Jovem suspeito de violentar e matar filho já foi preso por roubo em União

Suspeito de matar filho foi preso pela polícia FOTO: Cortesia
Suspeito de matar filho foi preso pela polícia FOTO: Cortesia

O jovem de 20 anos, suspeito de violentar e assassinar o próprio filho – um bebê que faria dois meses nesta terça-feira (1º) – já foi preso e processado por roubo em União dos Palmares. Pernambucano, nascido em Palmares, segundo a polícia, ele será investigado por duas delegacias especializadas de Alagoas, de Homicídios (DHPP) e de Crimes contra Criança e Adolescente (DCCCA).

Em entrevista à Gazetaweb, o delegado Eduardo Méro, coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), confirmou que o rapaz é pai biológico do bebê e suspeito de violentar e matar a vítima. O caso ocorreu nessa segunda-feira (31), no bairro do Bom Parto, em Maceió.

“A companheira dele, que só tem treze anos, confirmou que foi agredida e ameaçada por ele, por isso acionamos outra delegacia para apurar esse crime contra ela, inclusive o próprio estupro de vulnerável contra ela, porque ele começou a ter relações quando ela tinha 11 ou 12 anos. Ele também foi autuado na Delegacia de Homicídios contra o crime que cometeu contra o filho, o estupro de vulnerável seguido do homicídio qualificado”, detalhou Eduardo Méro.

A delegada Adriana Gusmão, da Delegacia dos Crimes contra Crianças e Adolescentes da Capital (DCCCA), informou que a mãe e a avó do bebê de dois meses foram ouvidas nesta terça, na Especializada, e depois foram liberadas para providenciar o velório da criança.

De acordo com a Polícia Civil, as suspeitas são de que a morte do bebê foi por traumatismo craniano e que foi solicitado material biológico tanto do pai – que deve responder por homicídio qualificado e também por estupro de vulnerável – quanto da criança para detalhes sobre o crime.

A Polícia Militar (PM) foi acionada para a ocorrência quando o bebê deu entrada na unidade de saúde Dayse Breda, na Levada, já em óbito, apresentando sinais de violência sexual e física. A criança, conforme a PM, estava com um olho inchado, hematomas no braço, além de apresentar lesões graves nas partes íntimas.


Deixe uma resposta