Novos preços da gasolina e do diesel começam a valer nesta terça-feira (26)

Bomba de gasolina em posto — Foto: Marcelo Brandt/G1

A gasolina A e o diesel A passam a ser vendidos para distribuidoras com valores reajustados a partir desta terça-feira (26). Com a mudança, o preço médio de venda da gasolina A da Petrobras, para as distribuidoras, terá reajuste médio de R$ 0,21 por litro, passando de R$ 2,98 para R$ 3,19 por litro, alta de 7%.

Nas bombas, a alta será de R$ 0,15 por litro, segundo a estatal. O cálculo considera a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos.

Para o diesel A, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro, refletindo reajuste médio de R$ 0,28 por litro. Nas bombas, essa variação deve refletir numa alta de R$ 0,24 por litro, o equivalente a 9,15%. O cálculo leva em conta a mistura obrigatória de 12% de biodiesel e 88% de diesel A para a composição do diesel comercializado nos postos.

No domingo (24), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já havia adiantado os reajustes.

As novas tarifas foram anunciadas pela Petrobras nea segunda-feira (25), 17 dias após o último reajuste anunciado pela companhia, em 8 de outubro, quando a gasolina foi reajustada em 7,19% e o gás de cozinha, em 7,22%.

Alta ultrapassa 70% no ano – Desde o início do ano, a gasolina acumula um aumento de mais de 70%. O primeiro reajuste de 2021 ocorreu em 18 de janeiro, quando o litro do combustível foi de R$ 1,84 para R$ 1,98, um aumento de 7,6%.

Quando comparados o preço do litro em janeiro e o preço do litro em outubro, o aumento é de 73% no preço do combustível.


Deixe uma resposta