Familiares da Nubielly Emília e Pedro Caetano realizam passeata em Palmeira dos Índios

Foto: Rádio Sampaio

Os familiares de Nubielly Emília e de Pedro Caetano, jovens que morreram devido a acidentes provocados por condutores embreagados, realizaram uma passeata na manhã desta segunda-feira (18), no centro de Palmeira dos Índios, para chamar a atenção da população e da justiça para os casos.

A concentração ocorreu na Praça da Independência e por volta das 10 horas da manhã os familiares e amigos de Nubielly Emília e de Pedro Caetano seguiram em direção a Praça do Skate, onde encerraram a passeata em frente ao Fórum da cidade.

A manifestação ocorreu de forma pacifica durante todo o trajeto, onde os populares pediram justiça, leis mais rigorosas e a criação da Lei Pedro Caetano. Áudios de apoio, vindos de familiares que perderam entes queridos em acidentes em vários estados brasileiros, forram passados em um carro de som.

Nubielly Emília e Pedro Caetano perderam a vida devido a acidentes provocados por condutores embreagados

O repórter Rafael Santos, da Rádio Sampaio 94.5 FM, conversou com os familiares da Nubielly e do Pedro Caetano na manhã desta segunda-feira (18). Durante a entrevista, os familiares reforçaram que o objetivo da passeata foi sensibilizar a população e chamar a atenção da justiça para estes casos.

“Estamos realizando essa manifestação hoje clamando por justiça nos casos do Pedro e da Nubielly Emília e como também pedindo a aprovação da Lei Pedro Caetano. É uma manifestação pacifica, ordeira, feita por familiares e amigos desses dois jovens que tiveram as vidas ceifadas por indivíduos embriagados”, disse Rondon Caetano, pai do jovem Pedro Caetano.

Rondon ainda citou alguns casos de atropelamentos e colisões provocados por condutores embriagados que vem ocorrendo nos últimos dias em palmeira dos Índios. Ainda segundo ele, as leis precisam ser mais rigorosa, pois, a certeza da impunidade estimula os infratores.

Allan, pai da Nubielly, também conversou com o repórter Rafael Santos. “Nosso objetivo é o endurecimento das leis não só em Alagoas, é em todo Brasil”, disse Allan.

“Infelizmente os dois condutores que mataram a Nubielly e Pedro ainda estão soltos, mas, confiamos na justiça de Deus e na Justiça do Homem” afirmou Allan.

 

 

Foto: Rádio Sampaio
Foto: Rádio Sampaio

Deixe uma resposta