Polícia Rodoviária Federal flagra racha na BR-316 e prende um dos participantes

Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas, registrou cinco crimes de trânsito nesta quarta-feira (16). Entre as ocorrências, os policiais flagraram dois motociclistas praticando racha na BR 316. Um deles era inabilitado e foi preso. Os demais crimes aconteceram nas BRs 101 e 104.

Era por volta das 19h40 quando os policiais rodoviários federais avistaram duas motocicletas trafegando em alta velocidade no km 140 da BR 316, em Estrela de Alagoas. Os dois condutores disputavam corrida no sentido de Palmeira dos Índios. A equipe se deslocou atrás deles, a fim de realizar a abordagem. Cerca de um quilômetro depois, os PRFs pararam uma das motocicletas, uma Honda/Cg 125 fan.

Ao ser solicitada a documentação do veículo e do condutor, foi possível identificar que o homem não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o veículo encontrava-se com débitos de licenciamento e outras irregularidadrs que comprometia a segurança de seu usuário. O motociclista também apresentava fortes indícios de ingestão de bebida alcoólica e foi submetido ao teste do etilômetro. O teor alcoólico deu 0,72 miligramas de álcool por ar expelido pelos pulmões.

O motorista alegou que estava bebendo na casa de um amigo. Ele contou ainda que, quando decidiu sair de casa para abastecer, encontrou um conhecido que o desafiou para um racha. As práticas de disputa automobilística colocam em risco tanto a vida dos condutores, como as dos demais motoristas que transitam pela rodovia. Diante dos fatos, o jovem de 19 anos foi preso e encaminhado para a Delegacia Regional de Arapiraca. Além do crime de competição automobilística em via pública, ele também responderá por embriaguez ao volante e por dirigir sem habilitação.

Embriaguez ao volante

Mais um condutor inabilitado e embriagado foi preso no fim da tarde de ontem (16) pela PRF. Os policiais realizavam uma ronda pela BR 316, quando, no km 120, se depararam com o condutor de um veículo de duas rodas em atitude suspeita. Ao realizar a abordagem, os PRFs perceberam que o homem estava muito nervoso e com sinais de embriaguez. O teste do etilômetro confirmou a suspeita, resultando em 0,44mg/l. O homem não possuía CNH e o veículo estava com o licenciamento atrasado. Perante as informações, ele foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil em Cacimbinhas. Seu veículo foi recolhido por apresentar diversas irregularidades.

Entregar a direção de veículo automotor à pessoa sem habilitação

Ainda na tarde de ontem (16), outra equipe da PRF flagrou um motociclista dirigindo sem carteira de habilitação. A abordagem aconteceu durante uma fiscalização de rotina no km 58 da BR 104, em Murici. O condutor da motocicleta Honda/CG, de cor preta, alegou que a mesma pertencia a seu pai, que o entregou a direção do veículo sabendo de sua condição de inabilitado. Diante dos fatos, o pai do motorista foi contatado e os agentes lavraram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) após ele se comprometer a comparecer em juízo. Ele responderá por entregar a direção a pessoa não habilitada.

Atividade poluidora do meio ambiente

Perto das 18 horas, durante uma fiscalização no km 205 da BR 101, em São Sebastião, os PRFs flagraram um veículo de carga com falha no sistema de pós-tratamento de gases poluentes. O condutor, que trabalha como motorista para o proprietário do caminhão, alegou que reparou no alerta do sistema, mas que não fez nada para resolver a situação. Diante da situação, foi lavrado um TCO por realizar atividade poluidora ou degradadora do meio ambiente. O veículo foi detido para realização dos procedimentos cabíveis.

Receptação de veículo

Durante a noite, por volta das 21 horas, uma equipe da PRF realizava uma fiscalização no km 139 da BR 101, em São Miguel dos Campos, quando abordou um veículo Kia Carens, de cor preta. Ao ser solicitado os documentos pessoais e veicular, o motorista declarou que possuía apenas a nota fiscal de compra. Após consultas no sistema, foi constatado que o veículo havia sido locado por outra pessoa e nunca devolvido. Havia um registro de apropriação indébita para o carro. Diante dos fatos, o veículo foi recuperado e o motorista foi detido por receptação.


Deixe uma resposta