Desemprego aumenta em Alagoas e chega a 17,8% no 2º trimestre, aponta IBGE

Desemprego aumenta em Alagoas e chega a 17,8% no 2º trimestre, aponta IBGE

A taxa de desemprego em Alagoas subiu para 17,8% no segundo trimestre de 2020, atingindo 197 mil alagoanos, 1,3% a mais que o registrado nos três primeiros meses do ano (16,5%), segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) Trimestral, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira (28).

Quando comparada com o mesmo período de 2019 (14,6%), foi 3,2% maior. No primeiro trimestre de 2019, havia 179 mil pessoas desempregadas, número que subiu para 199 mil no primeiro trimestre de 2020 e que caiu para 197 mil no segundo.

Segundo a pesquisa, somente a Bahia (19,9%) e Sergipe (19,8%) tiveram taxas maiores que Alagoas. De modo geral, o desemprego superou a média nacional (13,3%) em 12 unidades da federação. As menores taxas, por sua vez, foram observadas em Santa Catarina (6,9%), Pará (9,1%), Rio Grande do Sul (9,4%) e Paraná (9,6%).

De acordo com o IBGE, a taxa de desocupação corresponde ao número de pessoas desocupadas, na semana de referência, em relação às pessoas na força de trabalho. Com isso, as pessoas desocupadas são aquelas sem trabalho que tomaram alguma providência efetiva para consegui-lo e que estavam disponíveis para assumi-lo na semana de referência. Pessoas que já haviam conseguido trabalho e iriam começar após a semana de referência também são consideradas desocupadas.

O levantamento revela também que a taxa de ocupação em Alagoas caiu para 34,4%. No primeiro trimestre de 2019, era 1,048 milhão, passou para 1,004 milhão no primeiro trimestre de 2020 e caiu para 905 mil no segundo trimestre.

População ocupada no setor privado

O setor privado teve uma diminuição da população ocupada, principalmente entre trabalhadores com carteira assinada.

De acordo com a pesquisa, 366 mil alagoanos estavam ocupados no segundo trimestre, 67 mil a menos que os primeiros três meses do ano e 59 mil a menos que o segundo trimestre do ano anterior.

Atividades de transporte e alojamento

No transporte, armazenagem e correio, 38 mil alagoanos estavam ocupados ao fim do segundo semestre, 14 mil a menos que o observado nos primeiros três meses do ano e 18 mil a menos que o segundo trimestre de 2019.

Já na atividade de alojamento e alimentação, 51 mil pessoas estavam ocupadas ao fim do segundo trimestre, 29 mil a menos em relação aos primeiros três meses do ano e 16 mil a menos na comparação com o segundo trimestre de 2019.


Deixe uma resposta