82 99641-3231

Ciro diz que alta nos combustíveis é “aberração” e promete reformular Petrobras se eleito

Ciro Gomes, pré-candidato a presidente pelo PDT

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, afirmou que a alta nos preços dos combustíveis é “uma aberração” e que, sob seu governo, a Petrobras sofreria uma reformulação.

“Isso é uma aberração que praticamente nega a razão de ser da própria existência institucional da Petrobras”, disse o presidenciável a jornalistas em São Paulo, no mesmo dia em que caminhoneiros realizam protestos em todo o país contra a alta nos preços do diesel e que a Petrobras anunciou nova alta no preço deste combustível.

Ciro citou o histórico da Petrobras, cuja criação na década de 1950 foi alvo de oposição e ocorreu em meio à campanha “O Petróleo é Nosso”.

Segundo o pré-candidato do PDT, a política de preços adotada pela petroleira hoje está equivocada e desrespeita a sua estrutura de custos.

“Ela apresenta um lucro no trimestre de quase 4 bilhões de reais para ser apropriado por acionistas minoritários a serviço de quem eles estão”, afirmou.

Desde que a Petrobras implantou em julho passado um sistema de reajustes mais frequentes de preços dos combustíveis, para refletir cotações internacionais do petróleo e do câmbio, o diesel e a gasolina tiveram aumento de quase 50 por cento nas refinarias da empresa.

Ciro disse que, caso seja eleito em outubro, a Petrobras será “reestatizada”, com contrato de gestão, estratégia que vê como aplicável para todas estatais. “Toda a eficiência da Petrobras será transferida para o interesse público brasileiro”, disse.

JUROS BANCÁRIOS

Caso eleito, Ciro prometeu tratar da questão dos juros e falou sobre a “eminência de uma crise bancária”.

Segundo ele, a taxa de juros que o mercado financeiro cobra do setor produtivo está perto de 41 por cento, o que não chega nem próximo da rentabilidade de grande parte dos negócios do país.

Questionado sobre como reduziria a taxa de juros praticada pelos bancos, o presidenciável respondeu que aumentaria a concorrência no setor bancário, especialmente por meio de bancos estatais como Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Segundo ele, apenas cinco bancos –Bradesco, Santander, Itaú e os dois públicos– concentram 85 por cento de todas as transações do mercado financeiro.

“O mundo se acabando e os caras enchendo a pança de ganhar dinheiro. A economia indo para o brejo e o setor financeiro tendo 14 por cento de lucro acima do lucro do ano passado”, afirmou Ciro.

“No meu governo, Caixa Econômica e Banco do Brasil começarão no primeiro dia a fazer concorrência. Mas se isso não for suficiente, haverá outras providências”, disse Ciro, sem entrar em detalhes sobre essas outras medidas.

PRIVATIZAÇÕES

Questionado durante a sabatina se privatizações estariam na pauta de seu governo, Ciro disse que “evidente que não” e ainda criticou as negociações do acordo entre a fabricante brasileira de aeronaves Embraer e a norte-americana Boeing.

“A gente deve celebrar um projeto nacional de desenvolvimento, cujas linhas gerais eu vou oferecer ao juízo crítico do nosso povo, e esse projeto nacional de desenvolvimento vai definir o papel do capital estrangeiro, contra quem nada tenho, do capital nacional e do capital estatal”, afirmou o pedetista.

Segundo ele, durante o seu governo as estatais seriam administradas a partir de contratos de gestão, uma “ferramenta moderna de administração pública em que você determina com grande transparência quais são as metas, objetivos, caminhos e práticas” que determinada empresa deve seguir, explicou.


Petrobras anuncia redução do preço do diesel e da gasolina após protestos

A Petrobras comunicou nesta terça (22) que reduzirá o preço do diesel e da gasolina nas refinarias a partir desta quarta.

Segundo a petroleira, o diesel vai cair em 1,54%, para 2,3351 reais por litro, no primeiro corte desde 12 de maio. Já a gasolina cai 2,08%, para 2,0433 reais por litro, a primeira redução desde 3 de maio.

O anúncio ocorre após caminhoneiros realizarem na segunda-feira protestos em 19 Estados contra a alta dos combustíveis. Nesta terça-feira, caminhoneiros voltaram a bloquear rodovias e o porto de Santos.


Preço da gasolina sobe nos postos com avanço do petróleo e do dólar

O preço médio da gasolina nas bombas terminou a semana em alta, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (18) pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP). O avanço foi de 0,63%, para R$ 4,284 por litro na média nacional.

O valor representa uma média calculada pela ANP, que verifica os preços em diversos municípios. Eles, portanto, podem variar de acordo com o local.

A alta acontece em meio a uma sequência de aumentos do valor praticado pela Petrobras nas refinarias. Em uma semana, o avanço foi de 5,57%. O repasse ou não para o consumidor final depende dos postos.

Os reajustes fazem parte da política de preços da Petrobras, que ajusta os valores quase diariamente com o objetivo de acompanhar as cotações internacionais.

Nesta semana, o mercado foi ainda marcado por forte avanço dos preços internacionais do barril de petróleo, que chegou a bater as cotações máximas desde 2014, além da tendência de alta do dólar sobre várias moedas, incluindo o real. Todos esses fatores contribuem para a alta do preço da gasolina.

No ano, a gasolina acumula aumento de 4,51% nas bombas.


Petrobras aumenta gás para indústrias pela segunda vez em oito dias

A escalada das cotações do petróleo e do dólar levou a Petrobras a anunciar novo reajuste nos preços do gás de cozinha para uso industrial apenas oito dias após o aumento anterior.

Desta vez, a alta será de 3,6%. O reajuste não impacta o preço do botijão de 13 quilos, mais consumido por residências, que é ajustado com periodicidade trimestral. Vale apenas para a venda do gás em botijões maiores ou a granel.

 

O reajuste anunciado nesta terça (15) é o terceiro aumento consecutivo no preço do gás de cozinha para uso industrial e residencial em apenas 20 dias. No dia 8 de maio, foram 7,1%, e em 27 de março, 4,7%. Assim, a alta acumulada no período é de 16,2%.

 

Já o gás para envase em botijões de 13 quilos foi ajustado pela última vez no dia 5 de abril, com corte de 4,4%. O próximo ajuste só ocorrerá no início de julho. Desde 2003, a Petrobras pratica preços diferentes para os dois tipos de consumo. O gás envasado em botijões de 13 quilos tem uma fórmula diferente, que garante desconto em relação ao produto destinado a uso industrial e comercial.

 

Após a escalada de preços em 2017, a estatal decidiu, em janeiro, alterar a periodicidade do gás residencial, aumentando o prazo de ajustes para três meses, com o objetivo de minimizar o repasse de volatilidades internacionais ao consumidor brasileiro. Desde 8 de maio, quando o gás para uso industrial foi reajustado pela última vez, o preço do petróleo Brent subiu 4,5% e o dólar, 2,6%. Com informações da Folhapress.


Donos de veículos com placas de final 7 e 8 devem quitar IPVA até 31 de maio

Proprietários de veículos automotores com placas de final 7 e 8 podem quitar a primeira parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ou pagá-lo por inteiro até o dia 31 de maio. Trata-se da quarta rodada de pagamentos do Calendário IPVA 2018, organizado pela de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL).

Os valores venais dos veículos para 2018 podem ser vistos no suplemento do Diário Oficial do dia 20 de dezembro. Aqueles que optaram por parcelar as pendências referentes ao IPVA, as mensalidades não podem ser inferiores a R$ 100.

Os boletos podem ser acessados on-line no Espaço do Contribuinte, acessando o site da Sefaz (www.sefaz.al.gov.br). Para ter a emissão presencial, basta comparecer a alguma das Centrais Já! espalhadas pelo Estado.

As próximas etapas do calendário é referente às placas de final 9 e 0, com vencimento até 30 de junho.


Eletrobras disponibiliza consulta de créditos por pagamento em duplicidade

A Eletrobrás Distribuição Alagoas disponibilizou em seu site um espaço para os consumidores que têm direito a ressarcimento por pagamentos em duplicidade das contas de energia elétrica e não foram localizados pela Empresa, seja por mudanças de endereço ou, simplesmente, por não haver mais imóveis em seu nome. Para realizar a consulta, basta informar o CPF e  verificar se tem algum crédito a receber.

Após a consulta, o cliente que tem valores a receber da Eletrobrás deve se dirigir a um posto de atendimento da Distribuidora e solicitar que o crédito seja devolvido por meio de transferência conta bancária. Para isso, é necessário que o titular do crédito seja o titular da conta bancária informada.

De acordo com o gerente de Faturamento e Arrecadação da Eletrobrás, Augusto Faraj, este espaço serve também como um novo canal de aproximação da Distribuidora com a sociedade.

“Hoje, a Eletrobrás tem mais de 7 mil devoluções cadastradas no sistema que a Empresa não conseguiu realizar o ressarcimento. Por meio da consulta no site, o cliente que tiver um valor a receber da Companhia poderá obter informações sobre como agir e solicitar a quantia, além de escolher como quer que a devolução seja utilizada. Ou em forma de abatimento na(s) fatura(s) seguinte(s) ou via crédito em conta bancária do titular da unidade consumidora”, esclarece Augusto.

O crédito de pagamento em duplicidade ocorre quando o cliente paga duas vezes a fatura de energia. O sistema da empresa identifica o duplo pagamento e faz a devolução na fatura seguinte. Para os clientes que por algum motivo pagaram suas contas do mesmo mês e não receberam o ressarcimento, é preciso entrar em contato com a Eletrobrás para que seja verificado se houve algum erro ou a ocorrência da duplicidade.

Para evitar o pagamento em duplicidade, é importante que o cliente sempre observe na conta de energia o mês faturado, que fica na parte de cima da conta, no canto esquerdo da fatura, e o valor. E em caso de dúvida, o cliente poderá solicitar informações por meio do call center 0800 082 0196 ou em um dos postos de atendimentos da Eletrobrás nos 102 municípios do estado.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 Rádio Sampaio - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey