Três escolas da rede particular de Maceió suspendem aulas nas turmas onde alunos apresentaram sintomas da Covid-19

Três escolas da rede particular de Maceió suspendem aulas nas turmas onde alunos apresentaram sintomas da Covid-19

Três escolas da rede particular de ensino de Maceió suspenderam as aulas em turmas onde foram registrados casos suspeitos de alunos com Covid-19. A direção dos estabelecimentos de ensino emitiu comunicados nesta quinta-feira (4) informando os pais sobre a suspensão e afastamento dos alunos que tiveram contato com os possíveis infectados. Eles foram orientados a frequentar as aulas no sistema remoto de ensino.

Em uma das escolas, as aulas foram suspensas na turma de um aluno que teve contato com um parente com Covid-19. Nas outras duas, a suspensão se deu porque alunos apresentaram sintomas da doença.

Em Maceió, as aulas da educação infantil da rede privada de ensino foram retomadas no dia 25 de janeiro na maioria das escolas. Já os alunos do ensino fundamental e médio retomaram as aulas presenciais com sistema híbrido de ensino no dia 1º de fevereiro.

As escolas foram orientadas a seguir os protocolos de segurança sanitária como uso de máscara, verificação da temperatura, uso do álcool em gel e distanciamento social. Algumas instalaram pias para lavagem das mãos e limitaram a entrada de pais ou responsáveis no interior das escolas.

O Ministério Público Estadual (MPE-AL) está acompanhando o retorno das aulas. O promotor Lucas Sachsida reforça que é escolha dos pais optar pelo ensino híbrido ou totalmente on-line.

“O pai precisa prestar atenção no cumprimento do protocolo sanitários nessas escolas. Se existe o uso de máscara, álcool em gel, as pias do lado externo, a separação dentro da sala de aula, o distanciamento que se impõe que não vá todo mundo de uma vez só dentro daquela sala. O pai precisa prestar atenção nisso. Mas lembre-se sempre: o pai não é obrigado a levar o filho na escola. Optando-se por ficar em casa ele precisa prestar atenção no sentido de comprovar que o filho está acompanhando as atividades não presenciais”, disse o promotor.


  • Se os pais não podem adentrar as escolas, como irão verificar se os protocolos estão sendo cumpridos??? Tá de brincadeira o MPE né?? Impressionante como nossos setores de controle são irresponsáveis, as aulas só deveriam retornar após a primeira etapa completa de vacinação.

Deixe uma resposta