Valente, CRB supera expulsão no 1º minuto e vence o Botafogo-SP

Valente, CRB supera expulsão no 1º minuto e vence o Botafogo-SP

O CRB conquistou uma vistória especial nesta sexta. Com um minuto, o goleiro Victor Souza foi expulso de campo, e o Botafogo-SP atuou com um jogador a mais praticamente durante toda a partida. O Galo resistiu em Ribeirão Preto, foi guerreiro e venceu por por 2 a 1, gols do artilheiro Léo Gamalho e do zagueiro Reginaldo Júnior. Tanque descontou.

O gol de Gamalho também merece destaque. Foi o oitavo do artilheiro da Série B.

O CRB subiu para a oitava colocação na Série B, agora com 16 pontos. Voltou a ficar perto do G-4. O Botafogo-SP perdeu uma posição, caiu para o 17º lugar e entrou na zona do rebaixamento.

Léo Gamalho chegou ao 18º gol na temporada e virou o maior artilheiro do país em 2020. Passou Nenê, do Fluminense, que tem 17. O centroavante do CRB também é o goleador isolado da Série B, agora com oito gols.

O CRB volta a jogar na próxima segunda-feira, pela 12ª rodada da Série B. No Rei Pelé, recebe o América-MG em Maceió, às 20h. O Botafogo-SP joga na terça contra o Oeste, às 20h30, na Arena Barueri.

Primeiro tempo

O jogo começou com um lance capital. O lateral Hugo ficou esperando a saída de Victor Souza, o atacante Ronald tomou a frente e o goleiro do CRB fez a falta. Trocou o gol pelo vermelho e foi expulso com um minuto de partida.

O Botafogo-SP foi pra cima e quase abriu o placar com Jordan. Ele aproveitou vacilo de Hugo e emendou de primeira: Mardden, que entrou no lugar de Magno Cruz, fez uma grande defesa.

O CRB, aos poucos, foi atacando também. Aos 19, abriu o placar com o artilheiro da Série B. Diego Torres cobrou escanteio, Léo Gamalho dominou mal, e Moacir tentou de bicicicleta: a bola sobrou limpa para o centroavante, que não perdoou.

Na sequência, Tanque escorou uma cruzamento da esquerda e Mardden voou para tirar. A bola ainda acertou o travessão do CRB. O Botafogo finalizou 15 vezes, apertou no fim e empatou no último lance. Matheus Anjos cruzou da esquerda, Mardden hesitou e Rafinha ajeitou para Tanque marcar de cabeça.

Segundo tempo

O Botafogo ficou mais com a bola, mas teve mais dificuldade para finalizar. Uma chance surgiu apenas aos 31. Tanque enfiou o pé numa cobrança de falta e Mardden salvou o CRB. Depois, Val acertou a trave do time alagoano e Luke não aproveitou o rebote.

O castigo para o Botafogo veio aos 38 minutos. Diego Torres cobrou falta pela direita e Reginaldo Júnior desviou de cabeça para marcar o segundo do Galo. Curisoamente, o zagueiro havia saído justamente do time paullista para o CRB nesse segundo semestre. “Lei do ex” que fala, né? No finalzinho, Judivan cabeceou para baixo e Mardden foi buscar.


Deixe uma resposta