OMS vai retomar investigação sobre a origem do coronavírus

OMS vai retomar investigação sobre a origem do coronavírus

Com um novo time composto de 20 cientistas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) está retomando as investigações para apurar a origem da covid-19. A equipe é formada por especialistas em genética, biossegurança e doenças animais, informou o Wall Street Journal (WSJ), no domingo 26.

O objetivo do grupo é levantar novas evidências do surto inicial do novo coronavírus na China. Segundo o jornal, os investigadores consideram a hipótese de que o vírus possa ter surgido em laboratório. O movimento da OMS ocorre em meio à pressão mundial por respostas sobre da gênese do coronavírus.

Fontes da OMS ouvidas em caráter reservado pelo WSJ disseram que o tempo para a investigação está acabando, visto que evidências iniciais da epidemia podem ficar prejudicadas, com os anticorpos das primeiras pessoas infectadas deixando de ser detectáveis. A OMS alertou ainda para “novas pandemias.”

Nos Estados Unidos, uma força-tarefa de cientistas que investigava o caso foi dissolvida devido à ligação com a empresa de saúde EcoHealth Alliance. A organização é suspeita de usar fundos dos EUA para estudos de coronavírus em morcegos, em parceria com o Instituto de Virologia de Wuhan.


Deixe uma resposta