Polícia encontrou projétil de chumbo que pode ter sido disparado pela arma usada por Alec Baldwin

Polícia encontrou projétil de chumbo que pode ter sido disparado pela arma usada por Alec Baldwin

O xerife do condado de Santa Fé, Adan Mendoza, afirmou nesta quarta-feira (27) que investigadores recuperaram um projétil de chumbo que pode ter sido disparado da arma usada pelo ator Alec Baldwin na quinta-feira (21).

A afirmação foi feita em coletiva de imprensa organizada para falar sobre o disparo de arma de fogo que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins no set de “Rust”. Veja os principais pontos divulgados:

  • A polícia acredita que o projétil veio da arma usada por Baldwin, mas testes ainda vão ser realizados;

  • o projétil foi recuperado do ombro do diretor Joel Souza, que também foi atingido no incidente, pela equipe médica;

  • duas pessoas da produção, o diretor assistente Dave Halls e a armeira Hannah Gutierrez Reed, tinham checado a arma antes de entregar ao ator e produtor;

  • poucas pessoas estavam no local exato do incidente, mas cerca de 100 estavam no set;

  • a polícia confiscou cerca de 600 itens da produção. Entre eles estavam três armas de fogo, uma delas a que acreditam ter sido usada por Baldwin, cerca de 500 balas, roupas e outros itens;

  • todos os itens confiscados na investigação vão ser encaminhados para o laboratório de análises do FBI;

  • o xerife acredita que ainda é cedo para comentar possíveis acusações criminais, mas a investigação vai continuar e prisões podem ser feitas caso determinem que houve crime e causa provável.

Até o momento, não se sabia qual era o tipo de munição que tinha sido disparada pela arma usada por Baldwin. No entanto, balas de festim não possuem projéteis, que são a parte na ponta da munição que é disparada para atingir os alvos.

Segundo a descrição de Souza, a equipe estava ensaiando a cena que gravaria dentro de uma igreja. Baldwin estava sentado em um banco, e a diretora de fotografia estava posicionada com a câmera em frente a ele. Souza olhava o monitor sobre o ombro de Halyna, quando disparo aconteceu.

As gravações de “Rust”, agora paralisadas, aconteciam no estado do Novo México.

Na coletiva, Mendoza afirmou que dois membros da equipe, o diretor assistente e a armeira do filme, manusearam a arma antes que o ator disparasse o tiro fatal.

“Todos os três indivíduos cooperaram na investigação e prestaram depoimentos”, afirmou.

“A investigação vai continuar e, se o gabinete do Xerife determinar durante nossa investigação que um crime aconteceu e que há causa provável, uma prisão ou prisões serão feitas e acusações serão registradas.”

A promotora do condado de Santa Fé, Mary Carmack-Altwies, foi questionada sobre quem será acusado pela morte de Halyna, mas se esquivou da pergunta ao responder que as investigações ainda estão em curso.

Carmack-Altwies também disse que os investigadores ainda não podem dizer se foi negligência ou de quem neste momento.


Deixe uma resposta