Uso de medicamentos fora do prazo de validade pode acarretar riscos à saúde

Uso de medicamentos fora do prazo de validade pode acarretar riscos à saúde

Não é novidade que a automedicação traz sérios riscos à saúde. O uso de remédios de maneira irracional pode provocar reações alérgicas, dependência e até a morte. Mas, além desse hábito, também existe um outro tão perigoso quanto: a ingestão de medicamentos fora do prazo de validade.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Farmácia, quase metade da população brasileira faz uso de remédios, pelo menos, uma vez por mês.

Antibióticos pedem cuidados especiais

A farmacêutica do Sistema Hapvida Maceió, Eveline Macedo, explica que o prazo de validade de um droga é estabelecido com base em pesquisas que avaliam a segurança e eficácia das fórmulas durante um determinado período de tempo.

“Os laboratórios realizam diversos testes a partir de um controle rigoroso de qualidade. A partir do momento que eu faço uso de uma droga fora da data mencionada na embalagem, estou colocando a minha saúde em risco. Lembrando que essa prática pode ser especialmente perigosa no caso dos antibióticos, já que pode fazer com que as bactérias se tornem ainda mais resistentes”, alerta a profissional.

O uso de medicamentos vencidos também pode provocar sintomas como náuseas, vômitos e diarreias. Eveline diz que, após o prazo de validade expirar, a droga pode se tornar tóxica, demandando o seu correto descarte.

“Na hora de descartar remédios vencidos ou fora de uso, procure um posto de coleta autorizado. Há farmácias, hospitais e postos de saúde que prestam esse serviço”, informa a farmacêutica do Sistema Hapvida. Pomadas, comprimidos, líquidos e sprays, e caixas e bulas podem ser depositados nas estações.

Atenção às condições de conservação do produto

Eveline Macedo dá dicas para conservar a medicação e manter a vida útil do produto. A primeira é manter a caixa longe de umidade e preservar a integridade física da embalagem. Também é importante prestar atenção à temperatura de acondicionamento informada pelo fornecedor.

“Caso observe mudança de cor, manchas ou cheiro estranho, não utilize-o. Vale ressaltar que todo medicamento só deve ser usado sob prescrição médica e qualquer dúvida a respeito do seu uso, deve-se procurar orientação de um profissional farmacêutico”, conclui.


Deixe uma resposta