PRF prende três motoristas por embriaguez ao volante em Alagoas

PRF prende três motoristas por embriaguez ao volante em Alagoas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Alagoas prendeu três motoristas por embriaguez ao volante. Os crimes aconteceram nas BRs 424 e 101, em Satuba e São Miguel dos Campos, respectivamente. Em um dos casos, o condutor embriagado provocou um acidente grave.

Era por volta das 18 horas do sábado (11) quando a equipe recebeu um chamado sobre um acidente no km 95 da BR 424, em Satuba/AL. Os policiais se deslocaram até o local, onde os dois motociclistas aguardavam atendimento médico. A colisão aconteceu após um dos condutores invadir a contramão da via.

Quando chegaram ao local, os PRFs constataram, após teste do etilômetro, que o causador do acidente apresentava um teor de 0,56 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. O outro motociclista apresentou resultado 0,00mg/l.

Diante dos fatos, foi constatado o crime de embriaguez ao volante, porém, a prisão não foi realizada no mesmo momento devido à gravidade das lesões do autor. Os dois foram encaminhados ao Hospital Geral do Estado (HGE) para realização do atendimento médico.

Em outra ocorrência registrada no mesmo dia, os policiais avistaram um Fiat/Palio, de cor prata, parado na rodovia, com a porta do motorista aberta. Era por volta das 19h30 quando a equipe tentou realizar a abordagem, mas o condutor empreendeu fuga. O homem foi acompanhado pelos policiais até o km 91 da BR 424, em Satuba/AL, onde parou o veículo.

Os PRFs solicitaram os documentos do carro e do condutor e ele foi submetido ao teste de alcoolemia. O resultado constatou um teor de 0.59mg/l, que configura crime de embriaguez ao volante. Diante dos fatos, ele foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes em Maceió/AL.

O terceiro caso de embriaguez ao volante aconteceu no domingo (12), no km 123 da BR 101, em São Miguel dos Campos. Era por volta das 09 horas quando a equipe avistou um Chevrolet Classic, de cor preta, parado no acostamento, aguardando para fazer o retorno por uma estrada de barro, a fim de não passar pela fiscalização.

Os PRFs acompanharam o veículo pelo canavial até realizarem a abordagem. No carro estavam dois ocupantes, que alegaram que estavam bebendo em uma fazenda e por isso tentaram fugir da fiscalização. O condutor apresentava forte odor etílico e após ser submetido ao teste de alcoolemia, constatou-se um teor de 0.51 mg/L. Ele também não possuía CNH e alegou que a proprietária do veículo era sua esposa.

Diante dos fatos, o motorista foi preso e levado à Delegacia de Polícia Civil de São Miguel. Algum tempo depois, sua esposa compareceu ao local e confirmou a versão do homem. Os policiais então lavraram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de entregar a direção de veículo automotor a pessoa não habilitada. Ela deve comparecer em juízo quando solicitada.


Deixe uma resposta