Operação da Polícia Militar flagra carnaval clandestino na Barra de São Miguel

Festa clandestina na Barra – Foto: Cortesia CPC

Uma operação conjunta do Comando de Policiamento da Capital (CPC), 5ª Companhia de Marechal Deodoro e RadioPatrulha, intitulada “Sabre de luz”, flagrou e encerrou uma grande festa clandestina de carnaval que estava sendo realizada em um condomínio fechado, na Barra de São Miguel, entre a noite de sábado (13) e a madrugada deste domingo (14).

Segundo informações do CPC, dois responsáveis pelo evento foram conduzidos para o 18º Distrito Policial (DP), onde foi confeccionado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Os homens foram liberados em seguida.

No local, os policiais flagraram o descumprimento de todas as medidas sanitárias de prevenção  à transmissão do novo coronavírus. Além de não autorizada pelas autoridades, a festa provocou a aglomeração de cerca de mil pessoas, a maioria sem máscara de proteção, sem nenhum limite de distanciamento.

Conforme a assessoria de Comunicação da Polícia Militar de Alagoas (PM-AL), o ingresso para entrada no evento era R$ 150 para homens e R$ 20 para mulheres. Ainda segundo a assessoria, também participaram da operação equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Regimento de Polícia Montada D. Pedro I (RPMon).

As festividades de Carnaval foram suspensas nos 102 municípios alagoanos, cujos gestores decidiram acatar a recomendação do Ministério Público de Alagoas (MP-AL).

O governador Renan Filho anunciou a manutenção do ponto facultativo no Carnaval, assim como já havia sido anunciado pelo prefeito de Maceió, JHC, e o reforço na fiscalização para coibir aglomerações.

Denúncias de aglomerações ou eventos não autorizados em todo o estado devem ser comunicadas à Polícia Militar de Alagoas, por meio do 190.


Deixe uma resposta