Palmeira dos Índios
26 ºC Céu Limpo

Palmeira dos Índios | Céu Limpo
26 ºC

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

SMTT de Delmiro Gouveia é a primeira de AL a utilizar talonário eletrônico para fiscalização no trânsito

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true
Foto: Divulgação / Ascom / Delmiro Gouveia

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Delmiro Gouveia se tornou o primeiro órgão municipal do estado de Alagoas a utilizar o talonário eletrônico, que é de uso exclusivo dos agentes de trânsito.

O dispositivo está sendo implantado por meio de uma parceria com o Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) e irá substituir, com vantagens, o tradicional talão impresso de multas, sendo usado nas ruas para aperfeiçoar o processamento de dados e permitir um melhor gerenciamento operacional do trânsito urbano.

Antes de irem às ruas, os agentes de trânsito participaram de um treinamento sobre a utilização do talonário esclarecendo as principais dúvidas sobre o uso do equipamento e apresentação de sugestões para otimização do serviço.

Após o treinamento teórico, os agentes realizaram uma blitz educativa, com a participação dos representantes do Detran, para utilizar na prática o equipamento.


Novas tecnologias são apostas inovadoras para o agro em 2020

Novas tecnologias são apostas inovadoras para o agro em 2020

De monitoramento de máquinas a imagens de satélite das fazendas, as novas tecnologias no mercado do agronegócio estão ainda mais completas, focando nos desafios encontrados no campo. É visível como o campo está cada vez mais modernizado, e isso foi comprovado no último balanço do Censo Agro, divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o estudo, o uso de tecnologia cresceu bruscamente no campo nos últimos 11 anos, gerando um aumento significativo de produtividade em diversos setores agropecuários. Os dados foram coletados de 2006 até 2017.

Além de facilitar a atividade no campo, algumas soluções digitais trazem também mais segurança na administração da produção. “Na hora de adquirir uma tecnologia específica, é importante que o produtor entenda que aquilo é uma ferramenta de gestão para a fazenda. Ela deve ser usada para gerir a equipe e também os dados obtidos de forma eficiente”, afirmou o Engenheiro Agrônomo e Mestre em Nutrição do Solo, Silas Calazans, em uma matéria do Blog Strider.

Mas pensando nisso, qual tecnologia implantar na fazenda? Confira as soluções que foram destaque em 2019, e são as principais apostas tecnológicas para este ano.

Software

Aplicações localizadas, economia de insumos, controle da operação de campo e tecnologia de monitoramento. É possível encontrar softwares no mercado que oferecem essas funções, garantindo um aumento da produtividade e proteção para toda a lavoura. Além de otimizar o controle fitossanitário da produção, a agricultura de precisão fornece informações confiáveis para agir na hora certa contra as pragas, doenças e daninhas.

Alguns softwares contam também com integrações com outras plataformas desenvolvidas para o campo, unindo em um único local todas as informações necessárias para o produtor.

Sensores

Permitindo informações sobre a plantação e solo, a instalação de sensores no campo ajuda na coleta de dados, e são capazes de ajudar na execução de tarefas a distância, através de comandos realizados de forma automática

Novas tecnologias são apostas inovadoras para o agro em 2020

Drones

Essas aeronaves são equipadas com câmeras especiais, que captam imagens aéreas e permitem acompanhar o desenvolvimento da lavoura em relação ao surgimento de pragas, doenças ou outros problemas no campo.

VANTAGENS OBTIDAS COM A TECNOLOGIA

1. Mais economia: Com uma tecnologia precisa, é possível saber onde e o que aplicar com grande acerto, garantindo o aumento da produtividade com menos custos;

2. Assertividade nas aplicações: Algumas destas tecnologias gera um mapa de calor que evidencia áreas que precisam de maior atenção. Além disso, ele direciona com precisão os esforços da equipe de campo;

3. Agilidade na tomada de decisão: Com as informações dispostas de forma clara e objetiva, o produtor consegue contornar problemas de forma rápida, além de acompanhar, a todo momento, o trabalho realizado pelos técnicos de campo;

4. Gestão eficiente da equipe: Algumas tecnologias permitem que o produtor visualize a performance diária de cada um dos colaboradores. Com o registro de caminhamento, a equipe fica isenta de realizar um retrabalho, além de aumentar o número de pontos monitorados.

.


Serviços on-line do Detran seguem ativos mesmo nos dias de paralisação

Portal de serviços do Detran oferece mais de 45 serviços online em diversas áreas – Foto: Agência Alagoas

Apesar de oferecer cerca de 45 procedimentos on-line, um levantamento realizado na base de dados do Detran apontou que, em média, 50% dos cidadãos se deslocam aos postos de atendimento para realizar serviços que poderiam ser feitos sem sair de casa.

Procedimentos essenciais das áreas de veículos e habilitação, como emissão de guias para pagamento, consultas e agendamento de exames já estão inclusos no portal. Além disso, no site também é possível encontrar o passo a passo para realizar diversos serviços.

É importante ressaltar que os serviços on-line não dependem do atendimento presencial, ou seja, mesmo em meio às constantes paralisações realizadas pelo Sindicato dos Servidores do Detran de Alagoas (Sinsdal), o site do órgão segue ativo e funcionando normalmente para atender a população.


Caixa lança saque digital do FGTS pelo aplicativo do banco

Caixa lança saque digital do FGTS pelo aplicativo do banco – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal passou a oferecer a partir desta segunda-feira (17) a opção de Saque do FGTS digital para todas as modalidades previstas em lei. A medida permite que o saque seja realizado pelo APP do FGTS. A atualização do aplicativo gratuito já está disponível para dispositivos Android. A nova versão para IOS será lançada nos próximos dias.

“O Saque Digital é mais uma inovação do banco em busca da excelência dos serviços prestados ao trabalhador, que a partir de agora não necessita ir a um ponto de atendimento físico para sacar seu recurso do FGTS”, destaca o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Ao solicitar o saque do FGTS pelo app, o trabalhador poderá indicar uma conta da Caixa ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem nenhum custo. O trabalhador também poderá consultar os valores de seu FGTS já liberados para saque, fazer upload de documentos e acompanhar as etapas entre a solicitação e a liberação dos valores para o saque.

O app FGTS permite ainda consultar o saldo e o extrato das contas do FGTS, fazer a opção pela sistemática de Saque-Rescisão ou Saque-Aniversário, efetuar o cadastramento do serviço SMS, além de apresentar uma seção com as dúvidas mais frequentes.

Saque Imediato

Até o dia 14 de fevereiro, já foram pagos mais de R$ 27,5 bilhões do Saque Imediato do FGTS para cerca de 59 milhões de trabalhadores. Essa modalidade de saque liberou até R$ 998 no ano passado, mas quem ainda não sacou poderá fazê-lo até 31 de março. A Caixa atendeu cerca de 62% dos 96 milhões de trabalhadores contemplados e já liberou aproximadamente 65% dos R$ 42,6 bilhões inicialmente previstos.

Saque-Aniversário

Até o dia 14 de fevereiro, mais de 2,3 milhões de trabalhadores optaram pelo Saque-Aniversário, que permite a retirada de parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, no mês do seu aniversário, em alternativa à sistemática de saque por rescisão do contrato de trabalho sem justa causa. A opção pela sistemática de saque é voluntária e pode ser realizada nos seguintes canais: APP FGTS, fgts.caixa.gov.br, Internet Banking CAIXA ou Agências.


Whatsapp deixará de funcionar em alguns celulares, confira quais

Whatsapp deixará de funcionar em alguns celulares, confira quais

A plataforma de mensagens instantânea Whatsapp deixará de funcionar em telefones com sistema operacional Android 2.3.7 e iOS 8 a partir deste sábado, segundo o serviço que é propriedade do Facebook confirmou nesta quinta-feira.

A data limite já havia sido anunciada há um ano, mas o alerta voltou a ser feito, com recomendação para que os usuários atualizem o sistema operacional para seguir usando a plataforma.

Nos últimos meses, os celulares que contavam com Android 2.3.7 e iOS 8 já não conseguiam criar novas contas do Whatsapp, nem voltar a verificar outras já existentes, mas era possível seguir usando o aplicativo se já estivesse cadastrado.

O Android 2.3.7 é a última atualização do sistema Android 2.3, que foi lançado no mercado em 2010. O iOS, por sua vez, chegou aos iPhone em setembro de 2014.

O Whatsapp explicou que não existe nenhuma opção para transferir o histórico de conversas entre plataformas, para os usuários que não poderão seguir utilizando o serviço, mas que é possível exportar os dados através de um email.

Por se tratarem de sistemas operacionais defasados, não se espera que haja um impacto de celulares nos Estados Unidos e Europa, mas é possível que haja problemas em mercados emergentes, com grande quantidade de aparelhos antigos, como na Índia ou África.


Sisu: 66% dos acessos foram feitos por celulares ou tablets

Sisu: 66% dos acessos foram feitos por celulares ou tablets

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na segunda (27) que o site do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) registrou 66% dos acessos por celulares ou tablets durante os seis dias em que esteve aberto para inscrição de participantes por meio da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Foram, ao todo, 3.458.358 inscrições, feitas por 1.795.211 pessoas. Cada candidato pôde optar por até dois cursos.

A região do país com o maior número de inscrições foi a Nordeste: 1.375.758. A segunda colocada, Sudeste, registrou 1.088.094. Completam a lista Sul, Norte e Centro-Oeste, com 368.751, 322.954 e 302.801, respectivamente. Neste semestre, a oferta é de 237.128 vagas em 128 instituições públicas de ensino superior.

Segundo o MEC, o novo portal, que foi lançado este ano e pensado para acesso por meio de dispositivos móveis, ficou disponível 91,6% do tempo. O Sisu é a principal maneira de acessar o ensino superior público do país, a partir da nota obtida no Enem. Para participar da seleção, o candidato não pode ter zerado a redação na edição de 2019 do exame.

Concorrência

Por curso, medicina puxou a lista do número de inscrições, com 274.190. Os outros dois cursos com maior número de inscrições foram Administração (190.454) e Direito, com 175.413. Os mais concorridos, com maior número de inscrições por vaga ofertada, foram Ciências Biomédicas (145 inscrições/vaga), Educação Física (106) e Têxtil e Moda (94), de acordo com a pasta.

O novo portal do Sisu registrou pico de 7 mil inscrições por minuto. Uma média de 1.571.377 pessoas acessou o portal diariamente.

Neste ano, o Ministério da Educação (MEC) testou o Sisu em nuvem, fora dos servidores da pasta, para suportar mais usuários ao mesmo tempo, adaptar o site para aparelhos mobile e economizar recursos. Para 2020, a diminuição de gastos estimada é de R$ 15 milhões. Já nos primeiros cinco anos, a pasta prevê R$ 25 milhões de economia.

Suspensão

A divulgação do resultado do Sisu está suspensa pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), que na noite do domingo (26) manteve a decisão da Justiça Federal de São Paulo, que impede que os resultados sejam divulgados amanhã (28), como previsto. O tribunal deu prazo de cinco dias para o cumprimento da decisão, sob multa diária de R$ 10 mil.

A decisão foi motivada por pedido da Defensoria Pública da União (DPU). Na petição, o órgão cobra que o Ministério da Educação comprove com documentos a realização da revisão dos testes prejudicados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso, reivindica a explicação sobre os parâmetros utilizados nesse procedimento.

O Ministério da Educação reconheceu que houve erros na atribuição de notas para cerca de 6 mil alunos. Segundo a pasta, a falha teria ocorrido na impressão das provas aplicadas em algumas cidades, sendo responsabilidade de uma gráfica. O MEC acrescentou que corrigiu o problema e não haveria prejuízo para os estudantes.

O que é o Sisu

O Sisu é uma das formas de ingresso na educação superior com a nota do Enem. Trata-se do sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a participantes do exame. Quem não conseguir uma vaga pelo Sisu, pode tentar uma vaga pelos vestibulares tradicionais.

Há ainda o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferta bolsas integrais e parciais, de 50%, em instituições privadas; o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), para financiar o valor da graduação.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey