Homem é preso por morte de gari durante briga por uso de máscara em Maceió e confessa o crime

Homem foi preso no viaduto que fica próximo da Praça Bonfim, no Poço — Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil prendeu na tarde desta segunda-feira (29) o homem que esfaqueou e matou um gari dentro de um ônibus durante briga por uso de máscara de proteção contra o coronavírus em Maceió. O delegado Medson Maia informou que o criminoso foi encontrado na Praça Bonfim, no bairro do Poço, utilizando a mesma roupa do momento do crime e portando uma faca.

“Ele confessou. Na versão dele, disse que fez aquilo porque foi agredido. Ele estava utilizando duas bermudas, uma por cima da que usava quando cometeu o crime, e portava uma faca, que só o exame vai confirmar se foi a utilizada no crime”, disse o delegado.

O homem preso foi levado para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Capital (DHPP), onde foi autuado. O delegado informou que pediu à Justiça para converter sua prisão em flagrante em prisão preventiva.

Segundo o delegado, o criminoso tem 37 anos, perambulava pelas ruas, mas tinha casa e família. Parentes informaram que ele têm problemas psiquiátricos. “Pedi para trazerem a documentação referente a isso”.

A vítima foi identificada como Renilson Freire de Souza, de 38 anos, e estava a caminho do trabalho. Testemunhas contaram à Polícia Militar que ele tentou retirar do coletivo o homem que subiu sem máscara de proteção e sem pagar a passagem, quando a briga começou.

O exame cadavérico apontou que a arma branca utilizada no crime provocou um ferimento no braço e na axila e outros dois ferimentos na região do tórax, sendo um mais superficial e o segundo que provocou a morte da vítima.


Deixe uma resposta