Novo decreto permite abertura de óticas durante quarentena em Alagoas

Novo decreto permite abertura de óticas durante quarentena em Alagoas

Se nos decretos anteriores, as óticas em Alagoas ficaram fechadas devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o governador Renan Filho (MDB) permitiu a abertura do setor durante a quarentena no novo documento publicado no Diário Oficial do Estado desta semana.

Renan Filho atendeu a uma recomendação da Sociedade Regional de Óptica e Optometria do Estado de Alagoas (CBOO/AL), já que as óticas se enquadram na mesma situação de essencialidade que outros estabelecimentos na área da saúde.

A decisão de abertura do setor foi publicada no mesmo documento em que o executivo estadual prorrogou para os dias 20 e 30 de abril a paralisação de alguns serviços devido à quarentena e isolamento social.

 Serviços na área da saúde que irão abrir durante a quarentena em Alagoas:

  1. Óticas

  2. Estabelecimentos médicos

  3. Odontológicos

  4. Hospitalares

  5. Laboratórios de análises clínicas

  6. Farmacêuticos

  7. Clínicas de fisioterapia e de vacinação

  8. Psicólogos

  9. Terapia ocupacional

  10. Fonoaudiólogos

  11. Serviços de emergência ou consulta com hora marcada

“O uso de óculos de grau é algo essencial e indispensável à vida humana: um estudante que tenha que usar cerca de três dioptrias de miopia e tenha quebrado ou perdido os óculos durante a quarentena, como ficaria a situação dele?”, expõe o presidente da Sociedade Regional de Óptica e Optometria de Alagoas, Rubério Alves.

“Um profissional da saúde que tenha dificuldade para leitura por causa da idade, como ficaria o rendimento dele para verificar validades, ler bulas ou até preencher formulários se os seus óculos estiverem quebrados e eles não tiverem as óticas para resolver tal problema? Agradecemos ao Governo do Estado por entender a importância do setor para a população e iremos cumprir todas as determinações de higiene sanitária como prevenção à pandemia”, acrescenta.

Além de Alagoas, estados como o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Maranhão e São Paulo autorizaram a abertura de óticas por serem consideradas serviços essenciais.

Para os atendimentos, o setor de ótica se comprometeu a adotar as medidas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Conselho Brasileiro de Óptica e Optometria (CBOO) para o combate à disseminação do novo coronavírus. São elas:

1 – Diminuição de 50% dos colaboradores no local de trabalho (as ópticas podem fazer um revezamento por turnos).

2 – Limitar o número de clientes no local com a distância mínima de 2 metros entre eles. Será realizado prévio agendamento para evitar aglomerações.

3 – Todos os funcionários farão uso dos equipamentos de proteção individual (EPI), e os estabelecimentos terão, em local visível, material para limpeza das mãos dos clientes e funcionários, tais como, álcool em gel, água e sabão.

4 – Manter o salão de atendimento limpo e arejado.


Deixe uma resposta