Jovem que foi preso inocentemente no caso das menores em Viçosa concede entrevista a Rádio Sampaio

Emerson Feitosa de Mendonça – Foto: Redes Sociais

A jovem Sandra Silva de Mello está desaparecida desde o dia 17 julho, durante a investigação, a polícia descobriu o estupro da irmã dela de 12 anos, que estava grávida. A mãe das jovens acusou um primo das garotas, identificado como Emerson Feitosa de Mendonça, de 24 anos, que mesmo sendo inocente acabou preso, o que a polícia não sabia é que a mãe fez isso para livrar o verdadeiro acusado, o seu cunhado e amante José Taciano da Silva.(Áudio da entrevista com Emerson no final da Matéria)

Após ser acusado pela tia, Emerson Feitosa ficou preso injustamente por 14 dias, ele estava fazendo compras na feira com o seu sogro quando a polícia chegou e o conduziu até a delegacia, “foi muito constrangimento para mim, fiquei sem chão” disse Emerson. Após os resultados dos exames de corpo de delito que comprovaram a sua inocência, Emerson Feitosa foi liberado.

Mesmo com a inocência comprovada, sua vida não foi mais a mesma, após a difamação sofrida e temendo pela sua segurança e de sua esposa e filho, Emerson saiu de Viçosa e foi morar com sua mãe no município de Quebrangulo. Ainda segundo Emerson, sua esposa e mãe foram quem lhe deram apoio e que os outros integrantes da família se afastaram dele e até agora não o procuraram para saber como ele está.

Segundo Emerson, ele ficou muito chocado quando foi acusado pelos crimes, pois sempre respeitou muito suas primas e que ainda está abalado com o desaparecimento de Sandra.

Sandra Silva, de 15 anos, desapareceu de casa em Viçosa, em Alagoas — Foto: Arquivo Pessoal

Durante os 14 dias que ficou preso, Emerson mal dormia com medo dos outros presos e segundo ele, se não fosse a mãe, teria morrido de fome na cadeia.

Perguntado se pretende processar a tia ou o Estado, ele respondeu que no momento ainda está muito abalado com esse acontecimento, que ainda teme por sua segurança, mas que pretende falar com um advogado e procurar seus direitos.

Emerson agora está mais tranquilo e aliviado, já que os verdadeiros culpados apareceram e diz que agora quer voltar a viver sua vida normalmente.

Áudio da entrevista com Emerson:


Deixe uma resposta