Padrasto preso por estuprar e engravidar enteada também abusava de duas irmãs da menina, diz delegado

Foto: Reprodução

Após a prisão, entre os municípios de Pão de Açúcar e Olho D’Água das Flores, do padrasto suspeito de estuprar e engravidar a enteada, uma adolescente de 14 anos, nesta terça-feira (1º), no município de Porto Real do Colégio, Sertão alagoano, o delegado responsável pelas investigações, Rômulo Andrade, revelou detalhes do caso.

Em vídeo divulgado pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (2), O delegado contou que além da adolescente, outras duas enteadas do suspeito, menores de idade, também foram abusadas por ele. Uma das meninas cometeu suicídio.

Segundo o Rômulo Andrade, as investigações do caso iniciaram há cerca de 20 dias, quando a menor acompanhada pelo Conselho Tutelar, contou na delegacia que vinha sendo estuprada pelo padrasto desde que tinha 11 anos.

O delegado explicou que a prisão preventiva do suspeito, que não teve o nome divulgado, foi solicitada e o mandado foi expedido, mas o suspeito fugiu antes que a polícia cumprisse o mandado. Porém, um trabalho realizado com o apoio da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), levou a localização e prisão do suspeito.

“O trouxemos até a delegacia, aprofundamos as investigações e acabamos descobrindo que ele também estuprava, abusava sexualmente de outras duas enteadas, irmãs da vítima, ambas menores de idade. A parte mais trágica da história, mais triste ainda, é que uma delas acabou cometendo suicídio há pouco tempo”, contou o delegado.

O suspeito foi encaminhado para o sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Veja o vídeo divulgado pela Polícia Civil:


Deixe uma resposta