82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Cristiane dá show, marca três gols, e Brasil estreia na Copa do Mundo com vitória

Cristiane marca três gols e garante vitória do Brasil (Foto: Getty Images)

A Copa do Mundo que representa uma passagem de bastão na seleção brasileira começou com um show de uma das principais atletas da história do futebol feminino no país. Na ausência de Marta, lesionada, coube à artilheira Cristiane decidir em seu último Mundial. A camisa 11 brilhou com uma grande atuação, marcou três gols e garantiu o triunfo do Brasil na estreia: 3 a 0 sobre a Jamaica, em Grenoble, neste domingo.

BRASIL NA LIDERANÇA

A vitória por 3 a 0 garante ao Brasil a liderança do grupo C ao fim da primeira rodada. A equipe comandada por Vadão tem três pontos e três gols de saldo, ficando à frente da Itália, que tem a mesma pontuação, mas saldo de apenas um. Austrália e Jamaica não somam pontos.

RESPEITA A 11!

Fora da Olimpíada de 2016, no de Janeiro, Cristiane chegou à Copa do Mundo neste ano em clima de despedida, afirmando que este será o seu último Mundial. Mas, aos 34 anos, mostrou o quanto ainda pode ser decisiva. A camisa 11 deu um show diante das jamaicanas, dando trabalho à zaga adversária e sendo precisa quando teve as chances. O primeiro gol veio em uma linda e precisa cabeçada; o segundo, mostrando oportunismo, aproveitando sobra de bola; o terceiro, em uma bomba em cobrança de falta. Cristiane foi eleita a melhor do jogo e pediu música no Fantástico: “Jogadeira”, canção criada por Cacau, atacante do Corinthians.

Camisa 11 do Brasil decide na estreia
Camisa 11 do Brasil decide na estreia (Foto: Reuters)

SHOW DE MARCAS

O hat-trick de Cristiane fez com que a brasileira entrasse para a história da Copa do Mundo com diversas marcas. Para começar, ela se tornou a jogadora mais velha da história a conseguir três gols na competição – entre homens e mulheres -, superando ninguém menos que Cristiano Ronaldo. A 11 do Brasil conseguiu o feito com 34 anos e 25 dias, e o 7 português havia conseguido com 33 anos e 130 dias. Cristiane também foi a primeira jogadora da história a fazer gols em três Mundiais diferentes (2007, 2011 e 2019) e a terceira a conseguir um hat-trick pela seleção brasileira na competição, depois de Pretinha e Sissi.

SEM DIFICULDADE

A seleção brasileira não mostrou muita dificuldade para vencer a Jamaica, que já era considerada a adversária mais tranquila da fase de grupos. O time comandado por Vadão procurou o ataque e teve boa postura, com destaque para Andressa Alves na armação. O primeiro gol de Cristiane trouxe tranquilidade, e o pênalti defendido por Schneider não fez falta, já que no segundo tempo as brasileiras mantiveram a pegada e conseguiram ampliar o placar – apesar de boas chegadas jamaicanas.

Vadão é o comandante brasileiro na Copa do Mundo
Vadão é o comandante brasileiro na Copa do Mundo (Foto: Reuters)

AOS OLHOS DA RAINHA

Embora a própria comissão técnica tenha descartado a escalação de Marta neste domingo, por conta de lesão na coxa, a camisa 10 foi relacionada para o duelo e ficou no banco de reservas. À beira do campo, a melhor jogadora do mundo usou a experiência para passar tranquilidade às companheiras e deu algumas orientações.

Marta acompanhou o jogo do banco de reservas
Marta acompanhou o jogo do banco de reservas (Foto: Reuters)

FORMIGA DE AÇO

A volante da seleção brasileira quebrou mais um recorde na Copa do Mundo feminina ao entrar em campo neste domingo. Disputando o sétimo Mundial de sua carreira, a brasileira tornou-se a mais velha da história a jogar a competição, com 41 anos e 98 dias, superando a norte-americana Christie Rampone, que jogou com 40 anos e 12 dias, em 2015.

Formiga fez história diante da Jamaica
Formiga fez história diante da Jamaica (Foto: Reuters)

QUE VENHA A AUSTRÁLIA!

O Brasil volta a campo apenas na próxima quinta-feira, quando enfrentará a Austrália, às 13h, em Montpellier. Caso vença, a seleção brasileira pode até garantir a classificação direta para a próxima fase: basta que a Itália não perca para a Jamaica. O último jogo é justamente contra as italianas, em 18 de junho, às 16h, em Valenciennes.

Fonte: Globo Esporte


Copa na França: presença de Marta ainda não é certa no jogo de estreia

A seleção feminina de futebol, que já está e Grenoble, na França, para disputar a Copa do Mundo, treina nesta quinta-feira (6) no Stade Paul Bourgeat, que fica perto do hotel onde a delegação brasileira está hospedada.

A atacante Marta permanece em tratamento na fisioterapia para se recuperar de uma lesão muscular na coxa esquerda. A atleta ainda não tem a sua presença garantida no jogo de estreia do Brasil na competição contra a Jamaica, no próximo domingo (9), às 10h30.

O time comandado pelo treinador Vadão (Oswaldo Fumeiro Alvarez) chegou no início da noite dessa quarta-feira(5), em Grenoble, procedente de Portimão, em Portugal, onde cumpriu um período de preparação. No desembarque, a seleção foi recepcionada por crianças e autoridades francesas, entre elas, o prefeito de Grenoble, Éric Piolle.

A meia Thaisa, que participa de sua segunda Copa do Mundo, a primeira foi no Canadá, em 2015, foi impressionada com o carinho dos franceses. “É de arrepiar, você chega e tem essa recepção maravilhosa que a gente teve aqui, foi de arrepiar. Agora estamos aqui e vamos com tudo”, disse.

Fonte: Todo Segundo


Najila diz à polícia que íntegra de vídeo com Neymar estava em tablet que foi furtado

A modelo que acusa Neymar de agressão e estupro disse, em depoimento à polícia nesta sexta-feira (7), que não poderia entregar a íntegra do vídeo do segundo encontro que teve com o jogador em um hotel em Paris.

No depoimento, prestado à delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Paulo, e cujo conteúdo o Jornal Nacional teve acesso, Najila Trindade Mendes de Souza disse que o vídeo estaria num tablet dentro de seu apartamento que, segundo ela, foi arrombando na quinta (6).

Um minuto deste vídeo já é de conhecimento público. Nele, Najila aparece batendo em Neymar. Nos outros seis minutos, segundo a modelo contou, haveria elementos que comprovariam que o jogador a agrediu no dia anterior.

Essa era uma das provas que a polícia queria ter em mãos depois do depoimento desta sexta.

Najila Trindade saiu carregada de delegacia em SP após prestar depoimento — Foto: Amanda Perobelli/Reuters
Najila Trindade saiu carregada de delegacia em SP após prestar depoimento — Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Os investigadores também perguntaram se as imagens não estariam guardadas no servidor de alguma empresa de tecnologia. Ela não soube responder.

Najila disse que não registrou o furto do tablet porque não sabe ao certo o que foi levado do apartamento. Só deu falta do tablet, de um relógio e de uma quantia em dinheiro que estava numa bolsa.

Um setor da polícia, especializado em encontrar a impressões digitais, analisou as marcas encontradas na porta do apartamento de Najila. Só encontraram impressões digitais dela e da empregada.

Seis horas

Najila Trindade em entrevista à Record
Imagem: Reprodução/TV Record

Foi num carro da polícia que Najila chegou para prestar depoimento, pouco antes do meio-dia. A escolta era um pedido do advogado da mulher. Najila desceu rápido, com a cabeça coberta, acompanhada de uma amiga.

Para impedir qualquer imagem do depoimento, os policiais colocaram um banner na janela da sala onde ele era colhido.

Foram quase seis horas de depoimento. Fontes da polícia disseram que Najila estava nervosa e chorou muito. A delegada responsável pela investigação teve que interromper o depoimento algumas vezes para que a denunciante se acalmasse.

Sobre o primeiro encontro, Najila disse que seguia Neymar numa rede social e que, em fevereiro, mandou uma mensagem direta e o jogador respondeu. Desde então os dois mantiveram contato.

Em maio, eles acertaram a viagem dela a Paris. Najila confirmou que Neymar pagou a passagem aérea e a estadia no hotel.

