Tabeliã Maria Daguia Queiroz de Barros morre aos 72 anos vítima de covid-19

Foto: Redes Sociais

A ex-tabeliã do Cartório de Registros de Palmeira dos Índios, Maria Daguia Queiroz de Barros, de 72 anos, faleceu na noite desta quinta-feira (18) em Maceió.

Maria Daguia foi diagnosticada com covid-19 há cerca de 15 dias e ficou internada no Hospital da Mulher, na capital alagoana, mas não resistiu ao avanço da doença. Ela era natural da Paraíba, mas viveu a maior parte da vida em Palmeira dos Índios.

A família ainda não divulgou os detalhes do sepultamento, que deverá ser restrito e cumprir os protocolos exigidos devido ao coronavírus.

Daguia era viúva do tabelião Fernando Barros, o casal teve 4 filhos (Luiz Fernando de Barros Junior, Luiz Henrique de Barros, Michelle Barros e Monalisa Barros) e  tem 12 netos.

O grupo Sampaio de Comunicação recebe com muita tristeza a notícia da morte desta grande cidadã palmeirense. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor, e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade.


Deixe uma resposta