Campanha de vacinação contra poliomielite começa em AL nesta segunda-feira

Vacinação contra poliomielite segue até o dia 30 de outubro em Alagoas — Foto: PMF/Divulgação

Começa nesta segunda-feira (5) a Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite em Alagoas. O objetivo é imunizar crianças com idades entre 12 meses a menores de 5 anos. Além disso, haverá também atualização de outras vacinas para crianças e adolescentes. A campanha segue até o dia 30.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), o intuito da campanha é imunizar pelo menos 95% das 215.592 crianças alagoanas que estão na faixa etária alvo.

Vale lembrar que o estado já está em outra campanha de vacinação, para imunizar adultos contra o sarampo. Esta vai até o dia 30 de outubro.

Para menores de 15 anos, será possível atualizar 14 vacinas que previnem doenças como a meningite, sarampo, caxumba, rubéola, coqueluche, diarreia por rotavírus, difteria, tétano, hepatites, febre amarela e HPV, vírus que pode provocar o câncer do colo do útero, ânus e pênis entre os jovens.

Em Maceió, a vacinação é realizada em Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. No interior, devem ser procurados os postos de saúde municipais.

“Nas unidades de saúde estarão disponíveis todas as vacinas do Calendário Básico de Vacinação das crianças e adolescentes, exceto BCG que continuarão a ser disponibilizadas nas unidades referenciadas com os dias preestabelecidos”, disse a gerente de Imunização da Secretaria de Saúde de Maceió, Eunice Amorim.

Caso a pessoa tenha sintomas respiratórios ou febre, não deve ir ao local de vacinação e precisa respeitar o período de isolamento social.

“No caso das pessoas com Síndrome Gripal ou sintomatologia compatível com a Covid-19, seja suspeita ou confirmada, a vacina deve ser adiada até três dias após o desaparecimento dos sintomas e, após 14 dias de isolamento, contados a partir do início da sintomatologia. Para as pessoas que tiveram contato com infectados pelo novo coronavírus, mas, não apresentaram sintomas, não há contraindicação, mas, devem ser respeitados 14 dias de isolamento, tornando-as aptas a comparecerem aos postos de vacinação mais próximos de suas residências”, salientou Rafaela Siqueira, assessora do PNI em Alagoas.


Deixe uma resposta