Ex-prefeito de Arapiraca, Agripino Alexandre morre aos 78 anos.

Agripino Alexandre

O ex-prefeito de Arapiraca, Agripino Alexandre, faleceu aos 78 anos na manhã desta segunda-feira (07) após sofrer falência múltipla dos órgãos. O político estava internado há mais de um mês na Santa Casa de Misericórdia de Maceió, em decorrência de problemas cardíacos.

Segundo informações de pessoas próximas à família, o ex-prefeito tinha uma cirurgia para a troca de uma válvula cardíaca marcada para o final do ano passado. À pedido dele próprio, a cirurgia teria sido adiada para este ano e não chegou a ser realizada, em decorrência da pandemia – que levou à suspensão de todas as cirurgias eletivas. O adiamento provocou o surgimento de problemas secundários, como ascite, que afeta os rins e o fígado.

Durante o período de internamento, ele contraiu Covid-19, mas já tinha se recuperado da doença. A causa da morte de acordo com informações foi falência múltipla dos órgãos, decorrentes dos problemas cardíacos.

O velório e sepultamento de Agripino Alexandre acontece no período da tarde no Cemitério Parque das Flores, em Maceió.

Casado com Cleonice Ferreira dos Santos e pai de quatro filhos, Agripino nasceu em Arapiraca no dia 08 de abril de 1942. É filho de Manoel Alexandre dos Santos e Silvina Barbosa dos Santos (falecidos). Ainda jovem desenvolveu o gosto pela oratória e tornou-se vereador pelo município de Arapiraca.

Agripino Alexandre foi prefeito de Arapiraca durante os anos 1973 e 1976 e teve como principal obra a construção do Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca. Agripino não foi eleito para o cargo de prefeito, ele era vice de Higino Vital, que morreu no primeiro ano de mandato.


Deixe uma resposta