Palmeira dos Índios
23 ºC Céu Limpo

Redes Sociais

Palmeira dos Índios | Céu Limpo
23 ºC

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Prefeito Júlio Cezar concede entrevista para a Rádio Sampaio 94.5 FM e esclarece dúvidas da população.

Prefeito Júlio Cezar concede entrevista para a Rádio Sampaio 94.5 FM e esclarece dúvidas da população.

O Prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar, concedeu na manhã desta segunda-feira (18) uma entrevista para o programa Nosso Encontro da Rádio Sampaio 94.5 FM e respondeu algumas perguntas que populares enviaram durante o programa.

Júlio Cezar disse que a Prefeitura Palmeira fez uma grande aquisição de testes de Covid-19 e estão implantando leitos com um suporte maior e mais equipados na UPA. O Prefeito informou também que o Hospital Regional Santa será equipado com seis leitos de UTI e cinco de enfermaria e internação, que serão destinados, exclusivamente, a pacientes com Covid-19.

Perguntado sobre quando seriam entregues esses leitos de UTI do hospital e os leitos de UCI da UPA, o prefeito disse “Daqui a aproximadamente dez dias, deveremos entregar os leitos de UTI do Santa Rita, os leitos de UCI da UPA e o Centro de Triagem. Isso viabilizará o trabalho das equipes de Saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavírus e proporcionará maior assistência no tratamento e cuidados dos pacientes infectados pelo vírus”.

Sobre o dinheiro recebido para combater o Covid-19 o prefeito disse que Palmeira tem cerca de 3,7 milhões de reais e que a população pode acompanhar onde os recursos estão sendo gastos acessando o site da prefeitura e clicar em “Prestação de Contas Coronavírus”.

Ainda segundo o Prefeito Júlio Cezar, o Exército chega em Palmeira dos Índios na próxima quarta-feira para realizar uma grande operação para ajudar na limpeza e desinfecção da cidade.

Perguntado sobre os testes para Covid-19, o prefeito informou que Palmeira tem mais de 1000 testes rápidos em estoque.

Sobre como foi descobrir que estava com Covid-19, Júlio Cezar disse que ficou bastante abalado com a notícia, pois teve muito medo, mas confiou bastante nos médicos. Após receber o resultado do teste, o prefeito foi medicado com Vitamina C e D, azitromicina e hidroxicloroquina, mas só fez uso da hidroxicloroquina por três dias, pois é um medicamento muito forte. Todos os medicamentos foram tomados após prescrição médica.

Perguntado por alguns ouvintes sobre o Posto Vida, o Prefeito disse que o Posto Vida ainda não abriu porque os profissionais foram redirecionados para outros locais para ajudar no combate ao coronavírus, já que alguns médicos foram afastados por estar no grupo de risco ou ter suspeita de contaminação.

Algumas obras públicas estão em andamento na cidade e o prefeito foi perguntado se as obras não deveriam ter parado igual ao comércio, Júlio Cezar disse que o município segue o decreto do governador, que indica que alguns segmentos não devem parar, incluindo a construção civil.

O Prefeito falou também sobre a construção da Nova Escola Municipal Noé Simplício, que será erguida na comunidade de Bonifácio. A unidade educacional contará com 12 salas de aulas e capacidade de atender até 2 mil estudantes daquela região. O investimento soma, aproximadamente, R$ 3 milhões e vai gerar dezenas de empregos para trabalhadores locais.


Presidente da Federação do Comércio de Alagoas e do Sindilojas de Palmeira concede entrevista para a Rádio Sampaio 94.5 FM.

José Gilton Pereira Lima – Foto: Redes Sociais

O presidente da Federação do Comércio de Alagoas, José Gilton Pereira Lima, que também é presidente do Sindilojas de Palmeira dos Índios, concedeu uma entrevista na manhã desta segunda-feira (18), para a Rádio Sampaio 94.5 FM.

