82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Alagoanos com comorbidade serão os próximos a receber vacina contra Covid-19

Alagoanos com comorbidade serão os próximos a receber vacina contra Covid-19

Alagoanos com comorbidade serão os próximos a receberem a vacina contra a Covid-19. O anúncio deve ser feito pelo governo do estado, nos próximos dias.

Integrantes do grupo de risco, as pessoas com comorbidade a serem vacinas no estado são: cardiopatas, diabéticas e com outras doenças crônicas.

Nas redes sociais, o secretário estadual de Saúde, Alexandre Ayres, confirmou que o governador, Renan Filho, deve anunciar a vacinação desse grupo em breve. Ele afirmou que é um passo importante e alertou a população para a necessidade de cumprir as regras sanitárias.

“Esse será mais um passo importante para a proteção e preservação das vidas da nossa gente. Sigamos cumprindo as regras com o uso de máscaras e bastante higienização porque essa luta contra a covid1-19 tem que ser de todos”, escreveu Ayres.

O estado já imuniza idosos, profissionais de saúde, profissionais da Segurança Pública e quilombolas, sempre seguindo o critério de faixas etárias.

Após a vacinação das pessoas com comorbidade ser anunciada, a Sesau deve divulgar os critérios e o calendário para o início da imunização.


Vendas do varejo voltam a subir em Alagoas após dois meses de queda, aponta IBGE

Vendas do varejo voltam a subir em Alagoas após dois meses de queda, aponta IBGE

Depois de registrar por dois meses índices negativos, as vendas do comércio varejista em Alagoas cresceram 0,9% no mês de fevereiro, segundo dados divulgados nesta terça-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos meses de janeiro (-4,1%) e dezembro (-5,9%) foram registradas quedas.

Apesar da alta em fevereiro, houve queda nos números gerais, já que no mesmo período, ou seja, em fevereiro de 2020, o índice era de 8,6%.

Comércio varejista ampliado

O volume de vendas do comércio varejista ampliado, que integra também as atividades de veículos, motos, peças e material de construção, registrou um crescimento de 2,1% no mês de fevereiro.

Da mesma forma, comparado com fevereiro de 2020, o setor apresentou queda de 2,9%. No acumulado do ano, o comércio varejista ampliado também sofreu redução (-3,1%).


Dois homens foram presos pela PRF nesta segunda-feira em Alagoas

Foto: PRF

A Polícia Rodoviária (PRF) prendeu duas pessoas durante fiscalizações, nesta segunda-feira (12). Entre os crimes estão: Atividade poluidora ou degradadora do meio ambiente e Porte ilegal de arma de fogo. Os flagrantes aconteceram nas cidades de Porto Real do Colégio e União dos Palmares.

A primeira ocorrência aconteceu por volta das 11 horas, no km 245 na BR 101, em Porto Real do Colégio. Uma equipe realizava fiscalização no trecho quando deu ordem de parada a um veículo de carga Mercedes-Benz Atron 2324.

Após a abordagem, os policiais iniciaram os procedimentos de verificação pessoal e veicular, momento em que constataram uma falha no sistema de pós-tratamento de gases poluentes, indicando irregularidades no LIM (Luz Indicadora de Mau Funcionamento) do sistema SCR/EGR.

Indagado sobre a situação irregular do caminhão, o motorista relatou que trabalha há 3 meses e não é sócio nem cotista da empresa. Alegou ainda ter informado à empresa sobre a irregularidade do veículo, mas não obteve resposta.

Diante dos fatos, o condutor assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO, onde se comprometeu a comparecer em Juízo quando intimado para esclarecer os fatos. Ele responderá responder pelo crime de atividade poluidora ou degradadora do meio ambiente (Art. 54 da Lei 9.605/98.

O outro caso ocorreu por volta das 20 horas, no km 29 da BR 101, em União dos Palmares. Os agentes realizavam fiscalização em frente à Unidade Operacional da PRF quando abordaram um veículo Ford/Fiest Sedan1.6, de cor preta, com um ocupante.

Após a abordagem, os policiais iniciaram os procedimentos de verificação nos documentos pessoais e veicular, momento em que o condutor demonstrou atitude suspeita. Os PRFs então realizaram uma revista minuciosa no carro, sendo encontrado uma Pistola Taurus, Calibre 9, com 10 munições.

Questionado sobre a procedência da arma, o homem afirmou que era o proprietário, mas que não possuía o registro para o porte. Alegou ainda que era Suplente do Conselho Tutelar e utilizava a arma para sua defesa nos deslocamentos da cidade.

Ante evidências, o homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de União dos Palmares. Ele responderá pelo crime de Porte ilegal de arma de fogo.


MPF recomenda que governo de AL crie cronograma para vacinação de quilombolas

Povos quilombolas vivem em comunidades no interior de Alagoas e cobram cronograma específico para essa população, que está incluída no grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde — Foto: Marcio Chagas/G1

Depois de ser provocado por representantes de povos quilombolas de Alagoas, que cobram criação de um cronograma especial de vacinação contra a Covid-19 para essa população, o Ministério Público Federal (MPF) oficiou, na segunda-feira (12), o governo do Estado e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para que seja tomada uma providência.

No ofício, assinado por quatro procuradores da República, o MPF pede que seja estabelecido “cronograma de forma a implementar, imediatamente, a vacinação para povos e comunidades tradicionais quilombolas e ribeirinhas, consoante ordenamento dos grupos prioritários definidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19; distribua as doses necessárias à vacinação de grupos ribeirinhos e quilombolas à Rede de Frio de imunobiológicos municipais, nas localidades onde situadas essas comunidades tradicionais”

Os quilombolas estão na lista de grupos prioritário da vacina divulgada pelo Ministério da Saúde, mas eles dizem que ainda não foram atendidos. O MPF determinou prazo de cinco dias, a contar do recebimento, para que sejam informadas as providências efetivamente adotadas pelo Estado.

Por meio de nota, a Sesau informou que os povos quilombolas estão incluídos no Plano Estadual de Vacinação Contra a Covid-19 em Alagoas e que a imunização desse público vai começar a partir da chegada de nova remessa de doses da vacina, prevista para a próxima quinta-feira (15) (leia a íntegra ao final do texto).

O Ministério da Saúde (MS) estima que há 54.374 quilombolas de povos e comunidades tradicionais no território alagoano em situação de vulnerabilidade social que precisam se vacinar e devem ser incluídos na campanha nacional de imunização. Todos os remanescentes quilombolas moram no interior de Alagoas, distribuídos em cerca de 70 comunidades.

Segundo dados do boletim epidemiológico da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras rurais Quilombolas (CONAQ), até o dia 6 de abril, 243 quilombolas morreram no Brasil por causa da Covid-19. Há 5.266 casos confirmados e 1.464 casos suspeitos. Em Alagoas, 5 quilombolas morreram por causa da doença.

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras rurais Quilombolas (Conaq) também havia protocolado junto à Sesau um ofício que reivindica o direito à vacina aos quilombolas alagoanos, mas não obteve o resultado esperado.

“O governador do estado tinha informado que quilombolas e indígenas seriam vacinados contra Covid-19, depois mudaram o processo e as comunidades quilombolas não foram atendidas. Elas estão sendo atendidas pela formalidade da vacinação comum, pela faixa etária das idades, mas não diretamente pelo direito garantido. Por isso devemos nos manifestar, cobrar e buscar”, afirmou o representante da Coordenação Estadual das Comunidades Quilombolas.

Determinação do STF

A campanha nacional de imunização contra a Covid-19 começou em janeiro de 2021. Em fevereiro, o Supremo Tribunal Federal decidiu em uma sessão on-line que a União formulasse, em um prazo de 30 dias, um plano nacional de enfrentamento à pandemia da Covid-19 para a população quilombola com a providência de protocolos sanitários e com a participação de representantes da Conaq.

A etapa atual da campanha de vacinação tem o objetivo de contemplar os grupos de maior risco como, por exemplo, idosos, pessoas com comorbidades e populações vulneráveis e, logo em seguida, trabalhadores de serviços essenciais.

Na lista divulgada pelo Ministério da Saúde com os grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19, previstos no Plano Nacional de Imunização (PNI), estão os povos quilombolas. Veja a relação completa abaixo:

  1. Pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas;

  2. Pessoas com deficiência institucionalizadas;

  3. Povos indígenas vivendo em terras indígenas;

  4. Trabalhadores da Saúde;

  5. Pessoas de 75 anos ou mais;

  6. Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas;

  7. Povos e comunidades tradicionais quilombolas;

  8. Pessoas de 60 a 74 anos;

  9. Pessoas de 18 a 59 anos com comorbidades;

  10. Pessoas com deficiência permanente grave;

  11. Pessoas em situação de rua;

  12. População privada de liberdade;

  13. Funcionário do sistema de privação de liberdade;

  14. Trabalhadores de educação;

  15. Forças de segurança, salvamento e Forças Armadas;

  16. Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros;

  17. Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário;

  18. Trabalhadores de transporte aéreo;

  19. Trabalhadores de transporte de aquaviário;

  20. Caminhoneiros;

  21. Trabalhadores portuários;

  22. Trabalhadores industriais.

Leia abaixo a íntegra da nota da Sesau:

Imunização da população quilombola em Alagoas

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informa que consta no Plano Estadual de Vacinação Contra a Covid-19 em Alagoas a imunização da população residente em comunidades tradicionais quilombolas no grupo prioritário, como estabelece o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. A imunização da população quilombola será incluída com a nova remessa de vacinas que será enviada pelo Ministério da Saúde ao Estado de Alagoas. A Sesau deve receber novas doses nesta quinta-feira (15/04).


Ortopedia do Hospital Santa Rita continua prestando atendimentos e cirurgias de traumas

Foto: Assessoria

Por: Roberta Sampaio – Assessoria HRSR

O Hospital Regional Santa Rita e Maternidade Santa Olímpia – Palmeira dos Índios/AL – por meio do seu Provedor – Dr. Pedro Gaia, informa que, mesmo diante do momento crítico da Pandemia, os serviços de Ortopedia do HRSR continuam no mesmo ritmo, sem interrupção.

“Os atendimentos são feitos todos os dias da semana e também no final de semana com o Ortopedista de plantão. Sabemos que o momento é de grande preocupação com a COVID-19, no entanto, queremos destacar que o Hospital Santa Rita vem mantendo todos os seus setores funcionando e prestando seus serviços à população, pois as outras doenças e traumas continuam existindo e os pacientes precisam da assistência hospitalar”, ressalta Pedro Gaia.

Outra informação igualmente importante passada pelo médico Ortopedista Wellington Bento – é que as cirurgias de traumas também continuam sendo feitas.

“As cirurgias de traumas são aquelas onde as fraturas são decorrentes de acidentes como, por exemplo, de motocicletas, bicicletas ou quedas da própria altura. Não estamos realizando apenas as cirurgias eletivas, por conta do Decreto do Governo Estadual, já que estas podem aguardar, são programadas. Gostaria de pedir à população que sigam os protocolos vigentes e se protejam do vírus”, finaliza Dr. Wellington Bento.


Suspeito de matar e roubar idosa em povoado na Bahia é preso em Alagoas

Suspeito de matar e roubar idosa em povoado na Bahia é preso em Alagoas

Um homem suspeito de roubar e matar uma idosa no povoado de Cascavel, em Paulo Afonso, cidade do norte da Bahia, foi preso no domingo (11), na cidade de Delmiro Gouveia, em Alagoas. A informação é da Polícia Civil.

De acordo com a polícia, a vítima, identificada como Francisca dos Santos Silva, foi atingida com um tiro na cabeça e foi roubada, no dia 3 de abril deste ano. Ela morreu três dias após ser atingida pelo disparo. A polícia não falou a idade da vítima, mas confirmou tratar-se de uma idosa. Também não há detalhes do que foi roubado da vítima.

A polícia disse ainda que o homem estava com o mandado de prisão temporária em aberto. As investigações apontam que o suspeito praticou o crime na companhia do filho, um jovem de 18 anos, que é procurado pela polícia.

O suspeito foi preso no domingo foi achado por policiais da Delegacia Territorial (DT/Paulo Afonso), com apoio de uma equipe da DT/Delmiro Gouveia.

O Serviço de Investigação (SI) da 18ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Paulo Afonso deu apoio nas investigações, informou a Polícia Civil.


Redes sociais


Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

(82) 99641-3231


TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842

SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)

COMERCIAL:
(82) 99621-8806
(Dalmo Gonzaga)

© 2021 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey