Fiocruz aponta que Alagoas reduziu ocupação de leitos para adultos

Fiocruz aponta que Alagoas reduziu ocupação de leitos para adultos

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) lançou um boletim epidemiológico sobre a situação da pandemia no Brasil, na noite desta quinta-feira (1). Os dados catalogados registraram Alagoas com 77% de ocupação de leitos de UTI para adultos, colocando o estado em uma zona de alerta intermediária.

Estes dados compreendem o período de 20 a 26 de junho, onde foi observada uma estabilidade na incidência da Covid-19 e uma queda na mortalidade a nível nacional. Neste período, Alagoas diminuiu a sua taxa de ocupação de leitos de 85% para 77%, entrando em estado de alerta com outros 14 estados brasileiros.

Com relação à ocupação de leitos de UTI para adultos nas principais cidades de todo o Brasil, a capital alagoana registrou uma taxa de ocupação de 73%, se classificando na mesma zona de alerta intermediário ocupada por todo o estado. Além de Maceió, outras 12 capitais em todo o país estão classificadas na mesma zona de alerta.

Segundo os dados apresentados pela Fiocruz, as diferenças entre as tendências de incidência de casos novos e da mortalidade podem ser explicadas pela campanha de vacinação, que priorizou os grupos de maior risco ou de maior exposição, como idosos, portadores de doenças crônicas e profissionais da saúde e de diversas outras profissões.

Contudo, a Fundação aconselha a todos os estados e municípios no território nacional a combinarem um conjunto de medidas nas próximas semanas. Com exceção do bloqueio/lockdown, que é uma medida mais forte e que deve ser adotada para os estados e municípios com taxas de ocupação de leitos UTI Covid-19 de 85% ou mais, todas as outras medidas devem ser conjuntamente adotadas.


Deixe uma resposta