Padrasto e enteado são presos acusados de matar homem durante bebedeira na Chã do Pilar

Dois jovens foram presos, na tarde desta quinta-feira (15), acusados de terem assassinado a pedradas o servente de pedreiro Edmilson Tavares, 46 anos, na semana passada, na Chã do Pilar, município de Pilar, Região Metropolitana de Maceió. Os suspeitos são padrasto e enteado.

De acordo com informações da Polícia Civil, os jovens, de 21 e 22 anos, confessaram a autoria do crime e revelaram que mataram Edmilson devido ao fato de ele ter tirado “brincadeiras chatas”, durante uma bebedeira do grupo.

O delegado do Pilar, Sidney Tenório, contou que o jovem de 21 anos é padrasto do de 22 anos, e que juntos eles praticaram o crime.

“Apesar da pouca diferença de idade, o jovem de 21 anos é padrasto do rapaz de 22 anos e juntos eles se uniram para executar a vítima a pedradas. Eles passaram o dia bebendo com a vítima e, durante a madrugada, foram até o barraco da mesma e a executaram”, ressaltou o delegado.

Os dois homens foram indiciados por homicídio duplamente qualificado e tiveram e tiveram a prisão temporária decretada pela juíza do Pilar, Renata Malafaia, após representação da autoridade policial.

O inquérito policial tem prazo de 30 dias para ser concluído. Até lá, a polícia diz que continuará com as investigações para buscar mais indícios que corroborem com a confissão dos autores.

Após a prisão, os dois homens foram transferidos para a Central de Flagrantes, no bairro do Farol, em Maceió.

Segundo o delegado, o inquérito policial tem prazo de 30 dias para ser concluídos, tempo em que serão buscados ainda mais indícios para corroborar a confissão dos autores, que foram transferidos para a Central de Flagrantes em Maceió.


Deixe uma resposta