Motorista não parou e atropelou manifestantes que interditavam rua no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, 7h30: manifestantes caminham do Into para a Rodoviária, minutos depois haveria tumulto — Foto: Reprodução/TV Globo

Manifestantes que aderiram à greve geral em Niterói, na Região Metropolitana, foram atropelados em um ato na Rua Marquês de Paraná. Manifestantes afirmam que o motorista de um Fox vermelho acelerou diante de um ponto de bloqueio por volta das 7h.

De acordo com a Associação dos Docentes da Universidade Federal Fluminense, duas professoras – uma da UFF e outra da Universidade Federal do Rio de Janeiro – e três estudantes da UFF foram atingidos pelo veículo. O motorista fugiu.

Confusão na Avenida Brasil

Rio de Janeiro, 7h37: PM saca arma não letal na frente de uma bomba de efeito moral contra manifestantes — Foto: Reprodução/TV Globo
Rio de Janeiro, 7h37: PM saca arma não letal na frente de uma bomba de efeito moral contra manifestantes — Foto: Reprodução/TV Globo

No Rio, a confusão foi às 7h40. Um grupo que se concentrou no Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia (Into), no Caju, fechou a pista lateral sentido Centro da Avenida Brasil.

Esse bloqueio causou grandes impactos no trânsito da região: motoristas chegaram a demorar uma hora e meia para cruzar a Ponte Rio-Niterói, quando o normal é 13 minutos.

Como precaução, a Ecoponte fechou a alça de descida da Ponte Rio-Niterói para o Into.

A PM usou bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes, e houve correria. Às 8h40, o ato no Into havia se dispersado.

Às 9h45, não havia atos nas ruas do Rio, e o trânsito estava mais livre que a média registrada às sextas-feiras.

Rio de Janeiro, 7h30: manifestantes caminham do Into para a Rodoviária, minutos depois haveria tumulto — Foto: Reprodução/TV Globo
Rio de Janeiro, 7h30: manifestantes caminham do Into para a Rodoviária, minutos depois haveria tumulto — Foto: Reprodução/TV Globo


Deixe uma resposta