Mãe de bebê que morreu carbonizado segue livre; Conselho Tutelar teme nova tragédia

bebê de 1 ano que morreu carbonizado em Joaquim Gomes

A mãe do bebê de 1 ano que morreu carbonizado em um incêndio na residência, na cidade de Joaquim Gomes, em Alagoas, no última domingo (9), continua em liberdade. Acusada de abandono de incapaz, a mulher chegou à casa onde o filho faleceu durante a ação de militares, foi presa, mas logo em seguida foi liberada.

Em entrevista, o presidente do Conselho Tutelar do Município, Petrônio Gomes, se disse indignado pela impunidade à mãe das crianças e teme que aconteça uma nova tragédia com os outros filhos.

De acordo com Petrônio, o Conselho Tutelar deixou os outros dois filhos com parentes da mulher. Mas na manhã desta sexta-feira (14), ela pegou o filho mais novo, de 2 anos, e veio para Maceió. A localização da mulher é desconhecida.

Com receio de acontecer algo grave às crianças, o Conselho entrou em contato com o Delegado de Polícia do município por meio de um ofício, para comunicar sobre a ação da mãe. No entanto, o delegado se recusou a receber o ofício.

Vale lembrar que a mulher já foi denunciada ao Ministério Público várias vezes por abandono de incapaz.

“Estou indignado porque nós notificamos várias vezes sobre o risco da mãe ficar com a guarda das crianças e depois que aconteceu a tragédia ela ainda ter essa liberdade, é inacreditável”, afirmou Petrônio.


Deixe uma resposta