82 99641-3231

Ex-ministro Maurício Quintella será secretário na gestão de Renan Filho

O acordo já estava firmado desde as eleições de 2018. O ex-deputado federal e ex-ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella (PR), abriu mão de concorrer à reeleição para tentar uma das duas vagas para o Senado. Se ficasse sem mandato, como ocorreu, Quintella faria parte do governo de Renan Filho (MDB). Chegou a hora.

Na próxima semana, de acordo com uma fonte palaciana, Maurício Quintella vai assumir a secretaria de Estado da Infraestrutura e dará início a um projeto para 2020 que pode credenciá-lo a entrar na disputa pela prefeitura de Maceió, quando serão encerados os dois mandatos do prefeito Rui Palmeira (PSDB). Seu desempenho à frente da pasta será a porta de entrada para seu futuro político, ao menos em tese.

Maurício poderá deixar o partido e migrar para o MDB, mas a informação não foi confirmada pela cúpula da legenda no Estado. O que se vê é que o governador Renan Filho dará todo o suporte necessário para que seus eventuais candidatos a prefeito das duas maiores cidades alagoanas, Maceió e Arapiraca, possam superar a força dos tucanos, Rui e Rogério Teófilo, respectivamente, que venceram o pleito de 2016.

Ex-ministro

A passagem de Maurício Quintella pelo ministério foi marcada, entre outras ações, pela busca de mecanismos para socorrer as concessionárias de infraestrutura que assinaram contratos no governo Dilma Rousseff (PT), a maior parte com enorme desequilíbrio financeiro e alguns até caminhando para a caducidade. Destaque para a repactuação dos pagamentos de taxas ao governo pelos aeroportos, o que de certa forma deu fôlego à concessão do Galeão (RJ).

O ex-ministro priorizou a conclusão de obras que estavam em estágio mais avançado de execução. Paralelamente, trabalhou ainda numa proposta de “concessão light” das rodovias, em que o pedágio bancaria apenas os serviços de manutenção. Seu último ato na gestão da pasta foi a inauguração do novo aeroporto de Vitória (ES), ao lado do ex-presidente Michel Temer (MDB). Dias antes, ele inaugurou um trecho de duplicação da rodovia BR-101 aqui em Alagoas.

 

Fonte: Paulo Marcelo / Jáenoticia


Prefeito é denunciado ao MPE por contratar digital influencer por R$ 31 mil

A divulgação dos atrativos culturais e turísticos da cidade de Pilar, por meio das redes sociais, provocou uma denúncia no plenário da Câmara de Vereadores do município. Na última sessão, o vereador Paulinho Bugarim (PSC) denunciou o contrato pelo município de um digital influencer para prestar serviços de divulgação, conforme publicado no Diário Oficial, no valor de R$ 31.590 mil.

“A denúncia envolve a contratação de um blogueiro por R$ 31 mil reais para divulgar a cidade do Pilar. Fizeram um contrato com dispensa de licitação. Além disso, a pessoa contratada esteve aqui somente em novembro e dezembro”, denunciou Paulinho, acrescentando que já levou o caso ao promotor responsável pela cidade do Pilar.

Segundo o parlamentar, esta não é a primeira vez que ele vai ao MPE em busca de respostas para atos do prefeito do Pilar, Renato Rezende  (PV). Bugarim apontou que, ao longo dos últimos meses, dez denúncias foram feitas ao MPE.

“É um absurdo que o dinheiro público esteja sendo utilizado para isso. Apesar deste gastos, vemos na cidade a falta de cestas básicas para a população mais carente e de medicamentos nos postos, inclusive, insulina. E tem mais, a cidade do Pilar não tem aparecido no perfil do digital influencer, como é justificado pela prefeitura”, frisou.

O vereador revelou que já entrou em contato com o promotor responsável pela cidade, Silvio Azevedo, é que a denúncia será formalizada nesta sexta-feira.

Outro lado

A prefeitura da cidade de Pilar, foi procurada. Mas, o próprio prefeito Renato Rezende (PV), preferiu dar os detalhes sobre o caso. Segundo ele, não há irregularidade na contratação, mesmo com a dispensa da licitação no valor de R$ 31 mil.

“O serviço é único não há outro igual. Nessa área de digital influencer, é a audiência e a capacidade de alcance de pessoas que são os principais elementos na hora da contratação. Conforme relatório oficial utilizada por essa pessoa, há registros que apontam que ele já alcançou até 2 milhões de pessoas”, justificou o prefeito.

Quanto ao valor, o prefeito da cidade do Pilar justificou que o contrato é pelo período de seis meses o que, segundo ele, daria pouco mais de R$ 5 mil reais ao mês. O gestor acrescenta na sua justificativa que o valor é abaixo do preço cobrado pela mídia tradicional.  O valor pago corresponde há seis meses de trabalho até o carnaval. Nesse período, utilizamos para divulgação do Festival do Bagre, Natal e o Carnaval.

“Como investimos pouco mais de R$ 1 milhão em atrações, tem que divulgar. Além disso, o serviço dele digital alcança o público que nos interessa bastante para nós, porque atrai pessoas e movimenta toda a cidade”, explicou Renato.

Diante da denúncia do vereador, o prefeito disse que está para esclarecer qualquer dúvida sobre o contrato, o serviço e os efeitos. O prefeito considerou desnecessário ligar a doação de cestas básicas a esse contrato. Segundo explicou, o repasse dos alimentos é responsabilidade do Estado, sendo o município apenas o distribuidor.

Renato garante que fez economia, pois apurou que o valor a ser pago pago por seis meses de divulgação, neste momento, corresponde a apenas uma postagem de um digital influencer no nível do Carlinhos Maia, que é de Penedo, agora, é o 2° no ranking mundial de seguidores e curtidas, perdendo apenas para Kin Kardashian.


Carlos Bolsonaro diz que Bebianno não falou com presidente: ‘Mentira absoluta’

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou nas redes sociais, nesta quarta-feira, que o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, não conversou na terça com o presidente Jair Bolsonaro. Em entrevista ao GLOBO, o ministro havia negado que protagonize uma crise no Palácio do Planalto e afirmou ter conversado, por mensagens, três vezes com o presidente na terça-feira .

“Ontem estive 24 horas do dia ao lado do meu pai e afirmo: É uma mentira absoluta de Gustavo Bebbiano (sic) que ontem teria falado 3 vezes com Jair Bolsonaro para tratar do assunto citado pelo Globo e retransmitido pelo Antagonista”, disse o vereador no Twtitter. Minutos depois, Carlos fez uma nova postagem na rede social e postou um áudio enviado pelo presidente a Bebianno:

“Não há roupa suja a ser lavada! Apenas a verdade: Bolsonaro não tratou com Bebiano (sic) o assunto exposto pelo O Globo como disse que tratou.” Na mensagem de voz, Bolsonaro se recusa a falar com o ministro.

— Gustavo, está complicado eu conversar ainda. Então não vou falar, não vou falar com ninguém a não ser estritamente o essencial. E estou em fase final de exames para possível baixa hoje, tá ok? Boa sorte aí.

As publicações acentuam os rumores de que Bebianno vive uma instabilidade no governo. Na terça-feira, o ministro cancelou agenda da tarde, depois de almoçar com seus assessores no restaurante do Planalto e ter se recusado a dar declarações à imprensa. À noite, ele se reuniu com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

— Não existe crise nenhuma.  Só hoje falei três vezes com o presidente — disse Bebianno ao GLOBO, afirmando que a conversa se deu por mensagens no WhatsApp.

Um dos temas da conversa teria sido o cancelamento de sua viagem ao oeste do Pará, que ocorreria nesta quarta-feira. Segundo ministro, a agenda foi suspensa a pedido de Bolsonaro que gostaria de reencontrar seus ministros na volta a Brasília, após 16 dias internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Além dele, também cancelaram a viagem o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e a ministra Damares Alves, da pasta Família, Mulher e Direitos Humanos. Nesta quarta-feira, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, disse desconhecer o pedido de Bolsonaro.

Um dos mais próximos aliados de Bolsonaro durante a campanha, Bebianno é desafeto de Carlos, filho mais próximo do presidente. O parlamentar carioca seria o responsável por advogar junto ao pai para que Bebianno tenha menos poder no governo.

Na transição, por exemplo, a Secretaria de Comunicação, área de interesse de Carlos, que tradicionalmente é subordinada à Secretaria-Geral da Presidência, foi realocada para a Secretaria de Governo, comandada pelo ministro Carlos Alberto Santos Cruz.

No fim de semana, uma reportagem publicada pela “Folha de S.Paulo” apontou que o PSL, partido do presidente, destinou R$ 400 mil de fundo partidário para Maria de Lourdes Paixão, de 68 anos, candidata a deputada federal de Pernambuco que recebeu apenas 274 votos. Na época, Bebianno era presidente da legenda. Ele comandou o partido entre janeiro e outubro de 2018. Nesta quarta-feira, a Polícia Federal  intimou a candidata a prestar depoimento sobre a suspeita de ter sido usada como laranja pelo PSL.

Bebianno afirmou que o deputado federal Luciano Bivar (PE), atual presidente do PSL e cujo grupo comanda a legenda em Pernambuco, é quem deve responder sobre Maria de Lourdes. Bivar a teria indicado para receber os recursos.

— Simplesmente não conheço a candidata. As explicações devem ser dadas por ela e por Bivar que a indicou. Tudo que a executiva nacional fez à época foi dentro da lei — disse Bebianno.


Encontro de Marcelo Victor com Arthur e Biu de Lira movimenta bastidores

As fotos publicadas nas redes sociais continuam alimentando especulações de todo tipo nos bastidores da política alagoana.

O fato ou a foto da semana foi a participação do presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Marcelo Victor (SD) num encontro na casa do ex-senador Benedito de Lira (PP), realizado nesse sábado, 9, que teve participação do deputado federal Arthur Lira (PP), hoje um dos principais oposicionistas ao grupo do governador Renan Filho (MDB).

Tudo com direito a poses que ganharam repercussão nas redes sociais e alimentou – e muito – especulações do fortalecimento da oposição ao governo.

O encontro na verdade marcou a filiação de Izabelle Pereira (esposa do prefeito de Teotônio Vilela, Joãozinho Pereira) e da prefeita Pauline Pereira ao PP – registrado aqui em texto anterior.

Além de Marcelo Victor, também participaram do encontro na casa de Biu os deputados estaduais Paulo Dantas e Jó Pereira, ambos do MDB.

Antes desse encontro, outra foto chamou a atenção durante a semana. Depois de almoçar com Renan Filho e Luciano Barbosa, no Palácio dos Palmares, na última terça-feira, Marcelo Victor fez uma visita ao gabinete do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), que também faz oposição ao grupo do governador. Com o presidente da ALE estavam outros três deputados (Paulo Dantas, Dudu Ronalsa e Davi Maia).

Marcelo Victor continua, a julgar pelo que ele próprio diz, próximo do governador Renan Filho. Mas as fotos mostram que ele não está distante de outras forças da política alagoana e certamente vão alimentar muitas especulações nos próximos dias.

Marcelo Victor participa de encontro com Rui Palmeira

Marcelo Victor participa de reunião com Arthur Lira na casa de Benedito de Lira

Reforço no PP

As fotos do encontro na casa de Biu de Lira foram pulicadas por quase todos os presentes nas redes sociais.

Arthur Lira registrou o encontro em sua conta no Instagram: “Momento de grande alegria no @Progressistas onde filiamos a prefeita de Campo Alegre, Pauline Pereira @paulinepereiraoficial e a primeira dama e secretária de saúde de Teotônio Vilela, Izabelle Alcântara @izabelleapereira. Estavam presentes no ato de filiação o presidente da assembléia, Marcelo Victor, o primeiro secretário, Paulo Dantas, a deputada estadual, Jó Pereira @jopereira_ , o prefeito de Teotônio Vilela, Joãozinho Pereira e o senador Benedito de Lira @beneditodeliraoficial, que nos recebeu na sua casa nesse momento importante em que o @Progressistas recebe grandes lideranças do nosso estado”, disse.


Bolsonaro vai ‘amaciar terreno’ no Congresso e Previdência pode ser aprovada em agosto, diz Mourão

Assim que se recuperar da cirurgia que retirou a bolsa de colostomia, o presidente Jair Bolsonaro vai chamar as bancadas e líderes de partidos para discutir os ajustes finais da reforma da Previdência.

Segundo o blog apurou com ministros do governo, o presidente quer uma “conciliação” na questão da idade para a aposentadoria.

A expectativa do Palácio do Planalto é a de que o presidente tenha alta no final desta semana.

O vice-presidente Hamilton Mourão disse ao blog neste domingo (10) que conversou com o presidente e se surpreendeu com sua “rápida recuperação”.

“Até brinquei com ele que estava indo a um churrasco e ele: ‘Poxa! Assim você acaba comigo, eu aqui no hospital!'”, afirmou Mourão.

Sobre a reforma da Previdência, Mourão disse que, quando o presidente conversar com as bancadas, o gesto dará uma “amaciada no terreno” para a aprovação da reforma.

Na previsão dele, se houver uma “concertação” com os políticos, a Previdência estará aprovada em agosto – na Câmara e no Senado.

“Precisa ter a articulação política e uma comunicação eficaz – não só para a população, mas para os congressistas, para aqueles que não entendem a realidade. É um problema de todos, a bomba está armada. Todo mundo precisa ajudar”, disse Mourão ao blog.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse à reportagem que ainda não há definição do relator da reforma da previdência na Casa.


Paulo Dantas diz estar tranquilo e que segurança foi reforçada

O deputado  Paulo Dantas (MDB) chegou cedo na Assembleia Legislativa de Alagoas para a sessão desta quarta-feira (6) que vai votar o rateio do Fundeb, autorizado pelo governo do Estado. Muito cumprimentado, o 1° secretário da Mesa disse que já havia sido informado pela autoridades da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL) da trama para executá-lo ao lado da esposa, a prefeita de Batalha, Marina Dantas (MDB).

“Devo me pronunciar sobre o caso mais tarde. Mas, o que posso antecipar é que nós já havíamos sido informados pelas forças de Segurança Publica sobre isso e já vinha tomando minhas precauções com as medidas necessárias”, revelou o Dantas.

Por conta da revelação do caso, a segurança da Casa de Tavares Bastos foi reforçada no entorno do plenário. Nenhum esquema especial de revista foi montado, entretanto, os militares cedidos ao Legislativo estavam posicionados em pontos estratégicos.

O crime seria praticando a mando de José Márcio Cavalcanti de Melo, o Baixinho Boiadeiro. A principal prova contra ele são áudios conseguidos pela Delegacia de Investigação e Capturas (Deic). Em um dos trechos divulgados pela polícia, o suspeito fala do valor do assassinato, das armas que seriam utilizadas, fuzis AK47, e até da futura comemoração que ocorreria na fazenda onde estava escondido.

Deputado disse que foi alertado sobre plano durante as eleições

Tranquilidade

Demonstrando tranquilidade diante das informações sobre a trama, Dantas conversou com parlamentares e assessores da Casa sobre a repercussão do caso, mas evitando maiores especulações sobre o que pode ocorrer.

“Fizemos campanha de deputado estadual já sabendo disso e tomando todos os cuidados conforme nos orientavam”, completou Dantas. Ele evitou relembrar detalhes sobre o caso e, principalmente, falar sobre os acusados da trama que foi descoberta pela Polícia Civil.

Sobre sua segurança, desde que houve o atentado em sua residência, em Batalha, promovido por Baixinho Boiadeiro,  logo após a morte do pai, ele conta com militares em sua segurança autorizados pelo Conselho Estadual de Segurança (Conseg).


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2019 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey