Reunião no TRE-AL discute plano de segurança para eleições suplementares em Campo Grande

TRE-AL e órgãos de segurança pública se reúnem para discutir segurança de eleição suplementar de Campo Grande, AL — Foto: Ascom TRE-AL

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) se reuniu com representantes dos órgãos de segurança pública do estado, nesta segunda-feira (22), para tratar sobre o plano integrado que será colocado em prática durante a eleição suplementar no município de Campo Grande, marcada para o dia 11 de abril. A eleição na cidade foi cancelada após o prefeito reeleito, Arnaldo Higino, ter a candidatura indeferida por ter sido condenado por ato doloso de improbidade administrativa.

Na reunião ficou definido que haverá reforço no quantitativo de policiais federais, militares e civis na região começando dias antes da eleição. As ações de combate à compra de votos e propaganda eleitoral irregular serão reforçadas pelas forças policiais.

“A eleição suplementar ocorrerá no dia 11 de abril, mas é muito importante que os órgãos que integram a segurança pública tenham planejamentos individuais que se integram no plano de segurança, garantindo o bom andamento dos trabalhos eleitorais no município e a segurança de eleitores e candidatos”, disse o presidente do TRE/AL, desembargador Otávio Leão Praxedes.

Arnaldo Higino teve 51,40% dos votos e derrotou Cícero Pinheiro, que ficou em segundo lugar com 48,11%, nas eleições no dia 15 de novembro. Mas o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu o registro de candidatura, determinando a realização de uma nova eleição.

Segundo o TRE-AL, o prazo final para os partidos políticos e coligações solicitarem o registro de seus candidatos termina no dia 4 de março. A partir do dia 25 de fevereiro, as pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos candidatos, para conhecimento público, devem ser registradas no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A propaganda eleitoral será permitida a partir do dia 05 de março, mas deve obedecer restrições sanitárias impostas como medidas de prevenção contra a Covid-19.

Estarão aptos a votar os eleitores constantes do cadastro eleitoral em situação regular até o dia 11 de novembro.


Deixe uma resposta