Palmeira dos Índios
26 ºC Céu Limpo

Redes Sociais

Palmeira dos Índios | Céu Limpo
26 ºC

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

​Fim de semana em Alagoas será de tempo instável com pancadas de chuva

​Fim de semana em Alagoas será de tempo instável com pancadas de chuva

Mais um final de semana de chuva em Alagoas. Segundo aponta a previsão da Sala de Alerta da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), divulgada nesta sexta-feira (15/05). O tempo será instável, com temperaturas que podem chegar aos 36ºC graus em algumas regiões, mas com chuvas no decorrer dos dias.

Para a sexta-feira (15/05), tempo nebuloso com pancadas de chuvas ao longo do dia, com mínima de 24°C graus e máxima de 30°C, na capital alagoana. No Sertão, as temperaturas podem atingir a máxima de 36°C graus e mínima de 22ºC.

No sábado (16/05), períodos curtos de sol com variação de nuvens. No Agreste, os termômetros atingem temperatura mínima de 22ºC e máxima de 33ºC. Na Zona da Mata, 24ºC e 30ºC, respectivamente.

Já para o domingo (17/05), as mínimas previstas para Maceió e Baixo São Francisco são de 24ºC, e até 22ºC no Sertão. A tendência é que o céu continue nublado e com potencial para chuvas durante todo o dia.

A Sala de Alerta segue monitorando as condições sinóticas e novas atualizações poderão ser enviadas a qualquer momento. A previsão do tempo pode ser conferida diariamente em http://www.semarh.al.gov.br/tempo-e-clima/previsao, bem como no aplicativo “Semarh Tempo Alagoas”, disponível para a plataforma Android e iOs. A população pode ter acesso à previsão do tempo, em tempo real, por meio do site www.semarh.al.gov.br, ou pelo aplicativo “Semarh Tempo Alagoas”, disponível para a plataforma Android e iOS.


Bombeiros capturam jacaré dentro de condomínio em União dos Palmares, AL

Bombeiros resgatam jacaré em União dos Palmares, AL — Foto: Reprodução
Bombeiros resgatam jacaré em União dos Palmares, AL — Foto: Reprodução

Um jacaré foi capturado na tarde de domingo (9) pelo Corpo de Bombeiro em um condomínio na cidade de União Dos Palmares, na Zona da Mata de Alagoas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o militares foram acionados, e identificaram que o animal tem 1 metro de comprimento e está saudável.

Ele foi capturado com um enforcador, instrumento típico nesse tipo de ação. Em seguida, ele foi devolvido à natureza na área de Proteção Ambiental (APA) na cidade de Murici.


Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas no combate ao desmatamento

Desmatamento: causas, consequências, como conter - Brasil Escola
Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas no combate ao desmatamento

O presidente Jair Bolsonaro autorizou a atuação das Forças Armadas, em operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no combate ao desmatamento ilegal e a focos de incêndio na Amazônia Legal. O decreto foi publicado hoje (7) no Diário Oficial da União.

Os militares atuarão no período de 11 de maio a 10 de junho em ações preventivas e repressivas na faixa de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas federais nos estados da região. As ações ocorrerão de forma articulada com os órgãos de segurança pública e as intituições públicas de proteção ambiental.

A atuação poderá ainda ser estendida a outras áreas a pedido dos governadores. A Amazônia Legal engloba os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão.

Realizadas exclusivamente por ordem expressa da Presidência da República, as missões de GLO das Forças Armadas ocorrem por tempo limitado nos casos em que há o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o número de alertas de desmatamento na Amazônia Legal foi maior nos primeiros meses de 2020, em relação ao ano passado. Em março, por exemplo, as áreas em alerta saíram de 251,42 km² em 2019 para 326,49 km² no mesmo mês deste ano.


Chuva forte deixa casas e ruas alagadas em Rio Largo, AL

Conjunto Tavares Granja I, em Rio Largo, ficou completamente alagado após horas de chuvas — Foto: Aracele/Rio Largo Ordinário
Conjunto Tavares Granja I, em Rio Largo, ficou completamente alagado após horas de chuvas — Foto: Aracele/Rio Largo Ordinário

Moradores da cidade de Rio Largo foram pegos de surpresa por um temporal que começou no final da tarde desta quinta-feira (30).

Segundo a Defesa Civil de Rio Largo, a lagoa da Graça, que fica próximo a Mata do Rolo, não suportou o volume de água e transbordou, causando alagamento de ruas e casas da cidade.

O problema é recorrente e sempre que chove forte, os moradores enfrentam essa situação. No local já existe uma bomba que ajuda na vazão da água, mas dessa vez não foi suficiente.

A coordenação da Defesa Civil da cidade teve que providenciar uma outra bomba para ajudar a retirar a água porque continua chovendo forte na região. A água chegou a subir 50 cm.

Feriado com chuva

A Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh/AL), divulgou um aviso meteorológico com a previsão do tempo para os próximos dias em Alagoas.

O aviso informa que a formação de nebulosidade deve provocar chuvas de intensidade moderada com algumas pancadas intensas e incidência de raios, em pontos isolados do Litoral (atenção especial ao norte da região), Zona da Mata e Baixo São Francisco do Estado de Alagoas entre a tarde desta quinta (30), até a próxima sexta (1º).

No feriado do trabalhador, a previsão é de que o tempo permaneça nebuloso, com possibilidade de chuvas isoladas em todo Estado. O sábado deve permanecer com muitas nuvens e períodos curtos de sol, com chuva em algumas áreas.

Por causa da intensidade das chuvas no Estado, sala de alerta se mantém com atenção especial nos próximos dias.


Semarh emite alerta meteorológico de chuvas fortes em Alagoas

Semarh emite alerta meteorológico de chuvas fortes em Alagoas

A Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) emitiu um Alerta Meteorológico neste domingo (26), com previsão de chuva de intensidade moderada a forte que deve se estender até segunda-feira (27). Nas regiões do Litoral, em especial na região Metropolitana, Zona da Mata, Baixo São Francisco e Agreste estão previstas pancadas intensas e incidências de raios que podem gerar acúmulos significativos em pontos isolados.

Nas outras regiões ambientais existe a previsão de chuva de intensidade fraca à moderada, intercalando com períodos de tempo seco. Já na região metropolitana, com a continuidade das chuvas, aumenta significativamente o risco de deslizamentos de terra em áreas de encosta.

Sobre os principais rios que cortam o estado, a Sala de Alerta informou que até agora não há risco de transbordamento. Mas as pancadas intensas podem provocar alagamentos em áreas onde a água tem dificuldade de escoamento como as regiões impermeabilizadas. Também pode haver transbordamento de pequenos riachos.

A Semarh esclareceu que está fazendo monitoramento contínuo e que, por se tratar de uma previsão de chuvas localizadas, a precisão da localização e intensidade poderá ser prevista apenas com algumas horas de antecedência.

A previsão do tempo e o monitoramento dos níveis dos rios podem ser acessados diariamente pelo site da Semarh, por meio dos links: http://www.semarh.al.gov.br/tempo-eclima/previsao e http://www.semarh.al.gov.br/boletim-hidrologico respectivamente.


Municípios de Alagoas estão sob alerta para rompimento de barragem em Pernambuco há 15 dias

Barragem de Santana, Águas Belas – PE  (Foto: Semarh / Reprodução)

As obras na barragem Ipanema I, localizada no município de Águas Belas, em Pernambuco, foram autorizadas e devem começar nesta segunda (21), segundo informou a Defesa Civil de Alagoas. Desde o dia 03 de abril, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros vem acompanhando a situação da barragem pernambucana que ameaça atingir cidades do sertão do estado.

As autoridades dos dois estados entraram em alerta quando observaram que a estrutura da barragem está comprometida porque apresenta fissuras, causando a ameaça de rompimento.

Segundo o capitão Allan Cavalcante, da Defesa Civil estadual, o prazo máximo de conclusão das obras é de 30 dias. Até lá, o alerta ficará mantido para os moradores das cidades alagoanas de Santana do Ipanema, Poço das Trincheiras, Olivença e Batalha, que correm risco de inundação pelo rompimento. A orientação é para que todos evitem ficar no leito do Rio Ipanema até que a obra seja finalizada.

“Em caso de rompimento, o volume de água seria menor que o da inundação ocorrida no início do mês, que foi a maior registrada nos últimos 40 anos. Mesmo assim, apresenta risco, principalmente para aquelas pessoas que sobrevivem da pesca ou costumam tomar banho e lavar roupas no rio”, informou.

Desde a divulgação do primeiro alerta, as autoridades alagoanas têm recomendado aos moradores que residem às margens do Rio Ipanema que fiquem atentos aos avisos da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey