Morre José Cavalcanti de Barros, jornalista e procurador aposentado

José Cavalcanti de Barros — Foto: Arquivo pessoal
José Cavalcanti de Barros — Foto: Arquivo pessoal

O procurador aposentado e jornalista alagoano José Cavalcanti de Barros faleceu na madrugada desta sexta-feira (1º), em Maceió, aos 92 anos. A informação foi confirmada por sua família.

Cavalcanti Barros tinha diabetes e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital privado da cidade, onde sofreu uma parada cardíaca.

O sepultamento aconteceu nesta tarde, no cemitério Parque das Flores, com algumas restrições devido às regras sanitárias pela pandemia do novo coronavírus.

“A família Cavalcanti de Barros informa com tristeza e perda inestimável de seu patriarca, pai, avô, bisavô, tio e sogro, José Cavalcanti de Barros. Informamos ainda que, devido à pandemia, deveremos seguir os novos protocolos para o sepultamento que ocorrerá no Parque das Flores. Logo, agradecemos todas as orações e mensagens”, postou a família nas redes sociais.

A Ordem dos Advogados do Brasil seccional Alagoas (OAB-AL) divulgou uma nota lamentando a perda do procurador aposentado, que era pai do advogado e procurador do Município de Maceió, José Cavacanti Barros Filho.

“A OAB-AL, a CAA e ESA se solidarizam aos familiares e amigos que passam por este momento de dor, diante da perda de um ente querido”, diz trecho da nota.

José Cavalcanti de Barros era um nome influente no Estado por ser referência cultural e artística, advogado, desenhista, poeta e jornalista. Atuou como radialista em um programa de humor esportivo na Rádio Gazeta, na década de 1970.

Como escritor, publicou um livro de cordel chamado “O Transporte em Maceió”; outro de poesia intitulado “Tempo de Agora”, de 1988 e republicado em 2016; e o “Sabiá Jandaia”, de 2009.


Deixe uma resposta