Procon notifica postos em Alagoas para investigar aumento abusivo nos preços da gasolina

Procon Maceió fiscaliza postos de combustíveis sobre aumento abusivo de preços — Foto: Porcon Maceió

O Procon notificou nesta segunda-feira (14), ao menos nove postos de combustíveis em Alagoas para investigar denúncias de que houve aumento abusivo nos preços praticados na última quinta (10), quando a Petrobras anunciou o reajuste da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, mas que só valeria no dia seguinte.

Segundo o diretor do órgão, Leandro Almeida, a equipe de fiscalização exigiu que fossem apresentadas as notas fiscais com entrada e saída da venda dos combustíveis do dia do reajuste, para verificar se os donos tiveram lucro antecipando o aumento dos preços.

“É um praxe legal que eu tenho que obedecer de notificar, pedir a documentação. E eles [os donos de postos] têm um prazo de 20 dias para juntar essa documentação e, a partir daí, com essas informações oficiais, vou verificar se houve alguma elevação sem justa causa do preço, e aí sim o posto poderia ser autuado por essa prática abusiva”, disse o diretor do Procon.
O aumento antecipado gerou uma corrida aos postos em Alagoas, com registro de filas em vários locais. Muitos consumidores denunciaram a mudança de preço poucas horas após o anúncio, o que gerou revolta entre os motoristas.

O diretor do Procon disse ainda que a fiscalização deve continuar nesta terça (15). Em alguns locais visitados, foi constatada uma redução de valor no litro dos combustíveis.

“Isso mostra que a pressão popular pode já ter exercido sobre os donos de postos e que os obrigou uma redução na margem de lucro deles para poder diminuir essa imagem tão negativa que gerou nesses dias esse reajuste”, concluiu o diretor.


Deixe uma resposta