Lava Jato: Polícia Federal cumpre mandado em escritório de advocacia em Maceió

Lava Jato: Polícia Federal cumpre mandado em escritório de advocacia em Maceió

Uma nova fase da operação Lava Jato foi deflagrada pela Polícia Federal no Rio de Janeiro contra uma fraude que desviou pelo menos R$ 150 milhões de instituições do Sistema S. Os alvos da operação são escritórios de advocacia e em Maceió, agentes da PF foram vistos em um escritório no The Square, na Antiga Amélia Rosa.

A operação é baseada em uma delação premiada de Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio-RJ. O Ministério Público Federal (MPF) não divulgou todo os locais dos mandados que serão cumpridos, mas os alvos estão concentrados nos estados de Rio de Janeiro e São Paulo, além do Distrito Federal.

A Lava Jato apurou que as entidades do Sistema S teriam destinado pelo menos metade do seu orçamento anual a contratos com escritórios de advocacia.

A força-tarefa aponta que a Fecomércio-RJ gastou R$ 355 milhões a pretexto de advocacia, “por serviços supostamente prestados”, dos quais “ao menos R$ 151 milhões foram desviados”.

Ao todo 50 mandados estão sendo cumpridos. A Superintendência da PF em Alagoas ainda não se manifestou sobre a operação.


Deixe uma resposta