CSA perde para o Flamengo e segue na Zona de Rebaixamento


CSA foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília – Foto: Alexandre Vidal / CRF
O

O CSA segue com dificuldades para deixar as últimas colocações do Campeonato Brasileiro e permanece mais uma rodada dentro da zona do rebaixamento. Na noite desta quarta-feira (12), na partida que fechou a 9ª rodada, o azulão foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O CSA que vendeu o mando de campo em troca de compensação financeira, segue com seis pontos ganhos, na penúltima colocação. Já a vitória fez a equipe rubro-negra voltar ao G4 do Campeonato Brasileiro. Agora, o time da Gávea soma 17 pontos ganhos e ocupa a terceira colocação. Os gols foram marcados por Vitinho e Gabigol, ambos no segundo tempo.

Apesar da vitória, o Flamengo que teve a torcida do presidente Jair Bolsonaro, devidamente uniformizado, demorou muito a se encontrar dentro de campo. No primeiro tempo, seus atacantes desperdiçaram várias oportunidades e a equipe dirigida por Marcelo Salles chegou a ser vaiada pela torcida. Na etapa fina, o time ajustou a pontaria e conseguiu marcar os gols que garantiram uma tranquila vitória. Sem o apoio da sua torcida, o CSA apenas se defendeu e o goleiro Jordi, com ótima atuação, evitou que a vantagem do adversário fosse maior.

Na próxima rodada, após a realização da Copa América, o Flamengo vai receber o Goiás, no Maracanã; o CSA vai visitar o Corinthians, em Itaquera.

O Jogo

O CSA começou a partida tentando mostrar ao Flamengo que não estava intimidado diante de um adversário de maior tradição. Logo na saída de jogo, Apodi arrancou e chutou forte, mas a bola saiu. O time alagoano seguiu pressionando, mas o Flamengo respondeu aos cinco minutos em cruzamento de Rodinei que Gabigol completou com perigo para o gol defendido por Jordi.

Com as mudanças na equipe rubro-negra, Everton Ribeiro atuava mais centralizado, enquanto Vitinho caía pela direita e se juntava a Gabigol e Bruno Henrique nas jogadas de ataque. No CSA, Apodi e Celsinhoi se revezavam na lateral direita, dando trabalho ao setor esquerdo da defesa rubro-negra.

Depois dos dez minutos, o Flamengo passou a assumir o controle da partida. Aos 19 minutos, Everton Ribeiro desarmou um adversário e lançou Vitinho que chutou forte e encobriu o travessão defendido por Jordi. Aos 27 minutos, quase que o time carioca marcou o primeiro gol. Everton Ribeiro chutou, Jordi deu rebote e Vitinho concluiu para outra grande intervenção do goleiro do CSA.

Aos 33 minutos, Apodi chutou forte e a bola bateu no braço de Willian Arão que estava dentro da área. O árbitro recorreu ao VAR e após quase cinco minutos de paralisação, decidiu não marcar a penalidade contra a equipe carioca, provocando a revolta dos jogadores do CSA.

Aos 42 minutos, o Flamengo criou a melhor chance para marcar. Gabigol lançou Bruno Henrique que invadiu a área, driblou o goleiro Jordi e tocou para o gol, mas Celsinho conseguiu salvar, desviando para escanteio.

Três minutos depois foi a vez de Bruno Henrique servir Gabigol que tocou na saída de Jordi, mas mandou a bola para fora, desperdiçando uma grande chance. O goleiro do CSA voltou a aparecer bem nos acréscimos, ao defender uma bomba de Gabigol.

Assim que o segundo tempo começou, o Flamengo desperdiçou uma grande oportunidade. Vitinho cruzou e Gabigol, livre na pequena área, mandou por cima do travessão.

O CSA tentava equilibrar o jogo e se aproximar da área rubro-negra. Aos sete minutos, Jonatan Gomez lançou para a corrida do lateral Celsinho, mas o goleiro César saiu bem e ficou com a bola.

O Flamengo criou mais uma boa chance aos dez minutos, quando o lateral Rodinei investiu em velocidade e serviu para Vitinho que chutou para fora. Vitinho voltou a arriscar novamente aos 13, mas Jordi defendeu com muita segurança.

O time alagoano respondeu aos 15 minutos com chute colocado de Jonatan Gomez que obrigou César a uma defesa difícil. Logo depois de Gabigol ter desperdiçado mais uma oportunidade, o Flamengo marcou o primeiro gol, aos 20 minutos, quando Vitinho cabeceou um cruzamento de Everton Ribeiro.
Para tentar reverter o resultado, o técnico Marcelo Cabo decidiu trocar o volante Apodi pelo atacante Maranhão.

O Flamengo ampliou aos 31 minutos, quando Willian Arão chutou, o goleiro Jordi deu rebote e Gabigol cabeceou para as redes. A arbitragem recorreu ao VAR para confirmar o gol.

FICHA TÉCNICA
CSA-AL 0 X 2 FLAMENGO-DF

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Data: 12 de junho de 2019 (Quarta-feira)

Horário: 21h30(de Brasília)

Público: 37.673 pagantes

Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

VAR: Rodrigo Ferreira do Amaral(SP)

Cartão Amarelo: Didira, Jonatan Gomez, Leandro Souza(CSA); Gabigol(Fla)

Gols:

FLAMENGO: Vitinho, aos 20 minutos e Gabigol, aos 31 minutos do segundo tempo

CSA: Jordi, Celsinho, Gerson, Leandro Souza e Carlinhos; Apodi(Maranhão), Nilton(Patrick), Didira e Jonatan Gómez; Victor Paraíba(Gerson Júnior) e Cassiano. Técnico: Marcelo Cabo

FLAMENGO: César, Rodinei (João Lucas), Thuler, Rodrigo Caio e Renê; Piris da Motta, Willian Arão, Vitinho e Everton Ribeiro; Bruno Henrique (Lincoln) e Gabigol (Berrio). Técnico: Marcelo Salles

Fonte: Todo Segundo


Deixe uma resposta