Mais de 400 animais silvestres são recuperados por mês em Alagoas, diz Instituto Brasileiro do Meio Ambiente

Foto: Ascom/IMA

O Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), local de gestão compartilhada com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis (Ibama) recebe mais de 400 animais todo mês. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (9), dia do Veterinário.

Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IMA) em Alagoas, cerca de 90% dos animais recuperados são pássaros de várias espécies.

A veterinária do IMA, Ana Cecília diz que os passeriformes são os que mais chegam, vítimas de comércio ilegal.

Ainda segundo o Ima, todos os animais silvestres que chegam no Cetas passam por um procedimento de triagem, com cuidados imediatos, se necessário; e permanecem por um período de recuperação até estarem aptos para retornar à natureza.

Em alguns casos, o animal não pode possui capacidade para voltar ao seu habitat, seja por estar debilitado, domesticado (sem condições de colher o próprio alimento) ou mesmo manso (alvo fácil de caçadores).

Licença para criação amadora de passeriformes é solicitada via internet

O IMA, junto ao Ibama, concedem licença do Sistema de Controle e Monitoramento da Atividade de Criação Amadora de Pássaros (SisPass) de forma totalmente digital. O interessado deve ser pessoa física, maior de 18 anos. O documento não permite finalidade comercial. Por lei, a autorização só é válida para aves nativas do Brasil.


Deixe uma resposta