Xuxa pede desculpas após sugerir que presidiários sirvam de cobaias

Xuxa pede desculpas após sugerir que presidiários sirvam de cobaias

Após a enorme repercussão negativa que teve a sua sugestão de que presidiários sirvam de cobaias para medicamentos contra o coronavírus, a apresentadora Xuxa Meneghel resolveu pedir desculpas. Ela postou um vídeo gravado pouco antes de dormir, em torno das 2 horas da manhã deste sábado (27), onde lamenta o ocorrido e diz que foi bem errado o que falou.

“É errado? É errado. Me expressei mal? Me expressei mal. Tô vindo aqui pedindo desculpa a vocês porque eu sei que a gente tem algumas falhas no Brasil, uma delas é essa. Quem sou eu para dizer que essas pessoas estão ali e que devem ficar ali ou morrer ali. Quem sou eu pra fazer isso? E se eu faço isso é que eu tô sendo ruim tanto quanto as outras pessoas que também maltratam outras vidas que não deveriam fazer isso. Então, Anderson França, muito obrigada, e a todos vocês que também me julgaram, prejulgaram e julgaram certo. Eu errei então tô aqui pedindo desculpas a todos vocês. Um beijo. É só isso que eu quis me expressar e realmente foi bem errado”, disse.

Durante uma live sobre direitos dos animais promovida pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), a “rainha dos baixinhos” defendeu que pessoas presas no sistema carcerário sejam usadas de cobaia em testes de remédios e vacinas.

“Acho que, com remédios e outras coisas, eu tenho um pensamento que pode parecer muito ruim para as pessoas, desumano… Na minha opinião, existem muitas pessoas que fizeram muitas coisas erradas e estão aí pagando seus erros para sempre em prisões, que poderiam ajudar nesses casos aí, de pessoas para experimentos”, disparou Xuxa.

“Acho que pelo menos serviriam para alguma coisa antes de morrer, para ajudar a salvar vidas com remédios e com tudo. Aí vem o pessoal dos Direitos Humanos e dizer que não podem ser usados. Mas se são pessoas que está provado que irão passar sessenta, cinquenta anos na cadeia e que irão morrer lá, acho que poderiam usar ao menos um pouco da vida delas para ajudar outras pessoas. Provando remédios, vacinas, provando tudo nessas pessoas”, completou a apresentadora.


Deixe uma resposta