Pela primeira vez, indígena ocupa cargo de secretário em Palmeira

Foto: Nei Correia/Assessoria

O prefeito Júlio Cezar nomeou nesta semana o historiador e antropólogo indígena Cássio Júnio Ferreira da Silva para a Secretaria Municipal de Cultura. Esta é a primeira vez que um índio ocupa um cargo de secretário no Governo Municipal e, também, em uma Secretaria de Cultura de Alagoas.

Cássio Junio também é o secretário mais novo da atual gestão. Cássio também é o secretário mais novo do Governo do Povo. Ele tem 25 anos, é natural de Palmeira e pertence à tribo Xukuru-Kariri. A nomeação foi acompanhada pelo cacique Cicinho e parentes de Cássio.

Em breve, o governo anunciará a posse do novo secretário de Cultura do município. “O Cássio se preparou, estudou e eu sei que a mão de Deus o escolheu para ser secretário dos índios e de todos. Peço que ele apoie e também busque apoio do governo, quando precisar. Destaco que a riqueza de um povo é a cultura que ele produz. Em Palmeira, o índio é diferente, pois ele está aldeado e isso também atrai a atenção de muita gente. E o que temos a fazer é atrair a cultura popular e a de massa, apoiar grupos remanescentes como o maculelê, pastoril, reisado, enfim, unificar a cultura, divulgar e mostrar o trabalho da nossa terra”, disse o prefeito Júlio Cezar.

Histórico

Cássio Júnio Ferreira da Silva é indígena Xukuru-Kariri natural de Palmeira dos Índios. Tem 25 anos e atua como professor na rede estadual desde 2017. Na carreira acadêmica, cursou graduação em História pela Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), pós-graduação em nível de Especialização em História do Brasil pela Universidade Cândido Mendes (UCAM) e Mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Entre os anos de 2017 e 2019, atuou como conselheiro municipal de Cultura, quando representou o povo Xukuru-Kariri.


Deixe uma resposta