82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

André Brandão será o novo presidente do Banco do Brasil

André Brandão será o novo presidente do Banco do Brasil

O governo definiu nesta sexta-feira (31) que André Brandão será o novo presidente do Banco do Brasil. Brandão é o atual presidente do HSBC.

Brandão substitui Rubem Novaes, que entregou sua carta de renúncia na semana passada.

O novo presidente do BB tem um perfil similar ao do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto — tem boa circulação no mercado financeiro. Essa era a principal preocupação da equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro.

A saída de Novaes

O pedido de renúncia de Novaes dizia que “a companhia precisa de renovação para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações no sistema bancário.”

Uma de suas principais missões ao assumir o Banco do Brasil era a privatização total da instituição financeira. Em diversas entrevistas, Novaes afirmou que era a favor da venda, assim como o ministro da Economia, Guedes. Porém, ele admitia que era difícil por ser uma decisão política e que teria de ser aceita pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo Congresso.

Em entrevista exclusiva à analista da CNN Raquel Landim no sábado (25), Novaes disse que sua saída se devia a conflitos políticos de Brasília e por acreditar que o banco precisava de um executivo mais afinado com as inovações tecnológicas necessárias para enfrentar a concorrência das fintechs.

“Não me adaptei à cultura de privilégios, compadrio e corrupção de Brasília”, disse Novaes, ressaltando que referia-se ao ambiente da capital federal e não a algum acontecimento específico.


Banco Central anuncia que lançará cédula de R$ 200

Banco Central anuncia que lançará cédula de R$ 200

O Banco Central informou nesta quarta-feira (29) que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da cédula de R$ 200, que terá como personagem o lobo-guará.

De acordo com a instituição, a nova cédula deverá entrar em circulação no final de agosto, e a previsão é que sejam impressas 450 milhões de cédulas de R$ 200 em 2020.

Até a última atualização desta reportagem, o Banco Central ainda não tinha divulgado a imagem da nova cédula.

Atualmente, há seis tipos de cédulas em circulação: R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100.

Impressão de cédulas

Neste mês, o governo teve um gasto extra de R$ 437 milhões para impressão de cédulas, com o objetivo de imprimir R$ 100 bilhões adicionais em dinheiro de papel.

De acordo com a área econômica, a crise do novo coronavírus foi um dos motivos para o aumento da procura. A pandemia levou as pessoas a “entesourarem” recursos em casa, ou seja, manter reserva em cédulas.

Outro motivo apontado é a necessidade de fazer frente ao pagamento do auxílio emergencial – estimado em mais de R$ 160 bilhões considerando as cinco parcelas aprovadas. Boa parte dos beneficiários, sobretudo os de menor renda, preferiu sacar o benefício em espécie.


Lei Aldir Blanc – Secult abre inscrições para cadastro de artistas e grupos artísticos de Palmeira dos Índios

Lei Aldir Blanc – Secult abre inscrições para cadastro de artistas e grupos artísticos de Palmeira dos Índios

A partir desta segunda-feira (27), até o dia 15 de agosto, a Prefeitura de Palmeira dos Índios, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult/PI), realizará as inscrições da Lei Emergencial Aldir Blanc para acesso ao Cadastro Cultural de artistas, grupos, empresas, associações, espaços, manifestações e setores atuantes da Cultura no município de Palmeira dos Índios.

Para efetuar o cadastro os interessados devem acessar o link:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScE5Pb6F8lHdxko2Gr0ELHFGqsaPXCo7TrbqFzVwXaZ7HiUPg/viewform ou procurar a sede da Secult/PI, na Rua José Pinto de Barros, 140, no Centro da cidade, até o próximo dia 15 de agosto, das 8h às 14h.

 

Lei Aldir Blanc – Secult abre inscrições para cadastro de artistas e grupos artísticos de Palmeira dos Índios

Atendimento itinerante para inclusão de famílias ao Programa Tarifa Social continua nesta sexta (24), em Palmeira

Atendimento itinerante para inclusão de famílias ao Programa Tarifa Social continua nesta sexta (24), em Palmeira – Foto: Assessoria

A Prefeitura de Palmeira dos Índios, por meio da Secretaria Municipal de Assistência, Inclusão e Desenvolvimento Social, e em parceria com a Equatorial Energia Alagoas, continua com o serviço de atendimento itinerante para o acesso das famílias palmeirenses ao Programa Tarifa Social de Energia. Na quarta-feira (22), as equipes do Governo do Povo atenderam o bairro de Vila Maria, mas já percorreram as comunidades rurais de Lagoa do Caldeirão e do Distrito de Canafístula de Frei Damião e nesta sexta-feira (24) será a vez do Conjunto Jota Duarte.

De acordo com secretária-adjunta de Assistência Social Flávia Tavares, a ação deverá ser encerrada somente em agosto. “A nossa ideia é percorrer as maiores comunidades rurais e urbanas, três vezes na semana, e esse trabalho deve durar até o próximo mês. Segundo a Equatorial, ainda temos mais de três mil pessoas que se encaixam no perfil do Tarifa Social, mas que ainda não aderiram ao Programa. Isso acontece, muitas vezes, por alguma pendência nos cadastros dos programas sociais. Pedimos a quem ainda não conseguiu realizar o cadastro que nos procure na sede da Secretaria para regularizar as pendências”, disse Flávia Tavares.

Para o prefeito Júlio Cezar, a identificação dessas famílias é importante para que elas possam consumir energia elétrica de maneira mais barata. “Há duas semanas assinamos um Termo de Cooperação Técnica com a Equatorial Energia Alagoas, com o objetivo de ampliar o número de pessoas que têm direito a esses benefícios da Tarifa Social, que reduz a conta de energia elétrica, mas que ainda não estão incluídas no Programa. Atualmente, cerca de 9 mil famílias já recebem o benefício e pagam uma conta de energia mais barata no município. Esse é um direito que é dado a quem não tem como pagar caro pela conta de luz e que atende os requisitos para participar do Programa”, destacou o prefeito Júlio.

Para ter acesso ao benefício é preciso:

  • Ter renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo e que estar inscrito no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal;

  • Receber o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC) ou ter inscrição no Cadastro Único com renda mensal de três salários mínimos, que tenha residente portador de doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico requeira o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para funcionamento, demandem consumo de energia elétrica, e estar classificado com as classes Residencial ou Rural na subclasse residencial;

  • Ser cliente residencial de baixa renda: pessoas que moram em imóveis localizados em áreas urbanas, rurais, indígenas ou quilombolas. Famílias indígenas que não possuírem RG poderão apresentar o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).


Autoescolas alagoanas ganham linha de crédito do governo estadual

Autoescolas alagoanas ganham linha de crédito do governo estadual

As autoescolas alagoanas terão uma linha de crédito para a retomada de atividades, após quatro meses paradas, devido a pandemia do novo coronavírus. O anuncio foi feito pelo Departamento Estadual de Transito de Alagoas (Detran-AL), que disponibilizará o crédito, em uma parceria firmada com a Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve) e junto ao Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Alagoas (SindCFC-AL) e a Federação do Comércio de Alagoas (Fecomércio).

O incetivo financeiro é uma ação pioneira do Governo de Alagoas, o único estado do país a oferecer a linha de crédito para o setor. No estado 130 de formação de condutores serão beneficiadas.

A linha de crédito será no valor de R$ 5 a R$ 10 mil, com prazo total de 36 meses, sendo seis meses de carência, com o pagamento de juros mensais e trinta meses de pagamentos de parcelas.

De acordo com o gerente de análise de crédito da Desenvolve Alagoas, Érik Silva, o crédito terá o objetivo de movimentar o capital de giro das empresas, além da manutenção de suas estruturas.

“Serão atendidos todos os CFCs que estiverem em situação regular junto ao Detran. Isso é uma ótima condição para que eles possam se organizar e se reestruturar para a volta das suas atividades. Com essa parceria, o SindCFC-AL está responsável por repassar as documentações necessárias para aqueles que desejarem obter o crédito, como também fazer o recolhimento dessas documentações e enviar para a Desenvolve Alagoas”, explica o gerente.

Para o chefe de educação para o trânsito e controle de CFC, Antonio Monteiro, a parceria entre os órgãos foi fundamental para a retomada das atividades. Ele destacou o acompanhamento do departamento por meio de fiscalização, garantindo a qualidade e a solidez das empresas quanto ao credenciamento junto ao órgão, além de o compromisso com o fortalecimento do seguimento em Alagoas.

“O Detran/AL teve um papel muito importante, oferecendo toda segurança para este processo. Este seguimento é um setor forte, que está sendo acompanhado de perto pela autarquia. O CFCs possuem um papel fundamental na formação dos condutores e,para nós, a disponibilização dessa linha de crédito é uma resposta para a sociedade, para a garantia de emprego e para manter a qualidade na formação dos condutores alagoanos contribuindo com a luta na redução de acidentes de trânsito”, ressalta Monteiro.

“Serão atendidos todos os CFCs que estiverem em situação regular junto ao Detran. Isso é uma ótima condição para que eles possam se organizar e se reestruturar para a volta das suas atividades. Com essa parceria, o SindCFC-AL está responsável por repassar as documentações necessárias para aqueles que desejarem obter o crédito, como também fazer o recolhimento dessas documentações e enviar para a Desenvolve Alagoas”, explica o gerente.

Para aderir à linha de crédito ou obter mais informações, os interessados deverão entrar em contato pelo e-mail negocios@desenvolve-al.com.br e com o SindCFC pelo número (82) 99954-4922 ou (82) 99660-7398.


Aneel mantém proibição de corte de energia para consumidores de baixa renda

Aneel mantém proibição de corte de energia para consumidores de baixa renda

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu manter a proibição do corte de energia por falta de pagamento de consumidores de baixa renda. Além disso, residências cujo fornecimento de energia seja fundamental para preservação da vida também continuam com o corte de energia proibido.

A decisão vem com a revisão de uma resolução normativa de março. Na ocasião, todas as residências urbanas e rurais inadimplentes não poderiam ter a luz cortada. A partir de 1º de agosto, essa restrição será reduzida e vigorará até 31 de dezembro.

Além das famílias de baixa renda e casas cujo fornecimento seja fundamental, o corte continua proibido em residências que deixaram de receber a fatura impressa sem autorização do consumidor e naquelas localizadas em locais sem postos de arrecadação (como bancos e lotéricas) em funcionamento.

Também a partir de agosto as distribuidoras de energia devem retomar atividades como atendimento ao público e entrega de fatura impressa. Também devem voltar a ser cumpridos os requisitos e prazos de prestação de serviços exigidos anteriormente.


Redes sociais


Whatsapp: 82 99641-3231

Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Tel: (82) 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey