Mãe do suspeito de assassinar professor da Ufal é presa utilizando celular da vítima

professor José Acioli da Silva Filho, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), que foi encontrado morto dentro de casa em setembro

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (17), a mãe do suspeito de matar o professor José Acioli da Silva Filho, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), que foi encontrado morto dentro de casa em setembro, no bairro do Poço. O namorado dele foi preso pelo crime no dia seguinte acusado de matar a vítima para roubar.

Segundo a polícia, o jovem de 22 anos pretendia vender o carro do professor, que foi roubado, mas recuperado em seguida. O celular da vítima, também roubado, estava desaparecido até agora, quando a investigação descobriu que o aparelho estava sendo usado pela mãe do namorado do professor.

O delegado Ronilson Medeiros, coordenador da Delegacia de Homicídios, informou que parte dos objetos que haviam sido roubados foi devolvida pela mãe do suspeito no início das investigações, mas não o aparelho celular.

A polícia acreditava que ele poderia estar sendo usado por uma outra pessoa envolvida no crime. Foi solicitada a quebra do sigilo telefônico à operadora e assim o aparelho foi localizado.

“Para nossa surpresa, ele estava sendo usado pela mãe do suspeito. Fomos até a casa dela, no Barro Duro, e constatamos”, disse o delegado.

A mulher foi presa em flagrante por receptação de material roubado e encaminhada para o sistema prisional.

Segundo as investigações, o assassinato do professor foi premeditado já que o suspeito vinha negociando a venda do veículo antes mesmo de matar Acioli.


Deixe uma resposta