Procon divulga lista de lojas online acusadas de golpes na Black Friday

Procon divulga lista de lojas online acusadas de golpes na Black Friday

O Procon elaborou a sua famosa lista contendo lojas online não confiáveis para que o consumidor saiba onde não é seguro gastar o seu dinheiro nesta Black Friday.

Por meio de um trabalho contínuo de monitoramento e análise, o Procon checa de forma constante ofertas de produtos e serviços, para confirmar sua legitimidade e seu compromisso com o Código de Defesa do Consumidor.

Os sites com reclamações registradas no órgão e que, após isso, não se manifestam, ou não são encontrados, entram na relação.

Em alguns casos, constata-se que a venda se trata de um golpe, e não de uma oferta real. Para garantir que o consumidor tenha conhecimento de que outras pessoas já foram lesadas por esse esquema, a entidade passou a divulgar, frequentemente, uma lista com os sites não recomendados.

Exemplos de sites não confiáveis

Você pode conferir a lista completa de lojas, que é constantemente atualizada, checando o portal da entidade: Procon.

O problema pode envolver desde a falta de preços em produtos a problemas em sua informação (validade, falta de rótulo ou etiqueta em língua portuguesa).

*  Com Novo Extra


Deixe uma resposta