Motorista que matou a jovem Nubielle atropelada pode pegar cerca de 10 anos de prisão

Nubielly Emília de Lima Ramos

O motorista que atropelou e matou Nubielly Emília de Lima Ramos, de 14 anos, em Palmeira dos Índios vai ser indiciado ainda nesta semana. Se processado e condenado, pode pegar pena de cerca de 10 a 12 anos de reclusão. A informação foi divulgada pela Polícia Civil na terça-feira (29).

O repórter Niraldo Correia entrevistou com exclusividade o Alysson Martins, Chefe de Operações da Delegacia Regional de Palmeira dos Índios, na manhã desta quarta (30).

Segundo Alysson Martins, nesta semana será finalizado e remetido à Justiça o inquérito policial que apura o crime de trânsito. O autor do fato será indiciado pelo crime de homicídio na direção de veículo automotor sob influência de álcool, com majorante pela omissão de socorro, e pelo crime de afastar-se do acidente para fugir da responsabilidade.

O nome do motorista não foi divulgado. Segundo o agente, a pena pelo crime de homicídio na direção de veículo seria de 5 a 10 anos, mas a essa pena pode ser somado mais um terço até a metade, considerando a omissão de socorro. Com isso, a pena pode variar de 6 a 12 anos.

Nubielly Emília de Lima Ramos chegou a ser socorrida por testemunhas e passou duas semanas internada no Hospital de Emergência do Agreste, mas faleceu no domingo (27) .

A jovem caminhava acompanhada do irmão mais novo às margens da Avenida Rotary, no bairro de Palmeira de Fora. O atropelamento foi registrado por uma câmera de segurança.

O motorista que atropelou Nubielly chegou a ser preso por embriaguez ao volante no mesmo dia do atropelamento, mas por outro acidente.

Como ainda não havia sido identificado como autor do atropelamento da menina, foi solto no dia seguinte após pagar fiança.

 

Entrevista com Alysson Martins:

 


Deixe uma resposta