Najila deu detalhes do primeiro encontro –no dia em que Neymar chegou ao hotel. Segundo ela, os dois começaram a se beijar e o jogador começou a dar uns tapas. Ela disse que não falou nada, mas que minutos depois percebeu que ele estava mais agressivo. Ela, então, reclamou.

Segundo ela, neste momento, perguntou a ele se tinha camisinha. Neymar respondeu que não. E ela disse que achava melhor eles ficarem “só na pegação”. Najila contou que o jogador a segurou com força pelo quadril e que fez sexo com ela sem consentimento.

Segundo os investigadores, nessa parte do depoimento, Najila teve uma crise de choro. A delegada parou de fazer perguntas por alguns instantes.

Sobre o segundo encontro, Najila foi confusa, segundo a polícia. Primeiro disse que deixou o celular ligado o tempo todo para gravar a conversa que teria com Neymar.

Ainda de acordo com policiais que ouviram o depoimento, Najla contou que atraiu o jogador até o hotel porque estava revoltada pelo que tinha passado e queria bater nele. Quando os policiais foram transcrever este trecho do depoimento, Najila voltou atrás e disse que deixou o celular ligado por alguns minutos. Desligou porque tinha medo que fosse descoberta.

Segundo a polícia, a mulher foi contraditória sobre os horários da chegada e da saída do jogador no hotel.

Najila saiu no fim da tarde, carregada pelo advogado, depois de passar mal na delegacia. Ela desmaiou e foi levada para um hospital próximo. Logo em seguida, a delegada começou a ouvir o depoimento da amiga de Najila.

A Secretaria da Saúde de São Paulo não informou o estado de saúde de Najila.

Sobre o depoimento de Neymar, a polícia paulista ainda não tem data para ouvi-lo. Nesta sexta, a advogada foi pedir à delegada que o jogador preste depoimento em outro lugar porque ele está com dificuldade de subir escadas.

Fonte: G1 Globo


Najila presta depoimento em delegacia de SP sobre acusação contra Neymar

Najila Trindade em entrevista à Record
Imagem: Reprodução/TV Record

A modelo Najila Trindade Mendes de Souza chegou no final da manhã desta sexta-feira (7) à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo, para prestar depoimento sobre o caso em que acusa o jogador Neymar de agressão e estupro durante encontros com ele em Paris.

Najila chegou com seus advogados e acompanhada da amiga Rosana, que também será ouvida porque estava com a modelo quando o boletim de ocorrência foi registrado. Cercada pela imprensa, Najila entrou na delegacia com a cabeça coberta por um casaco preto.

Ela será ouvida pela delegada Juliana Bussacos, que investiga o caso. A delegada quer tirar dúvidas sobre a história contada por Najila na semana passada e, principalmente, ter acesso à íntegra do vídeo que mostraria a agressão de Neymar.

Juliana Bussacos tem em mãos uma carta precatória com duas perguntas que devem ser feitas a Najila no inquérito que apura a exposição de imagens íntimas dela em redes sociais pelo atacante.

A primeira delas: se Najila confirma que as conversas expostas por Neymar foram realizadas. E a segunda: se ela autorizou a publicação ou se compartilhou as imagens e mensagens com outras pessoas ou grupos.

A delegada também pretende ouvir o jogador Neymar, para que ele dê sua versão sobre o aconteceu no encontro entre os dois.

Najila Trindade chega com o rosto coberto dentro da 6ª Delegacia da Mulher — Foto: Floyd Marcel/TV Globo
Najila Trindade chega com o rosto coberto dentro da 6ª Delegacia da Mulher — Foto: Floyd Marcel/TV Globo

Nova análise de exame de corpo de delito

A delegada já recebeu o relatório clínico particular feito pela mulher no dia 21 de maio e, nesta quinta-feira (6), protocolou no Instituto Médico Legal um pedido para que esse relatório e o laudo do exame de corpo de delito — feito no dia em que o caso foi registrado — sejam analisados por um grupo de médicos legistas.

É o chamado corpo de delito indireto. O objetivo é analisar se as queixas da mulher e as lesões têm relação com o caso.

Nesta quinta-feira, o Jornal Nacional teve acesso a um boletim de ocorrência registrado em 2014, um caso de violência doméstica com lesão corporal.

