Esposa de Queiroz já está em casa, afirma advogado

Esposa de Queiroz já está em casa, afirma advogado

Paulo Emílio Catta Petra, advogado de Fabrício Queiroz, afirmou na manhã desde sábado (11), que Márcia Oliveira de Aguiar, esposa de Queiroz, já está em casa.

O casal, que não tinha residência declarada, viverá agora em um apartamento no bairro da Taquara, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ambos terão que utilizar tornozeleiras eletrônicas e não poderão entrar em contato com outras pessoas.

Márcia estava foragida desde o dia 18 de junho, até que uma decisão do presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio de Noronha, lhe concedeu prisão domiciliar. A justificativa do magistrado foi que a mulher precisaria cuidar do marido, que faz tratamento contra um câncer.

“Consta dos autos exame patológico de Fabricio Queiroz em que foi recomendado acompanhamento e monitoramento oncológico próximo e constante com exame clínico, radiografia de pulmão, tomografia de abdome total e exames laboratoriais nos primeiros cinco anos após a cirurgia”, afirmou o ministro Noronha em trecho da decisão.

Márcia estava foragida quando foi decretada a prisão de Queiróz, encontrado após meses escondido em um imóvel em Atibaia (SP), de propriedade do advogado da família Bolsonaro Frederick Wassef. A assessoria da defesa não soube informar como Aguiar chegou ao local nem a que horas.

A esposa de Queiroz aguarda instruções da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) para saber como será colocada a tornozeleira eletrônica. Já Queiroz deixou ontem à noite o presídio de Bangu 8, já com a tornozeleira eletrônica.

Queiroz é investigado em suposto esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), pelo qual o parlamentar ficaria com parte dos salários dos assessores contratados pelo gabinete do então deputado estadual, em seu antigo gabinete, na Assembleia Legislativa do Rio. Flavio prestou depoimento na terça-feira a promotores do Ministério Público do Rio.

“A defesa do senador reafirma que Flávio Bolsonaro não praticou qualquer irregularidade e que confia na Justiça”, afirmam os advogados.


Deixe uma resposta