Gilton informou que a Federação do Comércio sempre foi contra o fechamento total do comércio, que estão trabalhando e buscando informar ao governo a necessidade do comerciante ficar com o comércio aberto.

“Gostaria de dizer para os nossos empresários, principalmente os empresários de Palmeira dos Índios, que a todo momento estamos nessa luta, buscando o entendimento para que o comércio seja aberto de uma forma que fique dentro dos regulamentos necessários” disse Gilton.

E continuou “acredito que logo logo estaremos de portas abertas e vamos em frente encarar tudo isso”.

Em virtude do atual cenário provocado pela pandemia do novo Coronavírus, o Sindilojas Palmeira dos Índios pede calma e paciência à classe empresarial do comércio do município. A entidade sabe que os impactos financeiros e econômicos com o fechamento temporário do comércio, decretado pelo Governo de Alagoas, serão de grandes proporções. Por isso, o Sindilojas está atento às ações e negociações dos governos Federal, Estadual e Municipal, e participa ativamente das discussões com o objetivo de propor soluções para minimizar os impactos oriundos da paralisação, sempre defendendo o que for legal e de direito para seus associados.

O Sindilojas é filiado à Federarão do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL), entidade que criou um comitê de crise e vem se reunindo com federações representantes do setor produtivo e dos poderes públicos. A Fecomércio também acompanha, em reuniões por videoconferência, as orientações da Confederação Nacional do Comércio (CNC) e soma esforços com outras federações do comércio de todo país na construção coletiva de soluções que venham diminuir os impactos econômicos causados pela pandemia.


Governo começa a pagar hoje a 2ª parcela do Auxílio Emergencial

Governo publica calendário da 2ª parcela do Auxílio Emergencial

O calendário do pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15). O cronograma começa a partir de segunda-feira (18) e seguirá até 13 de junho. O calendário da terceira parcela, que estava prevista para maio, continua sem definição.

O calendário da segunda parcela também vale apenas para quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril. O governo não informou quando vai pagar a segunda parcela para quem receber a primeira depois desta data.

Também nesta sexta, foi sancionada a lei que amplia o grupo de pessoas aptas a receber o benefício.

Mudanças no recebimento

A portaria que definiu o calendário também alterou a forma de recebimento dos recursos pelos dos trabalhadores: a segunda parcela será depositada em poupança digital na Caixa para todos.

Esses recursos vão poder ser usados, inicialmente, apenas digitalmente (para pagamentos de contas, boletos e compras por meio de cartão de débito virtual)

A partir de 30 de maio (veja o calendário 3 abaixo), a Caixa começa a liberar saques e transferências a partir dessas contas. Para os trabalhadores que receberam a primeira parcela em outra conta, o dinheiro que ainda estiver na poupança digital será transferido automaticamente nas datas desse mesmo calendário.

Mudanças no uso da poupança social

De acordo com a portaria, os trabalhadores não poderão transferir os recursos da segunda parcela do Auxílio Emergencial depositados em conta poupança digital da Caixa.

No pagamento da primeira parcela, a Caixa informou que com o aplicativo Caixa TEM, por meio do qual o trabalhador movimenta os recursos da poupança digital, o trabalhador poderia efetuar transferências ilimitadas entre contas da Caixa ou realizar gratuitamente até três transferências para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias. Além disso, poderia pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras.

A portaria atual, no entanto, define que os recursos “estarão disponíveis apenas para o pagamento de contas, de boletos e para realização de compras por meio de cartão de débito virtual.” As transferências serão liberadas nas mesmas datas dos saques.

São 3 calendários:

  1. um para recebimento em poupança social

  2. um para saque em espécie para beneficiários do Bolsa Família

  3. um para saque em espécie para poupança social e transferência de recursos

Segundo portaria sobre o calendário, assinada pelo ministro Onyx Lorenzoni, quem recebeu a 1ª parcela até 30 de abril receberá o crédito da segunda parcela em poupança social digital a partir de quarta-feira (20), de acordo com a data de nascimento.

Inicialmente, os recursos estarão disponíveis apenas em na poupança social digital para movimentações digitais: pagamento de contas, de boletos e realização de compras por meio de cartão de débito virtual. Os saques em espécie para esse público poderão ser feitos só a partir de 30 de maio, também de acordo com a data de nascimento.

Para quem recebe o Bolsa Família, o calendário é diferente. Os beneficiários vão receber nas mesmas datas e da mesma forma em que recebem esse benefício, nos últimos 10 dias de maio. Já os saques em espécie começam na segunda-feira (18) para beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) 1.

VEJA OS CALENDÁRIOS

1. Calendário para depósito em poupança social

 — Foto: Economia G1
— Foto: Economia G1

2. Calendário para pagamento aos beneficiários do Bolsa Família

 — Foto: Economia G1
— Foto: Economia G1

3. Calendário para saque e transferência da poupança social

Auxílio Emergencial segunda parcela - saque e transferência da poupança social — Foto: Economia G1
Auxílio Emergencial segunda parcela – saque e transferência da poupança social — Foto: Economia G1

58 milhões de brasileiros aptos a receber o auxílio

A portaria publicada nesta sexta informa que já existem mais de 58 milhões de brasileiros aptos a receber o auxílio, sendo que 28 milhões solicitaram a ajuda emergencial através do aplicativo do programa.

A Caixa Econômica Federal completou duas semanas sem liberar novos créditos do Auxílio Emergencial. O último balanço dos pagamentos divulgado pelo banco, às 14h de quinta-feira (14), apontava que haviam sido creditados até então R$ 35,5 bilhões a 50 milhões de brasileiros – mesmos números informados desde 30 de abril. Enquanto isso, milhões de brasileiros que aguardam o benefício seguem sem saber se – e quando – irão receber.

A portaria publicada nesta sexta indica que cerca de 8 milhões de brasileiros aptos ainda não receberam o auxílio.


Estados cobram Bolsonaro por sanção à pacote de ajuda

Estados cobram Bolsonaro por sanção à pacote de ajuda

Os secretários estaduais de Fazenda enviaram uma carta ao Planalto cobrando o presidente Jair Bolsonaro pela sanção do pacote de auxílio aos Estados e municípios para combater os efeitos da crise do coronavírus.

No documento, assinado pelos 27 secretários estaduais, eles dizem que “é urgente a liberação dos valores de auxílio aprovados pelo Poder Legislativo ainda que sejam recursos insuficientes para o tamanho das intervenções públicas necessárias nessa crise”.

O pacote prevê um repasse de R$ 60 bilhões aos Estados e municípios para compensar a perda de arrecadação provocada pelo isolamento social, além de uma moratória para o pagamento da dívida. O projeto de lei está à disposição para a sanção do presidente desde o dia 8 de maio.

A expectativa inicial dos estados era que os recursos tivessem sido liberados nessa sexta-feira (15), mas um impasse sobre a exclusão de servidores públicos do congelamento de salários previsto até o fim de 2021 travou o projeto.

A pedido do ministro da Economia, Paulo Guedes, que exigiu essa contrapartida para liberar os recursos, Bolsonaro prometeu vetar o dispositivo, mas até agora não o fez. O presidente vem dando sinais dúbios sobre o assunto, já que a exclusão de grande número de servidores foi patrocinada pelo líder do governo na Câmara com a benção do Planalto.

“Não nos importa se o presidente veta ou não veta, porque não teremos dinheiro para conceder reajustes aos servidores. O que precisamos é da liberação rápida dos recursos”, disse Rafael Fontelez, presidente do Comsefaz, conselho que reúne os secretários estaduais de Fazenda, em entrevista ao CNN Business.

“Se o dinheiro não chegar, os estados em pior situação fiscal terão dificuldades para pagar as contas no fim deste mês”.


Governo publica calendário da 2ª parcela do Auxílio Emergencial

Governo publica calendário da 2ª parcela do Auxílio Emergencial

O calendário do pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15). O cronograma começa a partir de segunda-feira (18) e seguirá até 13 de junho.

Também nesta sexta, foi sancionada a lei que amplia o grupo de pessoas aptas a receber o benefício.

São 3 calendários:

  1. um para recebimento em poupança social

  2. um para saque em espécie para beneficiários do Bolsa Família

  3. um para saque em espécie para poupança social e demais públicos

Segundo portaria sobre o calendário, assinada pelo ministro Onyx Lorenzoni, quem recebeu a 1ª parcela até 30 de abril receberá o crédito da segunda parcela em poupança social digital a partir de quarta-feira (20), de acordo com a data de nascimento.

Inicialmente, os recursos estarão disponíveis apenas em na poupança social digital para movimentações digitais: pagamento de contas, de boletos e realização de compras por meio de cartão de débito virtual. Os saques em espécie para esse público poderão ser feitos só a partir de 30 de maio, também de acordo com a data de nascimento.

Para quem recebe o Bolsa Família, o calendário é diferente. Os beneficiários vão receber nas mesmas datas e da mesma forma em que recebem esse benefício, nos últimos 10 dias de maio. Já os saques em espécie começam na segunda-feira (18) para beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) 1.

Veja os calendários:

   Calendário da 2ª parcela (uso digital) – Poupança Social

 

Fonte: Diário Oficial da União

Calendário da 2ª parcela (saque) – Poupança Social e demais públicos

Fonte: Diário Oficial da União

Calendário da 2ª parcela (saque) – Bolsa Família

Fonte: Diário Oficial da União

58 milhões de brasileiros aptos a receber o auxílio

A portaria informa que já existem mais de 58 milhões de brasileiros aptos a receber o auxílio, sendo que 28 milhões solicitaram a ajuda emergencial através do aplicativo do programa.

A Caixa Econômica Federal estava há duas semanas sem liberar novos créditos do Auxílio Emergencial. O último balanço dos pagamentos divulgado pelo banco, às 14h de quinta-feira (14), apontava que haviam sido creditados até então R$ 35,5 bilhões a 50 milhões de brasileiros – mesmos números informados desde 30 de abril. Enquanto isso, milhões de brasileiros que aguardam o benefício seguem sem saber se – e quando – irão receber.


Auxílio emergencial: 2ª parcela será paga a partir de segunda-feira, diz presidente da Caixa

Auxílio emergencial: 2ª parcela será paga a partir de segunda-feira, diz presidente da Caixa

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou nesta quinta-feira (14) que a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 será depositada a partir da próxima segunda-feira (18).

Segundo Guimarães, o pagamento será escalonado com base na data de nascimento dos beneficiários. O cronograma exato será divulgado nesta sexta (15), às 15h.

Nesta quinta, a Caixa completou duas semanas sem liberar novos créditos do auxílio emergencial. O último balanço dos pagamentos divulgado pelo banco, às 12h da terça-feira (13), apontava que haviam sido creditados até então R$ 35,5 bilhões a 50 milhões de brasileiros – mesmos números informados desde 30 de abril.

Primeira parcela pendente

Pedro Guimarães também anunciou que a Caixa pagará, entre sexta (15) e sábado (16), mais um “lote” referente à primeira parcela. Devem ser incluídos, nesse momento, pessoas que tiveram inconsistências no cadastro e, por isso, ainda estavam com o benefício pendente.

O presidente da Caixa não informou quantas pessoas serão incluídas nesse pagamento, e nem se haverá novas liberações da primeira parcela do auxílio de R$ 600 nas próximas semanas.

Até esta quinta, mesmo quem já recebeu a primeira parcela sem problemas ainda não tinha a confirmação do cronograma. Apenas os trabalhadores que já são beneficiários do Bolsa Família têm data para receber, já que os pagamentos seguem o calendário do Bolsa.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey