Quatro pacientes de Covid-19 recebem alta hospitalar no Hospital da Mulher e equipe médica comemora

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true
Quatro pacientes de Covid-19 recebem alta hospitalar no Hospital da Mulher e equipe médica comemora

Quatro pacientes internados no Hospital da Mulher e diagnosticados com a Covid-19 receberam alta na terça-feira (22). Eles ficaram dias na unidade hospitalar e receberam a assistência necessária da equipe médica da unidade, que comemorou e aplaudiu o momento em que os pacientes deixaram o hospital.

A primeira a receber alta foi a paciente A.R.S., de 47 anos, que mora no município de Igaci, distante 135,5 quilômetros da capital. Ela chegou ao Hospital da Mulher muito debilitada, foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), pois precisou ser entubada e colocada em um respirador artificial.

Com a melhora do quadro, A.R.S teve alta hospitalar. No entanto, ela seguirá em isolamento domiciliar por uma semana. O acompanhamento continuará sendo realizado pela Vigilância em Saúde e Atenção Básica do município.

A segunda paciente a receber alta foi S.S.L.S., de 44 anos, uma gestante de cinco meses, que está na sua segunda gravidez. Ela chegou ao Hospital da Mulher na última quarta-feira (15), após ser encaminhada do Hospital Universitário (HU) de Maceió, no bairro Tabuleiro do Martins, onde já fazia seu pré-natal.

“Ela chegou aqui num estado grave, apresentando os sintomas da Covid-19, onde precisou ser internada na UTI. Iniciamos rapidamente o tratamento, conforme o protocolo da Sesau [Secretaria de Estado da Saúde]. Nessa segunda-feira, ela recebeu alta médica para ser transferida da UTI para a semi-intensiva e, na quarta-feira, já pode ir para casa, onde vai ficar em isolamento domiciliar por mais uma semana”, explicou Luiz Guilherme de Almeida, coordenador médico da UTI do Hospital da Mulher.

O terceiro paciente foi J.A.S., de 50 anos, reside em Marechal Deodoro. Segundo o médico Luiz Guilherme de Almeida, ele é cardiopata, hipertenso e está acima do peso. Fatores que, segundo ele, contribuem para que ele fosse um paciente de risco.

“Ao chegar aqui no último sábado, a Síndrome Respiratória Aguda Grave que ele tinha foi tratada. E por fazer parte do grupo com alto risco de mortalidade, ele conseguiu reagir bem ao tratamento que lhe foi prescrito. Agora, ele retorna para o seio familiar, sem complicações”, garantiu o coordenador médico da UTI do Hospital da Mulher.

“Quero agradecer ao doutro Luiz Guilherme e a toda a equipe do hospital que me deram a maior força pra que eu ficasse bom e voltasse pra minha casa. Obrigado a todos, de verdade. Vocês não fazem ideia de como estou agradecido”, elogiou o paciente.

O quarto e último paciente foi L.S., de 81 anos, que chegou ao Hospital da Mulher em estado grave, com diagnóstico confirmado da Covid-19. Durante os dias em que passou na unidade hospitalar, ele teve a pneumonia tratada. Assim como J.A.S., L.S. retornou para o município de Marechal Deodoro feliz, com a certeza de que mais uma luta foi vencida em sua vida.

A despedida deles do hospital aconteceu sob os aplausos dos profissionais que os acompanharam nesse período de internamento. O isolamento domiciliar de modo preventivo vai ser mantido pelos pacientes e seus familiares por mais uma semana, atendendo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Decreto Estadual, entendendo a importância de ficar em casa.

Ao todo, em menos de uma semana, cinco pacientes com casos confirmados de Covid-19 já receberam alta hospitalar para continuarem o tratamento em isolamento domiciliar. Na última sexta-feira (17), o autônomo Guido Beltrão Fragoso, de 50 anos, saiu do Hospital da Mulher, depois de receber tratamento contra o novo coronavírus.

Quando deu entrada na unidade hospitalar, ele foi encaminhado para a unidade semi-intensiva, onde fez tratamento com terapia antimicrobiana, além de ter recebido todo o suporte clínico e monitorização da equipe multidisciplinar de saúde.


Deixe uma resposta