82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Luisa Mell acusa ex-marido de abuso psicológico e ameaças

Luisa Mell acusa ex-marido de abuso psicológico e ameaças

A ativista da causa animal Luisa Mell acusou seu ex-marido, o empresário Gilberto Zaborowsky, de abusos psicológicos durante o casamento dos dois e de ameaças desde o fim do relacionamento, em texto publicado em seu perfil no Instagram neste sábado (9).

“Agressão também se faz com palavras, atitudes e manipulações e nem sempre quem está presa em um relacionamento abusivo percebe isso”, afirmou Mell.

“Eu sou uma dessas mulheres. Muitas vezes, pensava em sair de casa, mas ia ficando. Questionava se não era eu a louca, como ele sempre afirmava quando eu tentava resistir aos abusos, se tudo aquilo realmente acontecia sem conseguir enxergar o relacionamento abusivo que sofria estando dentro dele.”

Após boletim de ocorrência e pedido de medida protetiva contra Zaborowsky, foi determinado que o empresário não pode se aproximar a menos de 500 metros da ativista, nem entrar em contato com ela.

De acordo com o advogado de Mell, Angelo Carbone, Zaborowsky não está respeitando as restrições.

“Ele está criando problemas. Afrontando todas as normas possíveis. Ela tem medo até de sair de casa”, disse Carbone ao g1. “Ele faz pressão psicológica. De tudo que é jeito. Telefona, manda os outros reclamar.”

Procurado pelo g1, Gilberto Zaborowsky diz que irá se defender na Justiça. “Agradeço a oportunidade para me manifestar, mas como a questão está em juízo, é lá que eu vou me defender, depois que tomar conhecimento das acusações que a Marina me fez, das quais, por enquanto, eu só sei por notícias esparsas da mídia.”

Apesar de ser conhecida artisticamente como Luisa Mell, o nome da ativista é Marina Zatz de Camargo Zaborowsky.

“Criar a coragem de sair, de denunciar, não é quase nunca o fim. Fica o medo depois da vingança, da retaliação. Ficam as ameaças! E comigo, não está sendo diferente. Agora que criei coragem de sair, de denunciar e falar sobre o assunto, estou sendo vítima de uma verdadeira organização criminosa financiada pelo meu ex-marido para destruir a minha reputação”, escreveu Mell no Instagram.

“Financiando jornalistas sensacionalistas que estão a venda, munindo pessoas sobre nossa intimidade como casal, estão criando todos os tipos de mentiras para me atacar.”


Polícia Rodoviária Federal realiza 2º leilão de viaturas em Alagoas

Foto: PRF

Na manhã desta quinta-feira (14), foi realizado o 2º leilão de viaturas da Polícia Rodoviária Federal em Alagoas. Doze viaturas foram ofertadas e todas foram arrematadas. O valor inicial foi estimado em R$ 116.000,00, mas ao final do leilão, foi arrecadado mais de R$ 272.000,00.

O leilão está amparado pela lei federal 8666/93 e pelo Dec. Lei 21.981/32 e pelo Art. 335 do CPB que estabelece: “todo aquele que impedir ou tentar afastar concorrentes ou licitantes por meios ilícitos ou de violência, estará incluso na pena de 06 (seis) anos de detenção.”

O leilão público ocorreu no auditório da Superintendência, às 09h00, e foi realizado na forma presencial e on line. Entre as viaturas leiloadas tínhamos: Trailblazer, Ecosport, Blazer, Pajero, Megane, Fluence e L200.


Idosa é presa com documentos falsos em uma agência bancária na cidade em Penedo

imagem ilustrativa

Uma idosa de 79 anos foi presa por estelionato, na tarte dessa quinta-feira (14/10), em uma agência bancária na cidade de Penedo, Região do Baixo São Francisco de Alagoas. Ela estava com documentos falsos tentando acesso ao benefício social. Um homem 34 anos , que disse ser neto dela, também foi preso.

De acordo com as informações do 11º BPM, uma guarnição foi acionada para uma ocorrência de estelionato, na agência do Banco do Nordeste, localizada na Av. Duque de Caxias.

A senhora estava de posse de documentos falsos, tentando fazer uma prova de vida para ter acesso a um benefício social do Governo Federal. A idosa foi questionada sobre seu nome, mas ela se recusou a informar. Com ela, havia um homem que dizia ser seu neto.

Aa partes foram encaminhadas à 7ªDRP de Penedo para a realização dos procedimentos cabíveis.


Motocicleta é furtada na zona rural de Palmeira dos Índios.

Motocicleta é furtada na zona rural de Palmeira dos Índios.

Uma motocicleta Honda CG 150 Titan foi furtada no povoado Gavião de Cima, zona rural de Palmeira dos Índios, na manhã de ontem, quinta-feira (14).

Policiais militares do 10º BPM foram acionados, através do 190, e informados que uma moto da marca Honda, Modelo CG 150 Titan KS, de cor preta, de placa IAD-3710/SE, foi furtada do alpendre da residência da vítima, um homem de 53 anos, localizada no povoado Gavião de Cima.

A vítima não fazia ideia de quem teria cometido o crime. Foi enviada a guarnição de Rádio Patrulha 02 ao local para obter mais informações e efetuar rondas, mas nada foi encontrado. Foi feito um alerta geral as guarnições de serviço.


Viúva e filha de sargento morto pela PM-AL após surto prestam depoimento à Polícia Civil

Sargento Alessandro Oleszko, da Polícia Militar, foi baleado por colegas durante um surto em Satuba e morreu dias depois no HGE — Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso do sargento da Polícia Militar Alessandro Oleszko, que foi baleado por colegas de farda durante um surto em Satuba e morreu no hospital dias depois. A viúva, que também é policial militar, e a filha mais velha dele prestaram depoimento nesta quinta-feira (14), na delegacia da cidade.

A delegada Fabiana Leão está coordenando as investigações. Por meio da assessoria da Polícia Civil, a delegada informou que ainda não vai divulgar informações sobre o andamento do inquérito no momento.

A filha do sargento, Karoline Oleszko, questionou a conduta da Polícia Militar para lidar com um integrante que sofria com problemas psiquiátricos.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que está apurando os fatos e providenciando as medidas administrativas necessárias para esclarecer o caso.

Karoline Oleszko contou que o pai não estava bem psicologicamente e que, no domingo (10), atirou contra a casa do ex-marido dela, que a perseguia há bastante tempo, e que o pai dela, abalado pela situação, queria protegê-la e agiu por impulso, atirando contra a casa do ex-genro.

O sargento foi baleado por colegas da PM, que foram buscá-lo em casa a mando da Corregedoria da Polícia. Segundo a PM, Alessandro Oleszko estava em surto, ameaçou os policiais com arma branca e precisou levar um tiro na perna para ser contido. Ele chegou a ser levado ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu.

Alessandro Oleszko nasceu no Rio Grande do Sul, mas morava há mais de 20 anos em Alagoas. Ele integrava a PM-AL há 15 anos. No dia em que foi morto, estava afastado para tratamento psiquiátrico e psicológico. Dias antes de ser morto, ele gravou vídeos dizendo que estava sendo perseguido.

O sargento tinha três filhas e dois netos do primeiro casamento e um casal de filhos do segundo matrimônio.


Segurança Pública registra queda de 30,7% no número de feminicídios em Alagoas

Foto: Itawi Albuquerque

A efetividade no combate a violência contra à mulher vem mostrando resultados importantes na redução de homicídios em Alagoas. Em setembro, o estado não registrou nenhum caso de feminicídio, garantindo uma queda de 30,7% entre janeiro e setembro de 2021, se comparado com o mesmo período do ano anterior. Os dados são do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC), da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

Em números absolutos, foram registrados 18 feminicídios no período, valor inferior ao de 2020, quando 26 casos ocorreram até setembro.

O combate a esse tipo de crime também vem garantindo resultados positivos na capital, que registrou uma queda de 14,2% no número de feminicídios nos meses apresentados. Segundo o Neac, setembro é o segundo mês consecutivo sem mortes de mulheres em Maceió.

Para o secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, os números são resultado do empenho de todas as instituições que atuam no combate a crimes contra à mulher “Estamos lutando muito para que isso fique em um passado distante. Quero dar os parabéns para todos os profissionais de Segurança Pública. Cada vez mais iremos lutar mais para proteger a mulher alagoana” afirmou.

 

Texto de Paula Berle


Redes sociais


Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

(82) 99641-3231


TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842

SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)

COMERCIAL:
(82) 99621-8806
(Dalmo Gonzaga)

© 2021 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey