foi aprovado sem emendas ao texto original do governo, por votação simbólica, em sessão virtual. Em virtude da urgência do tema, a oposição retirou a obstrução aos trabalhos em curso há cerca de dois meses.

De acordo com a relatora, deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), do valor total da MP, ainda faltam R$ 400 milhões para serem aplicados. Dessa forma, a matéria precisa ser aprovada pelo Congresso para assegurar o repasse final de recursos.

“Essa vacina é realmente algo que traz esperança à população, algo esperado há muito tempo, não só pelo Brasil e pelos brasileiros, mas por todo o mundo. Hoje posso dizer que estamos votando uma medida provisória que traz a esperança de que possamos voltar a nos abraçar, a ter uma convivência e, principalmente, de que possamos salvar vidas no nosso país”, disse a deputada.

Segundo a MP, a transferência de tecnologia na formulação, envase e controle de qualidade da vacina será realizada por meio de um acordo da empresa britânica com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde. Com isso, caso a eficácia do imunobiológico seja comprovada, o Brasil deverá produzir 100 milhões de doses.

Acordo

O acordo entre Fiocruz e AstraZeneca é resultado da cooperação entre o governo brasileiro e o governo britânico, anunciado em 27 de junho pelo Ministério da Saúde. O próximo passo será a assinatura de um contrato de encomenda tecnológica, previsto para este mês, que garante o acesso a 100 milhões de doses do insumo da vacina, das quais 30 milhões de doses entre dezembro e janeiro e 70 milhões ao longo dos dois primeiros trimestres de 2021. Em todo o mundo, essa é uma das vacinas que estão em estágio mais avançado, já em testes clínicos com seres humanos.

Recursos

Do total de recursos a serem liberados, o Ministério da Saúde prevê um repasse de R$ 522,1 milhões na estrutura de Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz produtora de imunobiológicos. O objetivo é ampliar a capacidade nacional de produção de vacinas e tecnologia disponível para a proteção da população, segundo a pasta. Um total de R$ 1,3 bilhão são despesas referentes a pagamentos previstos no contrato de encomenda tecnológica. Os valores contemplam a finalização da vacina.

O acordo prevê também o início da produção da vacina no Brasil a partir de dezembro deste ano e garante total domínio tecnológico para que Bio-Manguinhos tenha condições de produzir a vacina de forma independente.


Arthur Lira tenta impedir reeleição de Maia na Câmara e de Alcolumbre no Senado

Arthur Lira tenta impedir reeleição de Maia e Alcolumbre – Foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados

Líderes do Centrão lançaram na terça-feira (1) uma ofensiva para barrar a possibilidade do Supremo Tribunal Federal (STF) abrir caminho para a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara e Davi Alcolumbre (DEM-AP) ao comando do Senado.

Intitulado “Carta à Nação Brasileira e ao Supremo Tribunal Federal”, um documento preparado pela cúpula do Progressistas, partido do pré-candidato à eleição da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), já tem o aval de dez partidos e esquentou a disputa. A carta não apenas é contra a recondução de Maia e Alcolumbre como chama qualquer iniciativa nesse sentido de “coronelismo parlamentar”.

Principal adversário do grupo comandado por Maia, Lira é o chefe do Centrão e tem hoje o apoio do presidente Jair Bolsonaro para a sucessão na Câmara.

O Supremo Tribunal Federal começará a julgar, na próxima sexta-feira, 4, ação impetrada pelo PTB pedindo que a Corte impeça a reeleição de Maia e de Alcolumbre.

Além disso, a sigla presidida por Roberto Jefferson e o Progressistas querem que o julgamento seja retirado do plenário virtual, já que ali os ministros ficam longe dos holofotes e não sofrem pressão da opinião pública. A eleição na Câmara e no Senado está marcada para 1.º de fevereiro de 2021.


Renan Filho pode ser escolhido para disputar a presidência em 2022 pelo MDB

Governador de Alagoas, Renan Filho — Foto: Márcio Ferreira

O presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi (SP), disse em entrevista ao Congresso em Foco que o bom desempenho do partido nas eleições municipais de 2020 pode levar a legenda a ter uma candidatura própria à Presidência da República.

Ele citou os nomes da senadora Simone Tebet (MS), dos governadores Renan Filho (AL) e Ibaneis Rocha (DF), e do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

“Nós temos a Simone Tebet, que é a presidente da CCJ [Comissão de Constituição e Justiça] do Senado, que é um grande nome do partido, temos o governador Ibaneis Rocha, que é um grande nome do partido, nós temos o Renanzinho que é o governador mais bem avaliado do Nordeste. Só para falar três, tem outros nomes, o próprio Henrique Meirelles é um grande quadro do MDB, foi candidato a presidente”, disse o dirigente partidário.

Apesar disso, o presidente do MDB afirmou que o partido pode fazer alianças com outras legendas em 2022.


Deputado Davi Maia será o coordenador da transição na prefeitura de Maceió

Deputado Davi Maia

O prefeito eleito por Maceió, JHC (PSB), comunicou nas redes sociais, na tarde de segunda-feira, 30, que a coordenação do time de transição será encabeçada pelo deputado estadual Davi Maia.

Quem ainda participará da transição será professor e doutor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Elder Maia.

A Prefeitura de Maceió informou, na semana passada, que já estava em processo final os preparativos para todo o trâmite administrativo.

Tudo seguirá conforme a recomendação do Ministério Público Estadual (MPE) e do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE/AL).

A comissão mista de transição de gestão vai ser anunciada no Diário Oficial do Município (DOM). Outros nomes confirmados por JHC foram: o delegado federal André Costa, o formado em relações públicas Júnior Tigre e a advogada Rayanne Tenório.

Já a pedido de Ronaldo Lessa, vice-prefeito, também fará parte da transição o advogado João Folha.


Com JHC na Prefeitura de Maceió, Pedro Vilela assume cadeira na Câmara Federal

Pedro Vilela – Foto: Divulgação

Eleito prefeito de Maceió, com 222.147 votos (58,64%), JHC (PSB) irá deixar a cadeira que ocupa representado Alagoas na Câmara Federal de Deputados.

Com a vaga, quem assume a vaga deixada por JHC é Pedro Vilela (PSDB), filho de Elias Vilela e sobrinho do ex-governador Teotônio Vilela Filho.

Este será o segundo mandato de Pedro na Câmara Federal, pois ele foi eleito e assumiu mandato de 2015 até 2018.

Pedro Vilela tem 35 anos e é formado em direito pela PUC São Paulo.


Redes sociais


Whatsapp: 82 99641-3231

Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Tel: (82) 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey