Com duas alagoanas na equipe, Brasil chega pela 1ª vez na final do campeonato mundial de ginástica rítmica

Com duas alagoanas na equipe, Brasil chega pela 1ª vez na final do campeonato mundial de ginástica rítmica

A Seleção Brasileira de Conjunto da ginástica rítmica alcançou, nesta sexta-feira, a final do Mundial, na disputa com cinco bolas, pela primeira vez. O torneio acontece em Kitakyushu, no Japão. O Brasil passou de fase com a sétima melhor nota (39,450). A equipe foi representada pelas alagoanas Maria Eduarda Arakaki e Bárbara Urquiza. Além das brasileiras Beatriz Linhares, Nicole Pírcio, Deborah Medrado e Vitória Guerra.

Até então, a melhor classificação anterior do Brasil também foi a sétima, obtida no Mundial de Madri, em 1975. No entanto, naquela época, a final era disputada por apenas seis conjuntos. O torneio existe desde 1963 e atualmente é disputado em anos que não são olímpicos. Os Jogos de Tóquio, vale lembrar, eram para ser em 2020, mas foram adiados por conta da pandemia. A treinadora Camila Ferezin destaca a importância desse resultado

-Estamos muito felizes com nossos resultados, as sementes que foram plantados há alguns anos estão começando a florescer. Fizemos muito trabalho de repetição e limpeza da coreografia. Num Mundial tudo se define nos detalhes, então focamos milimetricamente na execução- comentou.

Bárbara Domingos na final do individual geral

Na outra disputa, a de três arcos e dois pares de maças, o Brasil obteve a nota 36,000, e ficou em 11º lugar. No geral, o conjunto brasileiro terminou na nona colocação, ficando no top 10 do mundo. Na última quinta-feira, Bárbara Domingos também fez história ao se tornar a primeira brasileira a se classificar a final do individual geral do Mundial, com a 13ª melhor nota.


Deixe uma resposta