Operação da Polícia Federal combate fraude ao Auxílio Emergencial em Alagoas

Operação da Polícia Federal combate fraude ao Auxílio Emergencial em Alagoas

A Polícia Federal ealiza na manhã desta terça-feira (10) uma Operação Apate para cumprir 9 mandados de busca e apreensão em Alagoas e um em Águas Claras, Pernambuco. A ação tem por objetivo desarticular uma associação criminosa que fraudava o benefício do Auxílio Emergencial.

Segundo a PF, as investigações começaram em 2021 quando alguns donos de loterias identificaram que funcionários estariam participando da ação.

As investigações apontam que o grupo ativava indevidamente o aplicativo Caixa TEM, realizada pelos funcionários, com a validação imprópria de vários CPFs, que gerou em pagamentos fraudulentos de auxílios emergenciais.

A PF cruzou os domicílios dos que tiveram os CPFs indevidamente atividades e foi contatado que são muito distantes do local de cadastro e ativação do Caixa TEM.

Muitos dos indiciados possuem uma grande quantidade de contas bancárias, uma característica comum nas condutas de diversos fraudadores investigados na Banco Nacional de Fraude ao Auxílio- Emergencial, que facilita a movimentação do dinheiro das fraudes.

A investigação conseguiu identificar os envolvidos na organização criminosa. Eles estão à disposição da Justiça Federal e vão responder pelos crimes de estelionato majorado e associação criminosa, que somados podem chegar a 8 anos de prisão.

Na mitologia grega, Apate era um espírito que personificava o engano, o dolo e a fraude. Foi, junto com o seu correspondente masculino Dolos (o espírito das ardilosidades), um dos espíritos que saíram da caixa de Pandora.

 


Deixe uma resposta