Na época, Najila relatou à polícia que, depois de uma briga com o marido, ela estava na sala de estar, comendo uma maçã com uma faca na mão, e disse que ele partiu para cima dela. Ela relatou ter sido puxada pelos braços, quando o marido foi atingido pela faca. O caso foi arquivado.

Najila Trindade chega para prestar depoimento — Foto: Gabriela Gonçalves/G1
Najila Trindade chega para prestar depoimento — Foto: Gabriela Gonçalves/G1

Najila reitera ter sofrido estupro e agressão

A polícia tem um novo fato a esclarecer neste caso: Najila disse que o apartamento onde mora foi arrombado. Um delegado foi até o apartamento para verificar se isso, de fato, aconteceu. A síndica do prédio já registrou um boletim de ocorrência.

Nesta noite, o advogado Danilo Garcia, que representa Najila, divulgou uma declaração dela, registrada em um cartório de São Paulo. No documento, Najila reitera que sofreu os crimes de estupro e agressão praticados por Neymar.

Afirma que tem amplo material probatório sobre as agressões sofridas. No fim, Najila afirmou estar ciente de que caso a declaração não seja a expressão da verdade responderá criminalmente por infração do Código Penal.

Cronologia com base em relatos de Najila e Neymar

Antes de 15 de maio

  • Najila mantém contato via rede social com Neymar e ambos passam a se corresponder
  • Eles acertam a ida de Najila a Paris, com passagem paga pelo jogador

15 de maio

  • Neymar e Najila se encontram num hotel em Paris, onde ela estava hospedada
  • Neste dia, segundo a modelo, ela foi vítima de agressão e de estupro

16 de maio

  • Os dois voltam a se falar por um aplicativo de mensagens. Ela diz que quer ver o jogador de novo. Neymar diz: “Claro que eu quero transar com você de novo”
  • O jogador vai de novo ao hotel em que Najila está. Um vídeo mostra a modelo agredindo o jogador a tapas no quarto. O vídeo é interrompido sem mostrar o desfecho da cena
  • Neymar deixa o hotel. Mais tarde, os dois trocam mensagens por uma rede social: a modelo envia uma foto com marcas no corpo dela. Neymar responde dizendo que ela havia sido culpada pelas marcas. “Tá doido?”, questionou a modelo, afirmando que pediu para o jogador e que Neymar chegou a pedir desculpas a ela

21 de maio

  • Já de volta ao Brasil, Najila se submete a um exame com o médico Luiz Eduardo Rossi Campedelli. O laudo aponta hematomas, arranhões nos glúteos, transtorno ansioso e depressivo e traumatismos superficiais não especificados

31 de maio

  • A modelo registra ocorrência de estupro em uma delegacia de São Paulo

1º de junho

  • O caso vem a público. O pai do jogador diz que o atleta é vítima de uma tentativa de extorsão; o advogado que representava Najila na ocasião nega

2 de junho

  • Neymar grava um vídeo em que diz que a relação dos dois foi consentida. “Foi uma relação entre homem e mulher, dentro de quatro paredes, algo que acontece com todo casal (…) Agora fui pego de surpresa por causa disso”

5 de junho

  • Em entrevista, a modelo disse que se recusou a manter relação sexual com o jogador porque não havia preservativo; segundo ela, ele a virou e bateu violentamente nas nádegas dela

6 de junho

7 de junho

Fonte: G1 Globo


Corpo de delito não detectou lesão em partes íntimas de Najila.

Najila Trindade em entrevista à Record
Imagem: Reprodução/TV Record

Procedimento padrão em casos de estupro, a modelo Najila Trindade foi encaminhada para exame de corpo de delito depois de registrar boletim de ocorrência por violência sexual contra Neymar na última sexta-feira. O resultado já é de conhecimento da Polícia Civil e o laudo não apontou lesões na genitália da suposta vítima.

O único ferimento detectado durante o exame de corpo de delito foi em um dedo de Najila. Trecho de 66 segundos do vídeo gravado no quarto do hotel em Paris mostra a modelo agredindo Neymar.

Em entrevista coletiva na Delegacia de Defesa da Mulher, o advogado dela, Danilo Garcia de Andrade, não tocou no assunto. Justificou que estava tomando ciência do inquérito naquele momento e acrescentou que todas as provas periciais estão incluídas no sigilo que cerca a investigação.

