UPA e Hospital Santa Rita registram aumento significativo na busca por leitos da Covid-19

Imagem ilustrativa

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) volta a se preocupar com a grande demanda e até um possível colapso no sistema de Saúde, principalmente no que diz respeito à ocupação dos leitos destinados a pacientes com Covid-19.

Nas últimas 72h, a UTI da Ala Covid do Hospital Santa Rita operou com capacidade máxima, chegando aos 100% de ocupação dos leitos de UTI e Clínica Médica. Nesta terça (02), à noite, houve mais um óbito de palmeirense que estava internado no Santa Rita.

Já a UCI da UPA de Palmeira dos Índios beirou a capacidade máxima no dia de ontem, operando com 61% dos leitos ocupados, fato que não ocorria desde meados de julho do ano passado.

A SMS voltou a intensificar as barreiras sanitárias, as fiscalizações nas feiras livres, bares, restaurantes e similares e nas escolas particulares que reabriram e campanha informativa na mídia. Diante de tamanha preocupação, a prefeitura pede que a população continue com as medidas sanitárias, usando máscara, fazendo a constante higienização das mãos e objetos pessoais, evitando aglomerações e espaços fechados.

Até o momento, Palmeira aparece no ranking dos municípios que não registraram casos da variante do coronavírus, como já ocorreu em cidades da região. O município está em alerta e deverá anunciar novas medidas nas próximas horas, inclusive o retorno das barreiras nas entradas de acesso à cidade.


Deixe uma resposta