Juiz decide levar a júri popular acusado de matar e estuprar menina de 6 anos em Maravilha, AL

Ana Beatriz

O juiz André Gêda Peixoto decidiu que Edvaldo dos Santos, vulgo “Santinho”, vai a júri popular pela morte da menina Ana Beatriz, de 6 anos. Ela foi estuprada e morta por estrangulamento em Maravilha, no interior de Alagoas. O crime ocorreu em agosto de 2020 e o corpo dela foi encontrado em cima do telhado da casa onde o acusado morava.

Na decisão, que foi publicada nesta terça-feira (9), o juiz relata que há indícios suficientes da autoria do crime e por isso ele deve ser submetido a julgamento perante o Tribunal do Júri.

As investigações apontaram que o réu, após atrair a menina, teria estuprado e depois estrangulado Ana Beatriz antes de colocar o corpo dela dentro de um saco e esconder no telhado. A mãe dela também se tornou ré no processo pelo crime de abandono de incapaz.

O magistrado manteve a prisão preventiva de Edvaldo dos Santos e deu prazo de cinco dias para que o Ministério Público apresente as testemunhas que irão depor em plenário. Após o prazo, a defesa deve fazer o mesmo.


Deixe uma resposta