O resultado do exame de corpo de delito não repete o laudo confeccionado por um médico g astroenterologista durante avaliação particular de Najila no consultório dele, que fica no Hospital Albert Einsten. Na avaliação, ocorrida em 21 de maio, seis dias depois da data em que a modelo alega ter sido estuprada, foram verificadas lesões nas coxas e nádegas.

Neymar postou vídeo em rede social defendendo-se da acusação de estupro e dizendo ser vítima de tentativa de extorsão — Foto: Reprodução/Instagram

O médico responsável pelo exame deste laudo particular prestou depoimento na tarde de ontem na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher e confirmou que foram detectados ferimentos. Mas o gastroenterologista ressaltou que as fotos que estão anexadas não foram tiradas por ele.

Depois de ser ouvido pela delegada que comanda o inquérito policial, o médico deixou o prédio sem conceder entrevistas. Justificou que respeitava o sigilo das investigações.

Além de lesões físicas provocadas pelo suposto estupro, o advogado de Najila contou que a cliente ficou com traumas do que teria acontecido em Paris. Garcia de Andrade disse que ela tem dificuldades para dormir, perdeu peso, chora bastante e tomando ansiolíticos – remédios para tensão e ansiedade.

Fonte: UOL


Deslizamento de rocha mata duas meninas brasileiras no Chile

Isadora Bringel e Khálida Trabulsi, de 7 e 3 anos de idade — Foto: Divulgação

Um deslizamento de rocha matou duas meninas brasileiras no Chile, informou a polícia local nesta segunda-feira (3). Khálida Trabulsi Lisboa, de 3 anos, e Isadora Bringel, de 7, morreram depois de serem atingidas por fragmentos da rocha, que se desprendeu de uma das montanhas nas imediações da barragem de El Yeso, um ponto turístico na Cordilheira dos Andes na região metropolitana de Santiago.

As identidades das meninas, que são do Maranhão, foram confirmadas pela polícia chilena e a esposa do avô de Khálida. Também de acordo com essa familiar, as duas famílias eram amigas e passeavam no Chile. As crianças estudavam na mesma escola em Bacabal (MA).

 Khálida Trabulsi Lisboa, de 3 anos, morreu após ser atingida por uma rocha em um deslizamento na Cordilheira dos Andes — Foto: Divulgação
Khálida Trabulsi Lisboa, de 3 anos, morreu após ser atingida por uma rocha em um deslizamento na Cordilheira dos Andes — Foto: Divulgação
Isadora Bringel, de 7 anos, morreu após o deslizamento de rocha no Chile. — Foto: Arquivo pessoal
Isadora Bringel, de 7 anos, morreu após o deslizamento de rocha no Chile. — Foto: Arquivo pessoal

Testemunhas ouvidas relataram que uma rocha se desprendeu da montanha, bateu e se quebrou em vários pedaços que atingiram o grupo de turistas. Outras pessoas também se feriram.

A governadora da província de Cordillera, Mireya Chocair, disse que a operadora de turismo – não identificada – poderia ser responsabilizada porque o ônibus e os turistas, disse ela, passaram para um local proibido.

“Há sinalização, os guias de turismo sabem como funciona, o município está em contato constante com as agências. Há normas claras no lugar e são de conhecimento público”, ressaltou a governadora.

Entretanto, o conselheiro municipal Alejandro Hormazabal, que presenciou o desastre, disse que o grupo de turistas saiu dos ônibus e seguiu a trilha a pé. Segundo ele, não havia nenhuma placa ou aviso para impedir o trânsito de pessoas na região de El Yeso.

Local exato onde ocorreu o deslizamento que matou duas crianças brasileiras no Chile. — Foto: Arquivo pessoal
Local exato onde ocorreu o deslizamento que matou duas crianças brasileiras no Chile. — Foto: Arquivo pessoal

Segundo a rede de televisão T13, Khálida, de 3 anos, morreu no local. Isadora, de 7, foi levada a um centro médico, mas não resistiu aos ferimentos.

O consulado do Brasil no Chile informou que uma equipe da representação está a caminho do local do acidente para prestar assistência às famílias.

Fonte: G1 Globo


Redes sociais


Whatsapp: 82 99641-3231

Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Tel: (82) 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey