82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Operações resgatam mais de 800 animais silvestres e prende três pessoas em Alagoas

Operações resgatam mais de 800 animais silvestres e prende três pessoas em Alagoas

Duas operações apreenderam cerca de 850 animais silvestres no estado de Alagoas. Essas ações foram feitas de maneira integrada, com o apoio do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL). O principal objetivo foi coibir crimes ambientais e sensibilizar a população quanto ao compromisso com a fauna e a flora.

Operação Curupira 10

As ações que foram coordenadas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) com integração do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e IMA/AL ocorreram entre os dias 24 e 30 de novembro.

As equipes foram até os municípios de Murici, Messias, Flexeiras, Novo Lino, Branquinha, União Dos Palmares e São José. Região que compõe a Área de Proteção Ambiental (APA) de Murici, a maior do Estado.

Durante a Operação, três caçadores foram presos em flagrante, bem como a apreensão de dez espingardas, dezessete armadilhas e carcaças de animais abatidos. Além de 420 gaiolas e alçapões que foram destruídos. No total, 355 animais silvestres foram apreendidos, entre eles oito pássaros saíra-sete-cores, espécie ameaçada de extinção.

Foram aplicadas 14 multas para um total de R$ 132 mil. Os agentes afirmam ainda que a Operação Curupira 10 deve continuar com datas já determinadas. As ações visam combater o tráfico e a caça ilegal, para assim garantir a sobrevivência de animais silvestres na natureza.

Operação Opará

A fiscalização promovida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com cooperação de IMA e BPA possibilitou a Operação Opará, termo utilizado por comunidades indígenas para se referir ao rio São Francisco. As ações de fauna e flora contaram com a participação do órgão ambiental do Estado.

A Operação percorreu 12 cidades das regiões Agreste e Sertão em 12 dias, 17 a 28 de novembro. Foram mais de 500 animais silvestres resgatados, em sua maioria aves, entre eles o Pintassilgo-do-nordeste (Spinus yarrellii), ameaçado de extinção. A criação amadora de passeriformes nativos só pode ser exercida mediante a licença SisPass, que pode ser concedida de forma totalmente digital.

Também foram vistoriadas 34 áreas distintas de flora, equivalente a 1.056,32 hectares, com suspeita de infração ambiental. As equipes do IMA, Ibama e BPA constataram diversos casos de desmatamento, com ou sem o uso do fogo, a destaque de um alvo em Cacimbinhas que destruiu 43,2 ha, acarretando multa de R$ 44 mil.

Importante salientar que a supressão de vegetação pode ser legal, quando realizada mediante autorização prévia do órgão ambiental competente, evitando assim crime passível de auto de infração.

Todos os animais apreendidos nas duas operações foram encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) em Maceió, para receber cuidados adequados da equipe multidisciplinar do IMA e Ibama. Os responsáveis por danos à vegetação natural foram autuados e deverão se comprometer com alguma forma de compensação às áreas destruídas, além do pagamento de multa.


Ação policial prende suspeito de tráfico de drogas em Arapiraca

Ação policial prende suspeito de tráfico de drogas em Arapiraca

Seis mandados de busca e apreensão foras cumpridos na manhã desta quarta-feira (2), em Arapiraca. Os cumprimentos foram requeridos pela Delegacia de Narcotráfico (Dnarc).

De acordo com as informações da assessoria da Polícia Civil (PC), a operação ocorreu nos bairros Primavera, João Paulo II e Olho D’água dos Cazuzinhos, com objetivo de combater o tráfico de drogas nessas áreas.

Ainda segundo as informações, durante o cumprimento dos mandados foi encontrado em um dos locais um revólver, calibre 38, com seis munições intactas do mesmo calibre e quatro aves silvestres.

O preso foi conduzido até a Central de Polícia de Arapiraca onde foi lavrado o flagrante de posse irregular de arma de fogo, de uso permitido, e de crime ambiental.


Quadrilha toma ruas e assalta banco em Cametá, no Pará

Agência do Banco do Brasil é alvo de ação criminosa violenta em Cametá, no Pará — Foto: Reprodução

Uma quadrilha com cerca de 20 criminosos tomou as ruas de Cametá (PA), a 235 km de Belém, no começo da madrugada desta quarta-feira (2), e assaltou uma agência do Banco do Brasil. Moradores relataram em redes sociais uma noite de terror. Um homem foi morto após ser feito refém. Outra pessoa foi atingida na perna e está internada no hospital da cidade, mas não corre risco de vida.

A ação tem características semelhantes à registrada em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, na madrugada desta terça (1º), em que uma quadrilha também fez ataques pelo município em ação para assaltar uma agência do BB.

Assim como ocorreu em Criciúma, a quadrilha atacou um quartel da Polícia Militar (PM), impedindo a saída dos policiais, e usou reféns como escudos para se locomover pelas ruas da cidade. As pessoas foram capturadas em bares.

“Muita gente estava assistindo ao jogo, os bares estavam lotados”, diz Márcio Mendes, morador da cidade, em entrevista a GloboNews. “Renderam as pessoas e levaram para frente da base da Polícia Militar.”

Os criminosos atiraram para cima durante mais de uma hora. O grupo usou armas de alto calibre e explosivos. A agência do BB atacada, que fica no prédio da Câmara dos Vereadores de Cametá, ficou destruída.

Moradores relataram que uma agência do Banpará – o banco estadual – também foi atacada, mas o governo negou a informação.

Os bandidos deixaram a cidade por volta de 1h30. Segundo a PM, o grupo fugiu usando carros e barcos – a cidade fica às margens do Rio Tocantins. Ainda não se sabe o que foi levado e se alguém foi detido. Uma caminhonete com explosivos foi apreendido no km 15 da estrada que liga Cametá a Tucurí, segundo o governo.

Cametá é uma das 10 maiores cidades do Pará, com cerca de 136 mil habitantes, segundo o IBGE, e fica próximo à Ilha do Marajó, no Norte do estado. O governador Helder Barbalho (MDB) disse está a caminho do município para acompanhar as investigações.

“Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá. Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense”, escreveu governador.

Em 2020, o estado registrou ao menos dois outros assaltos semelhantes: um em Ipixuna do Pará, em 30 de janeiro, e em São Domingos do Capim, em 3 de abril. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, “praticamente todos os envolvidos” foram presos.


Operação cumpre mandados em Alagoas e Pernambuco contra acusados de desviar mais de R$ 30 milhões dos cofres públicos

Operação cumpre mandados em Alagoas e Pernambuco contra acusados de desviar mais de R$ 30 milhões dos cofres públicos — Foto: Arquivo/SSP-AL

Ao menos 4 pessoas foram presas em uma operação do Ministério Público (MP-AL) em Alagoas e Pernambuco na manhã desta quarta-feira (2) contra acusados de desviar mais de R$30 milhões dos cofres públicos. No total, foram expedidos 3 mandados de prisão preventiva e 5 de prisão temporária, além de 30 mandados de busca e apreensão expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Apenas um mandado de prisão é cumprido em Pernambuco porque um dos alvos viajou para o estado vizinho.

Os alvos da operação, denominada Gambito da Rainha, são pessoas físicas e jurídicas ligadas a empresa Eliane do Globo, em União dos Palmares.

Entre os presos estão empresários e contadores, todos acusados de falsidade ideológica, fraudes societárias, falsificação de documentos públicos e privados, lavagem de bens e corrupção de agentes públicos.

Dois auditores-fiscais estão envolvidos na organização criminosa e já foram afastados do cargo.

A operação é comandada pelos promotores de Justiça Cyro Blatter, coordenador do Grupo de Atuação Especial em Sonegação Fiscal e Lavagem de Bens (Gaesf), do Ministério Público Estadual de Alagoas, Marília Cerqueira e Anderson Cláudio de Almeida e por integrantes da Secretaria de Estado da Fazenda, Procuradoria-Geral do Estado, Polícia Civil e Polícia Militar de Alagoas.

Operação cumpre mandados em Alagoas e Pernambuco contra acusados de fraudes fiscais — Foto: MP/AL
Operação cumpre mandados em Alagoas e Pernambuco contra acusados de fraudes fiscais — Foto: MP/AL

Segundo o MP, foi decretado, judicialmente, o bloqueio de bens imóveis e móveis dos acusados. A organização criminosa, que operava somente em Alagoas, era integrada por empresários, “testas-de-ferro”, “laranjas”, contadores e auditores-fiscais.

O nome da operação é uma alusão a abertura que o enxadrista faz com o propósito de sacrificar o peão da rainha para obter vantagem e ganhar o jogo.

Participam da operação a Polícia Militar, Radiopatrulha, Batalhão de Operações especiais (Bope), Batalhão de Polícia e Trânsito (BPTran) e Batalhão de Polícia Escolar. Já pela Polícia Civil, a Asfixia, Operação Litorânea (Oplit), Tigre e, além de membros da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) e da Delegacia-Geral.


Homem é preso com cerca de R$ 4 mil em notas falsas na cidade de São Miguel dos Campos

Foto: Ilustração

Após uma denúncia anônima, um homem que não teve a identidade revelada, foi preso nesta segunda-feira (30) com cerca de R$ 4 mil em cédulas falsas na cidade de São Miguel dos Campos, no interior de Alagoas.

De acordo com informações de agentes da Guarda Municipal, que atuavam no Mercado Público da cidade, um comerciante do local informou que um homem estava realizando compras com notas falsas.

Durante a abordagem, os agentes constaram o crime. O acusado foi autuado em flagrante e encaminhado para a Delegacia do município, onde prestou esclarecimentos ao delegado de plantão e segue preso à disposição da justiça.


Homem é preso em Arapiraca após agredir namorada com pedaço de madeira

Homem é preso em Arapiraca após agredir namorada com pedaço de madeira

Um homem, de 30 anos, foi preso após agredir sua companheira, na tarde desta segunda-feira (30/11), em Arapiraca, Agreste de Alagoas. A vítima foi agredida com um pedaço de madeira.

De acordo com as informações do 3º BPM, uma guarnição motorizada da Rádio Patrulha foi acionada para um ocorrência de violência doméstica, nas proximidades do Mundo Novo, zona rural de Arapiraca.

A vítima relatou que seu companheiro lesionou sua mão esquerda, utilizando um pedaço de madeira.

As partes foram conduzidas à Central de Polícia para a realização dos procedimentos cabíveis.


Redes sociais


Whatsapp: 82 99641-3231

Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Tel: (82) 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey