82 99641-3231

Cerca de 90 mil pessoas devem fazer o ENEM em Alagoas

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta segunda (15), que somente em Alagoas 89.826 estudantes devem realizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019, em 26 cidades, espalhadas por todo o estado.

De acordo com o Inep, cerca de 24,2% dos alunos que devem realizar as provas ainda estão cursando a última série no ensino médio, 66% dos candidatos já concluíram e outros 0,3% não está cursando nem muito menos concluiu o ensino médio.

Ainda segundo o instituto, 60,2% das pessoas que vão prestar o exame nacional do ensino médio em Alagoas são mulheres e outros 39,8% são homens.

O instituto de estudos e pesquisas divulgou ainda que 32,1% dos candidatos ao Enem 2019 possuem idade entre 21 e 30 anos, outros 12,4% possuem idade entre 31 e 59 anos e apenas 82 pessoas, que devem realizar as provas possuem idade igual ou maior a 60 anos.

Somente em alagoas, 59,7% dos postulantes às vagas nas universidades públicas se declararam pardos, 22% disseram ser brancos, 11,4% dos inscritos se declararam pretos, 3,9% amarelos, 2,3% não declararam raça ou cor e apenas 0,8% disseram ser indígenas.

As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro, sendo o primeiro e segundo domingo do mês.

 

 

 

Fonte: Cada Minuto


Fies: pré-selecionados têm até esta sexta para complementar inscrição

Os candidatos pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm até as 23h59 desta sexta-feira (12), para complementar a inscrição no site do programa na internet.

Para garantir a vaga, o candidato deve prestar informações como nome do fiador, caso seja necessário, e o percentual de financiamento.

A relação com os pré-selecionados já está disponível no site do Fies. Ela foi divulgada na última terça-feira (9).

Caso o candidato perca o prazo, as vagas ficarão disponíveis na lista de espera, para todos os candidatos não contemplados na primeira fase.

A lista serve para que esses estudantes tenham a oportunidade de preencher vagas que não forem ocupadas. Essa etapa ocorre de 15 de julho a 23 de agosto.

Para a segunda edição do ano, 46,6 mil vagas foram ofertadas em 1.756 instituições de ensino privadas de todo país.

Com financiamento a juros zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos.

Para concorrer ao financiamento, o candidato precisa ter feito qualquer uma das últimas dez edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas questões e não ter zerado a redação.

P-Fies

Saiu também o resultado para o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies). Diferentemente do Fies, no P-Fies os juros são variáveis e as condições são definidas pela instituição de ensino e pelo banco. Para participar, o estudante precisa ter renda familiar mensal bruta por pessoa até cinco salários mínimos.

Os aprovados no P-Fies devem comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição com a qual fechará o contrato para validar suas informações. O P-Fies é por chamada única, sem lista de espera.

 

 

Fonte: Todo Segundo


Presidente assinou projeto de lei que criou a primeira universidade de seu governo

Resultado de imagem para bolsonaroO presidente Jair Bolsonaro assinou na noite dessa segunda-feira (8) a lei que cria a Universidade Federal do Norte do Tocantins (UGTN), com sede em Araguaína, por desmembramento de campus da Fundação Universidade Federal do Tocantins.

 

 

 

 

Fonte: UOL


Enem em papel vai acabar em 2026, diz presidente do Inep

Foto: Divulgação

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em papel vai acabar em 2026, informou o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Alexandre Lopes, nesta quarta-feira (3).

“Em 2026, não haverá mais o Enem em papel. A partir de 2026, todas as etapas do Enem serão digitais, inclusive a reaplicação. Em 2026, a gente vira a chave, deixa de ter Enem em papel e passa a ter Enem Digital para 100% dos alunos”, afirmou.

Os candidatos do Enem Digital deverão comparecer a um local de prova, determinado pela organização, onde haverá computadores para todos. Todos juntos responderão às perguntas diretamente no computador ao invés de escrever no papel. Portanto, não haverá, em nenhuma hipótese, provas em casa.

Em 2019, a prova seguirá o modelo vigente, sem mudanças. Lopes disse que a fase piloto de aplicações de provas online começa em 2020. A pasta afirma que a implantação do Enem Digital será progressiva, com início no próximo ano e previsão de consolidação em 2026.

No começo, o candidato poderá escolher na inscrição se quer participar do modelo piloto online ou a prova tradicional em papel. O presidente do Inep explicou que a prova digital oferece “possibilidades infinitas da forma como vamos poder interagir com o aluno”.

No primeiro ano de teste, o modelo digital será aplicado para 50 mil pessoas em 15 capitais do país. São elas: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

O Enem 2020 terá três datas de aplicação: a digital, a regular e a reaplicação, para os alunos que tenham problemas logísticos e de infraestrutura com a prova digital.

A prova digital será realizada nos dias 11 e 18 de outubro de 2020 e a convencional, em 1 e 8 de novembro de 2020. A reaplicação acontecerá em dezembro, em papel.

Em 2021, serão realizadas duas aplicações digitais, em datas distintas, agendadas previamente, também opcionais. A edição servirá como aprimoramento do piloto. Permanecem a aplicação regular e a reaplicação em papel.

De 2022 a 2025, o Enem Digital seguirá sendo aprimorado. A previsão do Inep é realizar até quatro aplicações digitais, em datas distintas, com agendamento prévio e ainda opcional para os participantes.

Lopes disse que o MEC (Ministério da Educação) não vai comprar computadores para a aplicação das provas, mas irá alugar ou atuar em parceria com instituições e locais que tenham a infraestrutura necessária para a aplicação da prova.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que a vantagem da prova digital é que o candidato tem acesso às respostas imediatamente quando sai da prova, já corrigida, com exceção da redação, que precisa de correção mais demorada.

 

Fonte: Todo Segundo


Aluna da UFAL tem trabalho premiado em apresentação na SBMAC

Ficou para a Universidade Federal de Alagoas o terceiro lugar do Prêmio da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC) com a seleção do trabalho da aluna Eduarda Tatiane Caetano Chagas, recém-egressa do curso de Ciência da Computação do Campus A. C. Simões. O trabalho, selecionado na categoria Iniciação Científica, trata sobre Teoria da Informação e Estatística Computacional no Processamento e Análise de Sinais – Uma ferramenta para Análise de Séries Temporais e teve como orientador o professor Alejandro Cesar Frery Orgambide.

“Nosso objetivo era construir um sistema de análise de séries temporais com teoria da informação, para assim disponibilizar tal ferramenta para a grande parte de cientistas que trabalham com esses tipos de dados. Uma vez que séries temporais consistem em um conjunto de dados com dependência temporal, existe uma grande gama de áreas (não necessariamente da matemática ou computação) que trabalham analisando estes dados. Assim, nossa ferramenta tenta facilitar o uso destas técnicas”, destacou Eduarda. Na mesma categoria foram premiadas, em primeiro lugar, a Universidade Federal Fluminense (UFF) e em segundo lugar a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Eduarda concluiu o curso no segundo semestre letivo de 2018, encerrado em abril deste ano e sobre o objetivo do trabalho ela acrescenta que o desenvolvimento de uma ferramenta de análise de séries temporais com teoria da informação proporcionará ao usuário um conjunto de técnicas para realizar análises interativas e exploratórias dos dados de modo eficiente e com um mínimo período de aprendizado.

“Nossa ferramenta é capaz desde a ajudar na visualização destes dados, como calcular a sua distribuição de probabilidade por meio do processo de simbolização de Bandt & Pompe, e extrair importantes informações da série, por meio dos descritores da Teoria da Informação. Um elemento original do sistema é a vinculação entre o histograma de padrões (distribuição de probabilidade) e a série temporal informada pelo usuário”, explica.

A pesquisadora informa que o trabalho elaborado foi dividido em três etapas: leitura de artigos presentes na Literatura; pesquisa das principais ferramentas de análises de séries temporais; e desenvolvimento de sistema. Segundo Eduarda, foi na segunda etapa que foi vislumbrado a inovação da proposta do trabalho realizado.

Em seu percurso de vida acadêmica, o destacado empenho como pesquisadora de iniciação científica rendeu projeção ao trabalho desenvolvido. No 26º Encontro de Iniciação Científica da Ufal o estudo recebeu o Prêmio de Excelência Acadêmica, sendo também selecionado para a 69º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Em 2017, o trabalho intitulado de Information Tfeory and Computational Statistics in Signal Processing and Analysis Optmized Implementations in R foi apresentado na quarta edição do evento denominado de JIAAIS, resultado de uma parceria internacional entre diversas universidades com o objetivo de trazer pesquisas de alta qualidade na área de processamento de imagens e aprendizado de máquina.

Durante a 70ª SBPC, sediada pela Ufal em julho de 2018, o pôster “Análises de sinais com distâncias estocásticas e diferenças de entropias: Ferramentas para análise de séries temporais”, foi premiado com o título de melhor trabalho submetido à Sessão de Pôsteres da área da Ciência da Computação, sendo o único a atingir o citado êxito na área. Em sua dinâmica vida de pesquisadora, no mesmo mês apresentou no 5º Encontro Regional de Matemática Aplicada Computacional (Ermac) o trabalho “Um breve estudo dobre análise não-paramétrica de séries temporais utilizando descritores causais oriundos da Teoria da Informação. O trabalho consiste de um resumo com algumas das principais técnicas e abordagens disponíveis na literatura.

Na continuidade dos estudos, vislumbrando seguir carreira acadêmica, em março Eduarda Chagas iniciou a pós-graduação em Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que possui conceito Capes 7 e é considerado o melhor programa do país na área. Aproveita para enaltecer a importância da Ufal em toda a trajetória acadêmica. “Em meados de 2015 participei de um projeto de pesquisa do Pibic com o professor Alejadro Frery, orientador do meu trabalho. Devo muito a minha aprovação ao trabalho desenvolvido durante os anos de bolsista do Pibic no Laboratório de Computação Científica e Análise Numérica, o Laccan, pois foi assim que aprendi e desenvolvi minha paixão pela ciência”, disse.

O prêmio que receberá da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional, pela excelente colocação será entregue na próxima edição do congresso nessa área, a se realizar de 16 a 20 de setembro, na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e sobre o êxito obtido Eduarda Chagas enfatiza: “Acredito que o prêmio representa todo o árduo trabalho realizado ao longo de minha graduação e como é importante desde cedo aprender os princípios de como fazer pesquisa de qualidade. Como pretendo seguir carreira acadêmica, o prêmio se torna ainda mais importante”, avalia. Detalhes do Congresso aqui: Congresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional 2019.

Fonte: Todo Segundo


Fies do segundo semestre de 2019 abre inscrições nesta terça

Começa nesta terça-feira (25) o período de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019. O programa oferece financiamento para estudantes pagarem cursos de graduação em universidades privadas. O prazo para se candidatar é 1º de julho.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), serão oferecidos 150 mil contratos, dos quais 50 mil terão juro zero.

Na modalidade “Fies”, são oferecidas vagas com juro zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.

Já a modalidade “P-Fies” se destina a estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. Eles podem receber um empréstimo a juros relativamente baixos, variando de acordo com o banco que atua como agente financeiro.

As inscrições são feitas pela internet no endereço: http://fiesselecaoaluno.mec.gov.br. Basta inserir CPF, data de nascimento, o código de verificação que aparece na tela e, se o candidato tiver tirado uma nota suficiente no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pode dar continuidade à inscrição.

Para participar, o estudante tem de ter feito o Enem a partir de 2010, não pode ter zerado a redação e tem de ter feito pontuação mínima de 450 pontos na média aritmética das provas. Veja o edital.

Fies 2º semestre 2019

  • Inscrições: 25 de junho a 1º de julho
  • Pré-seleção: 9 de julho
  • Contratação: 10 a 12 de julho
  • Chamada da lista de espera: 15 de julho a 23 de agosto

 

Fonte: G1 Globo


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey